Fronteiras (Piauí)

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Município de Fronteiras
Bandeira de Fronteiras
Brasão de Fronteiras
Bandeira Brasão
Hino
Aniversário 9 de junho
Fundação 9 de junho de 1935
Gentílico fronteirense
Prefeito(a) Maria José Ayres de Sousa (PMDB)
(2017 – 2020)
Localização
Localização de Fronteiras
Localização de Fronteiras no Piauí
Fronteiras está localizado em: Brasil
Fronteiras
Localização de Fronteiras no Brasil
07° 05' 16" S 40° 36' 57" O07° 05' 16" S 40° 36' 57" O
Unidade federativa Piauí
Mesorregião Sudeste Piauiense IBGE/2008[1]
Microrregião Alto Médio Canindé IBGE/2008[1]
Municípios limítrofes Campos Sales-CE, Salitre, Pio IX-PI, São Julião-PI e Caldeirão Grande do Piauí-PI e Alegrete do Piauí
Distância até a capital 406 Km km
Características geográficas
Área 789,828 km² [2]
População 11 122 hab. IBGE/2010[3]
Densidade 14,08 hab./km²
Altitude 426 m
Clima semiárido
Fuso horário UTC−3
Indicadores
IDH-M 0,613 médio PNUD/2000[4]
PIB R$ 202 821,734 mil IBGE/2008[5]
PIB per capita R$ 17 833,62 IBGE/2008[5]
Página oficial
Prefeitura fronteiras.pi.gov.br

Fronteiras é um município brasileiro do estado do Piauí, com população estimada, em 2006, de 11.554 habitantes.

Fronteiras tem ênfase na produção de cimento na fábrica de cimento Nassau do Grupo João Santos, um dos mais importantes grupos empresariais do Nordeste. A renda per capita do município é a 2ª mais alta em todo o estado[6]. A origem do nome foi porque o município fazia fronteiras com os estados do Ceará e Pernambuco, sendo que esse último, hoje, pertence ao município de Caldeirão Grande do Piauí.

Localização[editar | editar código-fonte]

Localiza-se a uma latitude 07º05'17" sul e a uma longitude 40º36'59" oeste, estando a uma altitude de 426 metros. É cortada pela BR-230 que liga Picos a Juazeiro do Norte. Em 2007, Fronteiras possuía o segundo maior PIB per capita do Piauí [7].

História[editar | editar código-fonte]

Segundo a tradição, há mais de dois séculos começou o desbravamento da então Fazenda Lagoa do Rato, concedida em sesmaria a Rita Alves dos Reis, pelo Presidente da Província. Os primeiros habitantes do atual Município de Fronteiras foram membros da família de Manoel Valério Pinto de Meireles, descendente de portugueses e de sua mulher Rita Alves dos Reis, descendente de índios. Do casal, nasceram dez filhos, destacando-se João Batista de Souza, alferes da Casa-mor de Oeiras (então capital da Província do Piauí) e herdeiro da Casa Grande, construída por seus pais e existente ainda hoje. Com a morte de João Batista, a Casa Grande passou a ser propriedade de seu filho, Manoel Batista de Souza, que doou uma área para a construção da capela local iniciada em 1907. Primitivamente, a localidade se denominou Rato. Em 1910, por ocasião da bênção da capela de Nossa Senhora do Perpétuo Socorro, mudou-se o nome para Socorro. Em dezembro de 1943, por força da legislação federal que proibia a duplicidade de topônimos, o nome de Socorro foi mudado para Fronteiras, em virtude de sua localização, nos limites com os Estados do Ceará e de Pernambuco. Posteriormente, em 1992, a região sul de Fronteiras (que fazia divisa com Pernambuco) se emancipou e foi transformada no município de Caldeirão Grande do Piauí.[8]

Referências

  1. a b «Divisão Territorial do Brasil». Divisão Territorial do Brasil e Limites Territoriais. Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). 1 de julho de 2008. Consultado em 11 de outubro de 2008. 
  2. IBGE (10 de outubro de 2002). «Área territorial oficial». Resolução da Presidência do IBGE de n° 5 (R.PR-5/02). Consultado em 5 de dezembro de 2010. 
  3. «Censo Populacional 2010». Censo Populacional 2010. Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). 29 de novembro de 2010. Consultado em 11 de dezembro de 2010. 
  4. «Ranking decrescente do IDH-M dos municípios do Brasil». Atlas do Desenvolvimento Humano. Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento (PNUD). 2000. Consultado em 11 de outubro de 2008. 
  5. a b «Produto Interno Bruto dos Municípios 2004-2008». Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística. Consultado em 11 de dezembro de 2010. 
  6. 180graus.com. «PIB per capita em Fronteiras é o segundo maior do Piauí» 
  7. 180graus.com. «PIB per capita em Fronteiras é o segundo maior do Piauí» 
  8. SOUSA, Clediomar. «História de Fronteiras-PI». www.lagoadorato.com. Site Lagoa do Rato. Consultado em 27 de março de 2018. 
Ícone de esboço Este artigo sobre municípios do estado do Piauí é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.