Encruzilhada (Recife)

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Encruzilhada
  Bairro do Brasil  
Localização do bairro Encruzilhada na cidade do Recife
Localização do bairro Encruzilhada na cidade do Recife
Unidade federativa Pernambuco
Município Recife
Rendimento médio mensal R$ 1.820,96 (17º) (2000)
Fonte: Não disponível

Encruzilhada é um bairro do Recife, Pernambuco, integrante da segunda região político-administrativa, na zona norte da cidade.

Seu nome deriva de um cruzamento de linhas férreas. A linha de trens de Great Western Recife - Limoeiro, de bitola estreita, e a linha de trens até Olinda, que em 1930 foram substituídos por bondes (maxambombas) que iam até o bairro de Beberibe. Nesse cruzamento foi aberta, em 1881, a estação da Encruzilhada, integrante da via férrea Recife-Limoeiro[1], que era bastante movimentada.

No local do antigo cruzamento de linhas férreas atualmente se cruzam duas grandes avenidas: a Avenida Norte e a Avenida João de Barros. No final desta avenida fica o Largo da Encruzilhada, de onde saem a Avenida Beberibe e a Estrada de Belém.

No Largo da Encruzilhada situa-se o centro comercial do bairro, onde estão erguidos o Mercado da Encruzilhada e o monumento em homenagem à travessia transatlântica da aeronave Jahu, realizada em 1927[2].

O bairro da Encruzilhada tem como vizinhança os bairros de Campo Grande, Hipódromo, Espinheiro, Rosarinho, Torreão, Arruda e Santo Amaro.

Mercado da Encruzilhada.

Segundo o censo de 2000, o bairro, com área de 101,5 hectares, possuía 9.348 habitantes, apresentando uma densidade demográfica de 92 habitantes/ha. No mesmo ano, seu IDH era de 0,852.[3]

No bairro da Encruzilhada estão edificados o Mercado da Encruzilhada,a Maternidade da Encruzilhada a Igreja de Nossa Senhora do Belém e o Seminario Teologico Pentecostal do Nordeste.

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Notas

  1. Outras estações integrantes dessa linha férrea, no Recife, eram Brum e Arraial.
  2. Foi erguido um monumento de 8 metros em homenagem aos tripulantes do Jahu Ribeiro de Barros, Cinquini, Newton Braga e o Capitão Negrão. Esse monumento foi demolido para alteração de traçado das vias que confluem para o Largo da Encruzilhada, e em sua substituição foi erguido outro, totalmente diferente e em outro local, que a população apelidou de Bolo de noiva, pelo seu formato.
  3. http://www.pnud.org.br/publicacoes/atlas_recife/index.php