Issa Hayatou

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Issa Hayatou
Nome completo Issa Hayatou
Nascimento 9 de agosto de 1946 (74 anos)
Garoua, Camarões
Nacionalidade camaronês
Ocupação Presidente da FIFA (2015 - 2016)

Issa Hayatou (9 de agosto de 1946) é um ex-atleta e executivo esportivo camaronês. Hayatou ocupou a vaga de presidente interino da FIFA em 2015, depois de o presidente anterior, o suíço Joseph Blatter ter sido banido de todas as atividades relacionadas com o futebol devido às investigações de corrupção na entidade.[1]

Hayatou foi presidente da Confederação Africana de Futebol (CAF) de 1988 até 2017. Em 2002 concorreu à presidência da FIFA, mas foi derrotado por Blatter. Hayatou também é membro do Comitê Olímpico Internacional (COI).[2]

Em novembro de 2010 a BBC reportou que Hayatou teria recebido suborno na década de 1990 na atribuição dos direitos televisivos da Copa do Mundo. O COI anunciou que vai investigá-lo.[3] Após o caso de corrupção da FIFA em 2015, Hayatou assumiu o comando da federação, até a eleição de Gianni Infantino no Congresso realizado em 26 de fevereiro.[4]

Carreira administrativa[editar | editar código-fonte]

  • 1973 – 1974 Coordenador-professor do Lycée Leclerc (Yaoundé)
  • 1974 – 1983 Secretário-Geral da Cameroon Football Association
  • 1982 – 1986 Diretor de Esportes do Ministério da Juventude e Esporte de Camarões
  • 1985 – 1988 Presidente da Federação Camaronesa de Futebol
  • 1986 – Membro do Comitê Executivo da Federação Camaronesa de Futebol
  • 1988 – presente da Confederação Africana de Futebol
  • 1990 –Membro do Comitê Executivo da Fifa
  • 1992 – presente – Vice-Presidente sênior da FIFA; Presidente do Comitê Organizador dos torneios olímpicos de futebol da FIFA (até 2006); Vice-Presidente do Comitê de Segurança e Fair Play da FIFA ; membro do Comitê Organizador da Copa do Mundo
  • 1997 – Membro do Comitê de Mulheres e Esporte do COI; Chefe das delegações esportivas camaronesas em diversas ocasiões.
  • 2001– Membro eleito do Comitê Olímpico Internacional durante a sessão em Moscou
  • 2015–2016 – Presidente em exercício da FIFA (intenino)[5]

Referências[editar | editar código-fonte]

  1. sport, Guardian (8 de outubro de 2015). «Issa Hayatou to be acting Fifa president following suspension of Sepp Blatter». The Guardian (em inglês). ISSN 0261-3077 
  2. Owen Gibson (30 November 2010) "England's 2018 hopes rise as Vladimir Putin hints he will not turn up", Guardian
  3. Gibson, Owen (30 de novembro de 2010). «England's 2018 hopes rise as Vladimir Putin hints he will not turn up». The Guardian (em inglês). ISSN 0261-3077 
  4. «Ex-secretário-geral da Uefa, Gianni Infantino é eleito presidente da Fifa». globoesporte.com. Consultado em 26 de fevereiro de 2016 
  5. «Acting FIFA President Issa Hayatou». FIFA. Consultado em 22 de dezembro de 2015. On 8 October 2015, given the decision of the Adjudicatory Chamber of the Independent Ethics Committee to provisionally ban Joseph S. Blatter from all football activities on a national and international level, Issa Hayatou assumed the Office of FIFA President on an interim basis, as the longest-serving vice-president on FIFA’s Executive Committee - according to article 32 (6) of the FIFA Statutes. 

Ligações externas[editar | editar código-fonte]