Ilha Verde (Taiwan)

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Ilha Verde
綠島
Ilha Verde está localizado em: Taiwan
Ilha Verde
22° 39' N 121° 29' E
Geografia física
País Taiwan
Área 15,092  km²
Geografia humana
População 3 512
Densidade 232,7  hab./km²
O Farol de Lyudao.
Prisão de Lyudao.

A Ilha Verde (chinês tradicional: 綠島, chinês simplificado: 绿岛, pinyin: LǜdǎoWade-Giles: Lü-tao; Pe̍h-ōe-jī: Le̍k-tó) é uma pequena ilha vulcânica no oceano Pacífico a cerca de 33 km da costa leste de Taiwan. Possui 15,092 km² durante a maré alta e 17,329 km² na maré baixa, tornando-se a quarta maior ilha do arquipélago de Taiwan. A ilha é administrada como parte do Município de Lüdao, um distrito rural do Condado de Taitung, sendo uma das duas áreas costeiras do condado (juntamente com a Ilha das Orquídeas). Ela é principalmente conhecida por suas prisões e colônias penais.

O nome Ilha Verde é um calque do nome chinês da ilha, Lü Dao ou Lu Tao, sendo adotado em 1 de agosto de 1949, a mando de Huang Shih-hung (黃式鴻), o magistrado de Taitung. Antes de 1949, era conhecida como Ilha Bonfire (chinês tradicional: 火燒島, chinês simplificado: 火烧岛, pinyin: Huǒshāo DǎoWade-Giles: Huo-shao Tao), dado a partir de seu antigo nome japonês Kasho-to. No século XIX, também foi chamada de Ilha Samasana devido a seu nome de origem amisSanasai.

A ilha foi originalmente habitada pelos aborígenes Amis.

História[editar | editar código-fonte]

Naufrágios[editar | editar código-fonte]

A ilha possui um histórico de naufrágios em sua proximidade, como em março de 1864, onde a embarcação britânica, Susan Douglas, saiu de seu curso e naufragou na ilha,[1] obrigando seu capitão a navegar de barco até Kaohsiung. A Marinha Real Britânica resgatou o restante dos sobreviventes.[2][3]

Em 11 de dezembro de 1937 um transatlântico americano encalhou em um arrecife na baía de Zhongliao devido a um tufão.[4] Todos os 503 passageiros e 330 tripulantes sobreviveram e, nos dias seguintes, foram retirados da ilha por navios de carga.[4]

Devido a estes casos os Estados Unidos contribuíram financeiramente com a Cruz Vermelha Americana para a construção de um farol próximo ao vilarejo de Zhongliao.[1] O Farol de Lutao, ou Lyudao, foi projetado por engenheiros japoneses e construído por moradores locais em 1938,[1] o farol possui 33,3 metros de altura.[5]

Prisões[editar | editar código-fonte]

A Ilha Verde inicialmente serviu como local de exílio para prisioneiros políticos durante o período histórico em que a lei marcial foi implantada em Taiwan sob o governo do partido Kuomintang, o período ficou conhecido como Terror Branco de Taiwan. Após a libertação dos prisioneiros, entre as décadas de 1940 e 1980, muitos passaram a compor o Partido Democrático Progressista, sendo o mais notável o ativista político Shih Ming-teh.

Ver também[editar | editar código-fonte]

Referências

  1. a b c «The Wreck of the SS President Hoover» (em inglês). The Takao Club 
  2. «Customs Entries» (em inglês). Papers Past. 1864. p. 4 
  3. «Untitled» (em inglês). Papers Past. 1864. p. 2 
  4. a b Tully, Anthony; Hackett, Bob; Kingsepp, Sander (2012). «Stranding of S.S. President Hoover» (em inglês) 
  5. «Green Island (Lyudao) Lighthouse» (em inglês). Taitung Government 
O Commons possui uma categoria contendo imagens e outros ficheiros sobre Ilha Verde
Ícone de esboço Este artigo sobre Taiwan‎ é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.