Gavião-do-banhado

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Como ler uma caixa taxonómicaGavião-do-banhado
Kourou bird rapace fleuve.jpg

Estado de conservação
Status iucn3.1 LC pt.svg
Pouco preocupante
Classificação científica
Reino: Animalia
Filo: Chordata
Classe: Aves
Ordem: Accipitriformes
Falconiformes
Família: Accipitridae
Género: Circus
Espécie: C. buffoni
Nome binomial
Circus buffoni
(Gmelin, 1788)

O gavião-do-banhado ou tartaranhão-do-brejo (Circus buffoni) é é um gavião paludícola da família Accipitridae.Também conhecida como gaviao-do-alagado.

Gavião em estado de extinção no sudeste do país pela perda de habitat.

Características[editar | editar código-fonte]

Mede de 46 a 60 cm de comprimento. Inconfundível ave paludícola de asas e cauda extremamente compridas.

Alimentação[editar | editar código-fonte]

Caça anfíbios, mamíferos, pássaros chocando no ninho com seus ovos e filhotes e outros pequenos animais. Consta que consome ovos de outras aves voando sobre áreas úmidas paludosas como o gavião-cinza (Circus cinereus). Foi observado consumindo ovos da marreca-de-cabeça-preta (Heteronetta atricapilla). Até captura o quiriquiri (Falco sparverius) em áreas campestres, começando a devorá-lo pela cabeça. Caça em bandos esparsos (no caso 3) nos amplos banhados do Depto de Rocha. Planam a meia altura (de 1 a 5m), com movimentos de asa elegantes que serviam mais para corrigir o voo. Concentram-se na caçada com os olhos fixos no solo, não se incomodando muito com a presença humana. Ao avistar a presa com um movimento rápido de mergulho e quase vertical, atiram-se e capturam a presa com uma das patas, logo matando-a com o bico. Ao aproximarmos, permanecem em posição defensiva de proteção da caça (abaixados com as asas acobertando a presa). Ao chegarmos em um limite de aproximadamente 15 metros de distância, alçam voo com a presa nas garras, procurando manterem-se em distância segura. Eles também comem quero-quero, quando sobrevoam possivelmente seu território.

Reprodução[editar | editar código-fonte]

Nidifica no solo, entre a vegetação de áreas alagadas. O ninho é construído com grama e com a própria vegetação da área. Postura de 3 a 5 ovos. As espécies do gênero costumam apresentar um comportamento poligênico.

Hábitos[editar | editar código-fonte]

Localmente migratório ocorre nos mesmos habitats que o gavião-cinza (Circus cinereus) no Sul, como banhados e arrozais, também ocorre ao longo da orla marítima e campos cerrados no interior do país.

Distribuição Geográfica[editar | editar código-fonte]

Está presente em grande parte do Brasil com exceção dos estados do Acre, Amazonas, Rondônia e Roraima. Também ocorre nas Guianas, Venezuela, Colômbia, Paraguai, Uruguai, Argentina e Chile.

Referências

  • (em inglês) BirdLife International (2004). Circus buffoni. 2006 IUCN Red List of Threatened Species. IUCN 2006. Acesso a 28.10.2007.
Ícone de esboço Este artigo sobre Falconiformes, integrado no Projeto Aves é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.