Washington Luiz Cardoso Siqueira

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Fernando Frazão/Agência Brasil

Washington Luiz Cardoso Siqueira (Niterói, 31 de maio de 1971), conhecido como Washington Quaquá, é um político brasileiro[1]. Nascido em uma família pobre em uma favela, seria mais um brasileiro que tinha tudo para ser 'ninguém'.

Cresceu na luta política de esquerda, combatendo ao lado de sua classe e sem abandonar suas origens. Elegeu-se prefeito de Maricá pelo PT em 2008 e reeleito em 2012, realizando uma verdadeira revolução administrativa e política.

Em 2014, implantou um serviço de ônibus gratuito na cidade, usando recursos dos royalties pela exploração de petróleo, mas sob sua administração o município já veio construindo uma política de desenvolvimento econômico pós petróleo. Com destaque para um grande projeto portuário e outro turístico, com 5 resorts cinco estrelas.

Maricá foi o primeiro município brasileiro com mais de 100 mil habitantes a adotar um programa de transporte público gratuito. Foi também o primeiro município brasileiro a adotar uma moeda social, a Mumbuca, que beneficia 14 mil famílias e está se transformando na renda básica de cidadania para todos os moradores.

Quaquá hoje é presidente do PT/ RJ e membro do Diretório Nacional do PT.

Em 2013 e 2014, foi tornado inelegível pelo TRE/RJ por abuso de poder político e econômico, além de multa estipulada em R$ 25 mil. Candidato à reeleição na época, ele reajustou a remuneração de parte dos servidores em até 100% após o período permitido pela legislação. [2]

Além disso, em pleno ano eleitoral, Washington Quaquá enviou 11.073 telegramas convocando eleitores ao lançamento do programa social "Renda Melhor", que não constava no orçamento do município no ano anterior. [3]

Em 2017 lançou uma autobiografia reflexiva que fala de seus objetivos políticos e retrata suas experiências de forma concreta, mostrando as dificuldades que enfrentou até se tornar uma figura pública e importante liderança política de massas: um dos principais dirigentes da esquerda do Rio de Janeiro atualmente.

Terminou o mandato na prefeitura de Maricá em janeiro de 2017 com 93% de aprovação ( o Governo avaliado com notas entre 5 e 10), elegendo seu sucessor o Deputado Federal e ex-presidente da Câmara de Vereadores de Maricá, Fabiano Horta.

Referências

7.Siqueira, Washington Cardoso Quaqua. Da favela ao poder: Reflexões sobre o Brasil atual e lembranças do tempo de vida na favela. 1ªed.Rio de Janeiro: Mais Que Palavras, 2017.