Giovanni Reale

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Giovanni Reale
Nascimento 1 de abril de 1931
Candia Lomellina, Lombardia
Morte 15 de outubro de 2014 (83 anos)
Luino, Lombardia
Nacionalidade Itália Italiano
Instituições Universidade Católica do Sagrado Coração
Campo(s) Filosofia

Giovanni Reale (Candia Lomellina, 1 de abril de 1931Luino, 15 de outubro de 2014) foi um filósofo, historiador da filosofia e professor universitário italiano.[1]

Reale propôs uma nova interpretação de Platão, baseado nas suas chamadas Doutrinas não escritas. Encabeçando a Escola de Milão, junto à Escola de Tübingen de estudos clássicos, é uma importante referência sobre Platão para muitas escolas. Fez um estudo muito detalhado e observando diversos aspectos de sua obra, viu em Platão a primeira justificativa racional da religião, confirmando portanto o aspecto metafísico no sentido de abstrato, místico e distante da realidade da física e dos problemas do dia a dia de Platão.[2][3]

Ensinou, por muitos anos, Filosofia Antiga na Universidade Católica de Milão.[2]

Livros[editar | editar código-fonte]

O Commons possui uma categoria contendo imagens e outros ficheiros sobre Giovanni Reale

Referências

Ícone de esboço Este artigo sobre filosofia/um(a) filósofo(a) é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.