Donald Barthelme

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Donald Barthelme
Nascimento 7 de abril de 1931
Philadelphia, Pensilvânia
Morte 23 de julho de 1989 (58 anos)
Houston, Texas
Nacionalidade Estados Unidos Norte-americano
Cidadania Estados Unidos
Progenitores
  • Donald Barthelme
Irmão(s) Frederick Barthelme
Alma mater
Ocupação Escritor
Período de atividade 1931–1989
Prémios National Book Award (1972)
Empregador Universidade de Houston
Gênero literário Contos
Causa da morte câncer de laringe

Donald Barthelme (Philadelphia, Pensilvânia, 7 de abril de 1931Houston, Texas, 23 de julho de 1989) foi um escritor norte-americano conhecido por seus contos com "colagens" modernistas, que são marcadas por experimentação técnica e uma espécie de alegria melancólica.[1]

Biografia[editar | editar código-fonte]

Barthelme nasceu na Filadélfia em 7 de abril de 1931. Ele teve uma educação católica em Houston, onde seu pai era professor de design arquitetônico na Universidade de Houston. Enquanto estudava na universidade, ele adotou como estilo de vida uma filosofia existencialista. Depois de servir nas Forças Armadas na Coréia e no Japão, ele voltou para Houston, onde trabalhou como repórter do The Houston Post.[2]

Barthelme foi ainda editor-chefe da Location, uma revista de arte e literatura e diretor (1961–62) do Contemporary Arts Museum em Houston. Em 1964 publicou sua primeira coleção de contos, Come Back, Dr. Caligari. Seu primeiro romance, Snow White (1967), foi publicado inicialmente na The New Yorker, revista da qual ele era colaborador regular.[1]

Outras coleções de contos foram City Life (1970), Sadness (1972), Sixty Stories (1981) e Overnight to Many Distant Cities (1983). Além dos contos, Barthelme escreveu três romances: The Dead Father (1975), Paradise (1986) e The King (1990). Com seu livro infantil, The Slightly Irregular Fire Engine ou Hithering Thithering Djinn (1971), ganhou o National Book Award, em 1972. Ele foi professor visitante de inglês (1974–75) no City College da Universidade de Nova Iorque.[1]

Barthelme morreu aos 58 anos em 1989, devido a um câncer.[2] Após sua morte, Flying to America: 45 More Stories , uma coleção de histórias inéditas ou não coletadas, foi publicada em 2007.[1]

Obras[editar | editar código-fonte]

Contos[editar | editar código-fonte]

  • Come Back, Dr. Caligari – Little, Brown, 1964
  • Unspeakable Practices, Unnatural ActsFarrar, Straus and Giroux, 1968
  • City Life – Farrar, Straus and Giroux, 1970
  • Sadness – Farrar, Straus and Giroux, 1972
  • Amateurs – Farrar, Straus and Giroux, 1976
  • Great Days – Farrar, Straus and Giroux, 1979
  • Overnight to Many Distant Cities – Putnam, 1983
  • Sam's Bar (with illustrations by Seymour Chwast) – Doubleday, 1987
  • Sixty Stories – Putnam, 1981
  • Forty Stories – Putnam, 1987
  • Flying to America: 45 More Stories – Shoemaker & Hoard, 2007

Não-ficção[editar | editar código-fonte]

  • Guilty Pleasures (non-fiction) – Farrar, Straus and Giroux, 1974

Romances[editar | editar código-fonte]

  • Snow WhiteAtheneum Books, 1967
  • The Dead Father – Farrar, Straus and Giroux, 1975
  • Paradise – Putnam, 1986
  • The King – Harper, 1990

Outros[editar | editar código-fonte]

  • A Manual for Sons (excerpted from The Dead Father, with an afterword by Rick Moody)
  • The Teachings of Don B.: Satires, Parodies, Fables, Illustrated Stories, and Plays of Donald Barthelme, edited by Kim Herzinger – Turtle Bay Books, 1992
  • Not-Knowing: The Essays and Interviews of Donald Barthelme, edited by Kim Herzinger – Random House, 1997
  • The Slightly Irregular Fire Engine, or the Hithering Thithering Djinn (children's book), Farrar, Straus, 1971

Ligações Externas[editar | editar código-fonte]

Referências

  1. a b c d «Donald Barthelme Escritor americano, Encyclopædia Britannica» 🔗. Encyclopædia Britannica (em inglês) 
  2. a b «Morre Barthelme aos 58 anos» (em inglês). New York Times 
Ícone de esboço Este artigo sobre um(a) escritor(a) é um esboço relacionado ao Projeto Biografias. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.