Chegou o Que Faltava

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
(Redirecionado de GRES Chegou o Que Faltava)
Ir para: navegação, pesquisa
Chegou O Que Faltava
Fundação 6 de junho de 1975 (42 anos)
Cores

Azul

Rosa

Branco
Símbolo Casal de mestre-sala e porta-bandeira
Bairro Goiabeiras
Presidente Nizete Marques (Nega)
Carnavalesco Jorge Mayko e Vanderson César
Intérprete oficial Marcinho Diola
Diretor de carnaval José Carlos Sobreia (Carlão)
Diretor de harmonia Alexandre Junior,
Fernanda Bulhões,
Jocinete Carvalho,
Jorge Mayko e Vanderson Cesar
Mestre-sala e porta-bandeira José Augusto e Amanda Amâncio
Coreógrafo Patrick Cadete
Desfile de 2018
Enredo Pra nivelar a vida em alto astral. Nobre Pérola, Jovelina

O Grêmio Recreativo Escola de Samba Chegou o Que Faltava é uma escola de samba de Vitória. sediada no bairro de Goiabeiras, possuindo as cores Azul, rosa e branco.

História[editar | editar código-fonte]

Em 2008, com o enredo Chegou o que Faltava no Paraíso das Montanhas Encantadas foi a penúltima colocada do Grupo B.

Em 29 de janeiro de 2009 teve fim uma intensa disputa judicial entre a antiga diretoria e a nova, dando a esta última o direito de assumir a agremiação. Esta, por sua vez, concluiu que seria impossível organizar o desfile em 15 dias e pediu licenciamento na liga, se ausentando do Carnaval 2009.[1]

Após a licença no carnaval de 2009, a escola retornou, mais no entanto terminou entre as três últimas que participarão do grupo de acesso no carnaval 2011. após o descenso, com o enredo despertar, a escola abriu o desfile do grupo de acesso do Carnaval de Vitória e terminou na 3º colocação. para 2012, a escola optou sobre um enredo sobre a Índia,[2] mas no entanto devido a falta de atraso de verbas para o desfile, desistiu de desfilar nesse ano.

De volta ao carnaval capixaba em 2013, a escola decidiu contar a história das quadrilhas nas festas juninas terminando em 3° lugar. Em 2014 o enredo "Joga-se búzios, cartas e tarô. Traz seu amor de volta em 5 dias" a agremiação de Goiabeiras fez um desfile digno, porém aquém das concorrentes. O samba não funcionou como o esperado, a comissão de frente inovou com os integrantes em cima de pernas de pau, mas tornou-se ineficiente fazendo com o que os integrantes tivessem dificuldades para evoluir em suas coreografias e por último, outro ponto negativo foi a falta de beleza plástica nas alegorias e fantasias.

No desfile de 2015 homenageando o carismático apresentador Ferreira Neto, a Chegou o que Faltava se apresentou de forma tímida e plasticamente muito simples, e onde os seus dois carros alegóricos possuíam graves problemas de leitura e acabamento e teve como grande destaque o seu primeiro casal de mestre sala e porta bandeira, que realmente realizou apresentações técnicas e de enorme sincronia. Sem dúvida alguma, o melhor casal do grupo de acesso.

Para o ano de 2016 a agremiação contara a história de Bernardo José do Santos, o Caboclo Bernardo, e de sua terra natal Regência Augusta, distrito da cidade de Linhares no norte do Espírito Santo. A escola será a primeira a entrar no Sambão do Povo abrindo assim o carnaval capixaba no dia 29 de janeiro de 2016.

Segmentos[editar | editar código-fonte]

Presidentes[editar | editar código-fonte]

Nome Mandato Ref.
Getúlio Marques ? - ? [3]
Nizete Marques "Nega" ? - Atualidade [4][5]

Diretores[editar | editar código-fonte]

Ano Diretor de Carnaval Diretor geral de harmonia Mestre de bateria Ref.
2015 Rodrigo Fuzil [6]
2016 Carlão Rodrigo Fuzil
2017- Alexandre Junior, Fernanda Bulhões, Jocinete Carvalho, Jorge Mayko e Vanderson Cesar Jheffin Rodrigues [5]

Coreógrafos[editar | editar código-fonte]

Período Nome Ref
2016 Patrick Cadete e Ewander Rocha
2017- Patrick Cadette [5]

Casal de Mestre-sala e Porta-bandeira[editar | editar código-fonte]

Período Nome Ref.
2011 Rafael Mantovani e Eliamara Carvalho [3]
2015 Marcos Paulo e Delma [6][7]
2016 Yuri Souza e Emanuele Martins
2017- José Augusto e Amanda Amanda Amâncio [5]

Corte de bateria[editar | editar código-fonte]

Período Rainha Madrinha Ref.
2015 Mônica Sales [6]
2016 Bethynna Casagrande Gerusa Bacelar [8]
2017 Bethynna Casagrande Daise Wasen [5]
2018-

Carnavais[editar | editar código-fonte]

Chegou o Que Faltava
Ano Colocação Grupo Enredo Carnavalesco Intérprete Ref.
2008 5º lugar Acesso Chegou o Que Faltava no Paraíso das Montanhas Encantadas João Venâncio
2009 Não desfilou
2010 13º lugar Especial Docete Omnes Gentes: A Academia vai ao samba João Venâncio Zinho Furão
2011 3º lugar Acesso Despertar João Venâncio
2012 Não desfilou Acesso Índia: de Todos os Deuses, Todas as Cores e do Espírito Santo João Venâncio
2013 3º lugar Acesso Refestança, onde se canta, dança João Venâncio
2014 3° lugar Acesso Joga-se búzios, cartas e tarô. Traz seu amor de volta em 5 dias João Venâncio
2015 Vice-campeã Acesso Quem te viu, quem TV - Ferreira Neto Carlão [7]
2016 7º lugar Acesso Caboclo Bernardo - O herói do povo para o povo Comissão de Carnaval
(Jorge Mayko, Sidney Allan e Vanderson César)
Fernando Britto
2017 4º lugar Acesso Lendário das Águas - Místico, Sagrado e Elemental Jorge Mayko e Vanderson César Vladmir Sales [5]
2018 Acesso Pra nivelar a vida em alto astral. Nobre Pérola, Jovelina Jorge Mayko e Vanderson César Marcinho Diola

Referências

  1. Gazeta OnLine. «Chegou o Que Faltava não desfila neste ano». Consultado em 28 de abril de 2009 ]
  2. carnaval Capixabão (25 de junho de 2011). «Chegou O Que Faltava aposta na exuberância da Índia para subir ao Grupo Especial». Consultado em 6 de agosto de 2011 
  3. a b [1]
  4. [2]
  5. a b c d e f Folha Vitória (24 de janeiro de 2017). «Chegou o que Faltava contará os mistérios e a importância da água desde a criação do Universo». 14h17 
  6. a b c [3]
  7. a b [4]
  8. [5]
Ícone de esboço Este artigo sobre carnaval, integrado ao Projeto Carnaval é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.