História indígena

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.

A história indígena ou etno-história é um ramo transdiciplinar das humanidades que estuda o protagonismo indígena na história. Estudos no tema combinam metodologias das disciplinas acadêmicas de História, Antropologia, Etnologia, Linguística e Arqueologia, envolvendo pesquisas em etno-história, antropologia histórica, etnoarqueologia e linguística indígena.[1][2][3]

No Brasil, o campo de estudos surgiu na década de 1990, especialmente a partir da obra História dos índios (1992).[4] Com o tempo, esse campo de pesquisa e ensino se consolidou como História Indígena, por vezes sendo referido também como Etno-história.[5]

Referências

  1. Almeida, Maria Regina Celestino de (2010). Os índios na história do Brasil 1a ed ed. Rio de Janeiro: FGV-Fundacio Getulio Vargas. OCLC 697677804 
  2. Carneiro da Cunha, Manuela (1992). “Introdução a uma história indígena”. Em: História dos Índios no Brasil. Carneiro da Cunha (org.), 1992: 17-8.
  3. Oliveira, João Pacheco de (2014). Os indígenas na fundação da colônia: uma abordagem crítica. Em: João Fragoso & Maria de Fátima Gouvêa (orgs.), O Brasil Colonial vol. 1, pp.1443-1580.
  4. História dos índios no Brasil. Manuela Carneiro da Cunha [Org.] São Paulo, SP: Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de São Paulo. 1992. OCLC 27433493 
  5. Dos Santos, Maria Cristina (2017). «Caminhos historiográficos na construção da História Indígena». História Unisinos (3): 337–350. ISSN 2236-1782. doi:10.4013/htu.2017.213.04. Consultado em 5 de agosto de 2022 
Ícone de esboço Este artigo sobre história ou um(a) historiador(a) é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.