Dragon Ball Z: Fukkatsu no F

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Dragon Ball Z:
Resurrection 'F'
ドラゴンボールZ: 復活の「エフ
Dragon Ball Z: A Ressurreição de Freezer (PT)
Dragon Ball Z: O Renascimento de Freeza (BR)
Pôster brasileiro do filme.
 Japão
Inadequado para menores de 10 anos i DEJUS (Brasil)

2015 •  cor •  94 min 
Direção Tadayoshi Yamamuro
Produção Akira Toriyama
Roteiro Akira Toriyama
Baseado em Dragon Ball Z
de Akira Toriyama
Elenco Masako Nozawa
Ryō Horikawa
Ryūsei Nakao
Mayumi Tanaka
Hikaru Midorikawa
Takeshi Kusao
Masaharu Satō
Hiromi Tsuru
Yūko Minaguchi
Shigeru Chiba
Eiko Hisamura
Tesshō Genda
Kōichi Yamadera
Masakazu Morita
Toshio Furukawa
Miki Itō
Shoko Nakagawa
Kazuya Nakai
Shirō Saitō
Gênero Animação
Aventura
Fantasia
Música Norihito Sumitomo
Companhia(s) produtora(s) Toei Animation
Distribuição Toei Company
20th Century Fox
Lançamento Japão 18 de abril de 2015
Brasil 18 de junho de 2015
Idioma Japonês
Orçamento US$5 milhões
Receita US$61,7 milhões
Cronologia
Dragon Ball Z: A Batalha dos Deuses (2013)
Site oficial
Página no IMDb (em inglês)

Dragon Ball Z: Resurrection 'F' (Dragon Ball Z: O Renascimento de Freeza (título no Brasil) ou Dragon Ball Z: A Ressurreição de Freezer (título em Portugal)), é um filme de Fantasia baseado na série de mangá Dragon Ball, foi lançado nos cinemas do Japão nos formatos 2D e 3D em 18 de abril de 2015. O filme é o segundo longa da franquia e também considerado uma parte oficial do enredo, sendo definido entre os capítulos 517 e 518 do mangá original, com Akira Toriyama profundamente envolvido na produção, sendo o primeiro A Batalha dos Deuses, em 2013. O filme marca o retorno do vilão Freeza, além do Deus da Destruição Bills e Whis, de "A Batalha dos Deuses". Chegou a faturar mais de 8 milhões de dólares somente em seu fim de semana de estreia. No Brasil, o filme foi lançado em 18 de junho de 2015.[1]

Sinopse[editar | editar código-fonte]

Sorbet e Tagoma são dois remanescentes do exército do vilão Freeza, que chegam à Terra em busca das Esferas do Dragão para ressuscitar o seu antigo líder. Eles conseguem trazer de volta o vilão, que é também um Imperador do Mal e que foi morto em uma batalha, ajudando-o a alcançar a última de suas transformações. Cabe novamente ao herói Goku recrutar seus amigos guerreiros Vegeta, Mestre Kame e seu filho mais velho Gohan. A trupe precisa unir suas forças para combater e afastar de uma vez por todas esse inimigo.

Divulgação[editar | editar código-fonte]

O filme foi divulgado em julho de 2014, sob o título Dragon Ball Z 2015, tendo sido revelado um pôster teaser apresentando o personagem Son Goku em sua forma de Super Saiyajin utilizando a técnica do teletransporte, confirmando a presença do autor original na produção e design do personagem, sendo que a intenção do filme seria continuar a história do mangá. Também foi revelado que o longa é uma sequência de "A Batalha dos Deuses", assim apresentando os antagonistas do longa anterior, Bills e Whis. O autor por sua vez prometeu mais cenas de ação. [2] Em 19 de julho foi revelado que o filme seria dirigido pelo supervisor de animação Tadayoshi Yamamuro.[3] Mais tarde naquele mês, um trailer teaser foi divulgado, com o deus dragão Shenlong trazendo alguém de volta à vida, seguido de Goku se transformando em Super Saiyajin.[4][5] Em Novembro de 2014 foi revelado o título oficial do filme: "Dragon Ball Z: Fukkatsu no F", assim como a data de estreia, sinopse e um novo pôster apresentando os personagens principais do longa, confirmando o retorno do vilão Freeza. Junto ao pôster também há a imagem de Sorbet e Tagoma, servos de Freeza criados especialmente pelo autor, que também assina o conceito, desenho dos personagens e roteiro do longa. Segundo Akira Toriyama, a ideia de incluir a letra “F” no título surgiu após ouvir a música de mesmo nome da banda Maximum The Hormone. A palavra Fukkatsu, significa ressurreição em japonês, e a letra F seria de Freeza.

Dragon Ball Super[editar | editar código-fonte]

O segunda arco de história de Dragon Ball Super, a mais nova série de anime canônica da franquia Dragon Ball, conta os eventos de O Renascimento de Freeza, embora alguns detalhes tenham sido alterados, incluindo a adição de cenas extras e o diálogo expandido para cobrir o arco de 13 episódios.

Elenco[editar | editar código-fonte]

Personagem  Japão  Brasil
Goku Masako Nozawa Wendel Bezerra
Vegeta Ryō Horikawa Alfredo Rollo
Freeza Ryūsei Nakao Carlos Campanile
Gohan Masako Nozawa Vagner Fagundes
Kuririn Mayumi Tanaka Fábio Lucindo
Piccolo Toshio Furukawa Luiz Antônio Lobue
Tenshinhan Hikaru Midorikawa Alexandre Marconatto
Mestre Kame Masaharu Satō Gileno Santoro
Bulma Hiromi Tsuru Tânia Gaidarji
Videl Yuko Minaguchi Melissa Garcia
Androide 18 Miki Itō Eleonora Prado
Jaco Natsuki Hanae Robson Kumode
Pilaf Shigeru Chiba Élcio Sodré
Mai Eiko Yamada Letícia Quinto
Shu Tesshō Genda Faduli Costa
Bills Kōichi Yamadera Marcelo Pissardini
Whis Masakazu Morita Felipe Grinnan
Peixe Profético Shoko Nakagawa Fernanda Bullara
Tagoma Kazuya Nakai Fábio Azevedo
Sorbet Shirō Saitō Armando Tiraboschi
Shisami Tetsu Inada Mauro Castro

Curiosidades[editar | editar código-fonte]

Broom icon.svg
Se(c)ções de curiosidades são desencorajadas pelas políticas da Wikipédia.
Ajude a melhorar este artigo, integrando ao corpo do texto os itens relevantes e removendo os supérfluos ou impróprios.

O tema musical principal do filme foi a canção " F ", interpretada pelo grupo Maximum the Hormone, na versão ocidental.[6] "Z no Chikai", interpretada por Momoiro Clover Z, aparece apenas na versão japonesa.

Os capangas de Freeza tem nomes alimentícios: Tagoma é derivado da palavra japonesa "tamago", que significa "ovo". Sorbet vem de "sorvete" e Shisami refere-se ao prato japonês com frutos do mar, "sashimi" [7].

Referências

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

O Commons possui uma categoria contendo imagens e outros ficheiros sobre Dragon Ball Z: Fukkatsu no F
Ícone de esboço Este artigo sobre Dragon Ball é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.