Fabiano Horta

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Fabiano Horta
Prefeito de Flag of Maricá.svg Maricá
Período 1º de janeiro de 2017
até atualidade
Vice-prefeito Marcos Ribeiro
Antecessor(a) Washington Quaquá
Deputado Federal do Rio de Janeiro Rio de Janeiro
Período 1º de fevereiro de 2015
até 28 de dezembro de 2016
Vereador de Flag of Maricá.svg Maricá
Período 1º de janeiro de 2008 até 31 de dezembro de 2014
(2 mandatos consecutivos)
Dados pessoais
Nascimento 25 de agosto de 1975 (41 anos)
Niterói, Rio de Janeiro Rio de Janeiro
Partido PT
Profissão Médico veterinário

Fabiano Taques Horta (Niterói, 25 de agosto de 1975) é um veterinário, empresário e deputado federal brasileiro filiado ao Partido dos Trabalhadores. No dia 2 de outubro de 2016 elegeu-se prefeito de Maricá, no estado do Rio de Janeiro, com mais de 96% dos votos, após a candidatura de seu oponente mais cotado, Marcelo Delaroli (DEM) ter sido indeferida pelo Tribunal Superior Eleitoral.[1] Horta substitui o antigo prefeito Quaquá, também do PT, que chegou a ter 62% de aprovação da população.[2]

Biografia[editar | editar código-fonte]

Formado em veterinária pela Universidade Federal Fluminense, começou sua militância política ainda adolescente pelo Partido dos Trabalhadores. Atuou por diversos anos como membro da executiva municipal e atualmente é presidente do partido em Maricá.[3] Horta possui negócios no setor de comércio de medicamentos veterinários.[4]

Foi eleito vereador de Maricá em 2008 e 2012, atuando ainda como Presidente da Câmara Municipal de Maricá. Aliado ao prefeito Quaquá, ambos implantaram diversas políticas impactantes no município, dando destaque para a implantação da Empresa Pública de Transporte (conhecidos como "os vermelhinhos de Maricá"), visando implantar o passe-livre nos ônibus da cidade a longo prazo. Ainda atuou na criação de uma "moeda social" conhecida como Mumbuca, para ajudar no combate à extrema pobreza no município. [5]

Em 2014, concorre às eleições para deputado federal e se elege com 37.989 votos. Atuou como titular da Comissão de Desenvolvimento Urbano , e propôs 9 PLs (Projetos de Lei) durante seu período na Câmara, tendo sido chamado pelo prefeito do Rio de Janeiro, Eduardo Paes, para assumir a Secretaria de Desenvolvimento e Economia Solidária em outubro de 2015.[6] Retornou ao seu cargo em 4 de maio de 2016, após a retirada do apoio do PT ao governo do PMDB na cidade.[7]

Candidato à Prefeitura de Maricá em 2016[editar | editar código-fonte]

Fabiano foi apresentado como candidato à sucessão de Washington Quaquá nas eleições municipais da cidade durante convenção do partido em julho, que contou com a presença da deputada estadual Zeidan (PT) e o candidato a vice-prefeito, o professor Marcos Ribeiro (ex-vice prefeito e Secretário de Educação de Maricá).[8][9] Liderou as pesquisas durante a maior parte da campanha, com a alta taxa de aprovação do atual prefeito, ficando à frente de seus concorrentes Marcelo Delaroli (DEM), Carolino Santos (PDT), Bia (PSOL) e Paulo Feijó (REDE) na primeira pesquisa.[10] Antes da oficialização da candidatura, ainda recebeu o apoio do candidato Paulo Feijó, da REDE Sustentabilidade, que desistiu do pleito.

Seu oponente mais próximo era Delaroli (DEM), cuja candidatura foi indeferida pelo Tribunal Regional Eleitoral do Rio de Janeiro (TRE-RJ) por suposta prática de abuso econômico durante a campanha e sua coligação. O recurso foi apresentado pela coligação "Experiência para construir a Maricá que queremos" formada pelo PDT e pelo PPS e foi votado no dia 22 de setembro, a poucos dias do primeiro turno das eleições.[11] A chapa do candidato recorreu ao TSE, tendo poucos dias para uma decisão e depois de um longo silêncio da mídia e do Tribunal, no dia anterior à votação foi publicado pelo Jornal O São Gonçalo que o TSE não iria totalizar os votos de Delaroli, considerando-os assim, nulos. [12] Sendo assim, a chapa de Horta, composta pelo PT e mais doze partidos venceu amplamente a eleição, com 39.128 votos (96,12%), contra 940 (2,31%) de Carolino Santos do PDT e 641 (1,47%) de Bia do PSOL. Delaroli teve 33.380 votos considerados nulos.[13] O PT elegeu 3 vereadores para a Câmara Municipal.

Referências

  1. Gustavo Lima (2 de outubro de 2016). «Fabiano Horta é eleito prefeito de Maricá, no Rio de Janeiro». Consultado em 3 de novembro de 2016 
  2. O dia (15 de agosto de 2016). «Fabiano Horta lidera pesquisa em Maricá». Consultado em 3 de novembro de 2016 
  3. «Deputado Federal Fabiano Horta». Consultado em 3 de novembro de 2016 
  4. «J. J. Carvalho Agropecuaria Ltda - ME». EmpresasRJ. Consultado em 3 de novembro de 2016 
  5. «Sucesso de políticas sociais de Maricá é tema de encontro entre Quaquá e Pedro Paulo». https://roselypellegrino.wordpress.com/. 8 de abril de 2015. Consultado em 3 de novembro de 2016 
  6. «Biografia do Deputado Fabiano Horta». Câmara dos Deputados. 1 de fevereiro de 2015. Consultado em 3 de novembro de 2016 
  7. Seara, Paiva, BERENICE, FABIANA (18 de abril de 2016). «Começou o desembarque: Fabiano Horta (PT) entrega hoje secretaria a Paes». Extra Online. Consultado em 3 de novembro de 2016 
  8. «Convenção confirma Fabiano Horta como o candidato do PT a prefeito de Maricá». Jornal Lei Seca Maricá. 29 de julho de 2016. Consultado em 3 de novembro de 2016 
  9. «Troca-troca na Secretaria de Educação de Maricá: sai William Campos e entra Marcos Ribeiro». Jornal Lei Seca Maricá. 13 de junho de 2015. Consultado em 3 de novembro de 2016 
  10. «Fabiano Horta lidera corrida pela prefeitura de Maricá». Jornal O Dia. 16 de junho de 2016. Consultado em 3 de novembro de 2016 
  11. «TRE-RJ indefere candidatura de Marcelo Delaroli (DEM) para prefeito de Maricá». Tribunal Regional Eleitoral do Rio de Janeiro. 22 de setembro de 2016. Consultado em 3 de novembro de 2016 
  12. REBELLO, Rennan (1º de outubro de 2016). «TSE confirma que votos de Delaroli não serão totalizados». O São Gonçalo. Consultado em 3 de novembro de 2016 
  13. «ELEIÇÕES 2016: Candidatos em Maricá/RJ». eleicoes2016.com.br. 2 de outubro de 2016. Consultado em 3 de novembro de 2016