Embraer EMB-712

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Embraer EMB-712-Tupi
Avião
Descrição
Tipo / Missão Avião de turismo e treinamento
País de origem  Estados Unidos
Fabricante Embraer, sob licença da Piper Aircraft
Período de produção 1979-1983
Quantidade produzida 145 (no Brasil)
Tripulação 1
Passageiros 3
Especificações
Propulsão
Motor(es) 1 x Lycoming de 180 HP.
Potência (por motor) 180 hp (134 kW)

O Embraer EMB-712 "Tupi" é um avião monomotor comercial a pistão, produzido no Brasil pela Embraer e posteriormente por sua subsidiária Neiva, sob licença da Piper Aircraft.[1]

Na verdade este é o nome brasileiro do modelo Archer II.

Embraer Tupi no Aeroclube de São Paulo

Lançado em 1979 no Brasil, em 1980 já era considerado o mais barato e simples avião de turismo do país, além de ser econômico e apresentar alto nível de segurança, o que proporcionou grande aceitação entre os aeroclubes e o mercado nacional, com um total de 145 unidades fabricadas.

Com quatro lugares, incluindo piloto, foi utilizado como avião de turismo e de treinamento.

Sua fuselagem é do tipo monocoque, com estrutura primária de liga de alumínio. Equipado com asa semi-afilada, o monomotor EMB-712 Tupi pode atingir a velocidade de 207 km/h com seu motor Lycoming de 180 HP.[2]

Referências