Esperantina (Tocantins)

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Disambig grey.svg Nota: Para município localizado no Piauí, veja Esperantina (Piauí).
Esperantina
  Município do Brasil  
Símbolos
Brasão de armas de Esperantina
Brasão de armas
Hino
Gentílico esperantinense
Localização
Localização de Esperantina no Tocantins
Localização de Esperantina no Tocantins
Mapa de Esperantina
Coordenadas 5° 20' 34" S 48° 30' 39" O
País Brasil
Unidade federativa Tocantins
Municípios limítrofes Araguatins, São Sebastião do Tocantins.
Distância até a capital 975 km
História
Fundação 1 de janeiro de 1993
Administração
Prefeito(a) Dr. Armando (PP, 2017 – 2020)
Características geográficas
Área total [1] 504,019 km²
População total (IBGE/2015[2]) 10 506 hab.
 • Posição TO: 28º
Densidade 20,8 hab./km²
Clima Não disponível
Fuso horário Hora de Brasília (UTC−3)
Indicadores
IDH (PNUD/2000[3]) 0,572 baixo
PIB (IBGE/2008[4]) R$ 33 455,581 mil
PIB per capita (IBGE/2008[4]) R$ 3 994,70
Sítio esperantina.to.gov.br (Prefeitura)

Esperantina é um município localizado no extremo norte do estado do Tocantins, entre os rios Araguaia e Tocantins, na área geográfica denominada "Bico do Papagaio", entre os paralelos 5º10’06” S e 45º 41’ 46” W.

Distante 680 km da capital do Estado, Palmas, ocupa uma área de 504,02 km² (IBGE, 2001), de transição entre domínios de natureza de significativa biodiversidade, representados pelo cerrado e pela floresta amazônica (MDA, 2006). Ao lado de São Sebastião do Tocantins, é o município tocantinense mais ao norte.

O município foi criado em 5 de outubro de 1989 e instalado em 1 de janeiro de 1993. Sua emancipação política ocorreu em 10 de fevereiro de 1991, através da Lei Estadual nº 251/91.

Sua povoação começou por volta de 1974, quando chegaram a esta região os senhores Felipe da Silva Ribeiro e Vitoriano da Silva Ribeiro, os quais se agradaram do local e fixaram residência à margem da “Lagoa da Cota”, rodeada de terras férteis e viçosas, devolutas do Estado de Goiás na época.

Por ser uma região rica em caça, pesca e próspera para agricultura, atraiu moradores de outras regiões – Maranhão, Pará, Piauí, Alagoas e Bahia.

Com o índice cada vez maior de povoação, passou a ser chamada de “Centro de Pedro Souza”, depois “Centro dos Mulatos” devido à grande quantidade de descendentes de índios e negros que habitavam o lugar, o qual em 1980, já contava com trinta ranchos de palha.

Após o desmembramento oficial do município de São Sebastião do Tocantins, Esperantina atingiu um surpreendente desenvolvimento, tendo como primeiro Prefeito o senhor Deumar Alves dos Santos, que administrou de 1993 a 1996.

Hoje, Esperantina conta com uma população de 8.134 habitantes (2007-IBGE) e tem como Prefeita Geneci Perpétua dos Santos Almeida, eleita para o exercício 2009/2012.

Referências

  1. IBGE (10 out. 2002). «Área territorial oficial». Resolução da Presidência do IBGE de n° 5 (R.PR-5/02). Consultado em 5 de dezembro de 2010 
  2. Tocantins » Esperantina
  3. «Ranking decrescente do IDH-M dos municípios do Brasil». Atlas do Desenvolvimento Humano. Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento (PNUD). 2000. Consultado em 11 de outubro de 2008 
  4. a b «Produto Interno Bruto dos Municípios 2004-2008». Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística. Consultado em 11 de dezembro de 2010 
Ícone de esboço Este artigo sobre municípios do Tocantins é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.