Editora Mythos

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa

A Editora Mythos é uma editora brasileira que iniciou suas atividades em 1996 e surgiu a partir do Estúdio Art & Comics[1], responsável pelo agenciamento de vários desenhistas de quadrinhos no exterior[2].

Breve história e leque de publicações[editar | editar código-fonte]

Fundada em 1996, por Dorival Vitor Lopes, Hélcio de Carvalho e Franco de Rosa (que pouco tempo depois fundou a Opera Graphica[3] e atualmente a frente da Editorial Kalaco[4]), é especializada em histórias em quadrinhos[5].

A Editora Mythos iniciou o leque de suas publicações com a revista de quadrinhos Tex, cowboy criado pelos italianos Giovanni Luigi Bonelli e Aurélio Gallepini. Hoje publica, da linha Bonelli Comics, 2000 AD (revista em quadrinhos), Dynamite Entertainment as revistas Zagor, Martin Mystère, Mágico Vento, Dylan Dog, Dampyr, Júlia, Cassidy & Demian, J Kendall, Juiz Dredd, O Sombra, O Aranha, Besouro Verde e já publicou Ken Parker, Mister No e Nick Raider.

Da mesma editora, revistas que enfocam o tema saúde, a conhecida revista Sexto Sentido, e também Espiritismo & Ciência, Ufo e Mad. A Mythos também atua no Brasil como parceira da Panini Comics, produzindo revistas da linha DC Comics, Marvel, Dark Horse e Top Cow.

A Mythos tem como sócios-proprietários os Editores Dorival Vitor Lopes e Hélcio de Carvalho, que trabalharam na Editora Abril por mais de 15 anos e atua como parceira do estúdio Art & Comics International, estúdio de criação que conta com ilustradores dos mais variados estilos, e agencia desenhistas para o mercado norte-americano.

Após o tratamento desleixado que algumas outras editoras fundaram, a equipe comandada por Dorival, Hélcio e João Paulo Martins, buscaram implantar um alto grau de profissionalismo na edição dessas revistas.

Em 1986, Dorival e Hélcio saíram da Editora Abril para fundar o Estúdio Art&Comics, que passou a produzir a maioria das revistas de super-heróis da editora (antes, em 1985, Dorival teve uma passagem pela Maurício de Sousa Produções).

Posteriormente, diversificaram suas atividades fundando a Art&Comics International, que é uma agência de representação de artistas brasileiros de histórias em quadrinhos no mercado norte-americano.

Finalmente, Hélcio e Dorival deram o último passo, criando a Mythos Editora e passando a publicar seus próprios títulos, sem prejuízo das atividades anteriores. Assim, além de editar suas próprias revistas, a Mythos Editora faz trabalho de produção para outras editoras, sendo responsável pela produção dos Quadrinhos Marvel e DC publicadas no Brasil pela Panini Comics[6].

Publicações da Mythos[editar | editar código-fonte]

Ver também[editar | editar código-fonte]

Referências

  1. Carlos Costa (11 de janeiro de 2010). «Leo Pulp: nova minissérie Bonelli pela Mythos». HQManiacs 
  2. Nuno Pereira de Sousa (Julho/Agosto de 2005). «Mythos Editora em Portugal». Portal TexBR  Verifique data em: |date= (ajuda)
  3. Andréa Pereira (29 de junho de 2009). «Chico Xavier em quadrinhos pela Ediouro». HQManiacs 
  4. Carlos Costa sobre release (9 de junho de 2011). «HQs de guerra de Rodofo Zalla ganham álbum». HQManiacs 
  5. José Carlos Pereira Francisco. «Mythos Editora, o Templo das Publicações Tex no Brasil». Portal TexBR 
  6. Érico Borgo (08 de Fevereiro de 2002). «Panini Comics Brasil - Estratégias e objetivos». Omelete  Verifique data em: |date= (ajuda)

Ligações externas[editar | editar código-fonte]