Jayrinho

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Jayrinho
Jayro Trench, durante apresentação do Grupo Elo.
Informação geral
Nome completo Jayro Trench Gonçalves
Também conhecido(a) como Jayrinho
Local de nascimento São Paulo,  São Paulo
 Brasil
Morte 14 de abril de 1981
Local de morte Atibaia,  São Paulo
Gênero(s) Música popular brasileira, jazz rock, country, rock, bossa nova, baião, jazz, música cristã contemporânea
Instrumento(s) Vocal, Violão, Guitarra, Piano, Contra-Baixo, Bateria, Percussão, Multi-instrumentista
Período em atividade 19721981
Outras ocupações Produtor Musical, Arranjador, Compositor, Missionário
Gravadora(s) Editora Musical Elo (1976–1981)
Afiliação(ões) Grupo Elo, Paulo Cezar, Vencedores por Cristo, Guilherme Kerr, Nelson Bomilcar, Sérgio Pimenta, Janires, Edgar Martins, Conjunto Som Maior
Influência(s) Tom Jobim, João Gilberto, Chico Buarque, Milton Nascimento, MPB4, Ivan Lins, The Beatles, Edu Lobo, Clube da Esquina, Danilo Caymmi
Influenciado(s) Janires, Rebanhão, Paulo Cezar, Grupo Logos, Nelson Bomilcar, João Alexandre, Milad, Lucas Ribeiro, Josué Rodrigues, Gerson Borges, Catedral, Kim

Jayro Trench Gonçalves, (São Paulo, 1 de outubro de 1952 - Atibaia, 14 de abril de 1981), também conhecido como Jayrinho foi um cantor, compositor, produtor musical, multi-instrumentista e arranjador brasileiro, mais conhecido por ter sido vocalista do Grupo Elo.[1]

Jayrinho iniciou sua carreira musical durante os anos 70, quando se converteu ao protestantismo, e criou músicas em ritmo de jazz e MPB com temáticas cristãs. Junto a Paulo Cezar, fundador do Grupo Logos, gravou seu primeiro disco em 1976, chamado Calmo, Sereno, Tranquilo. A partir da obra ambos, juntamente com outros músicos, fundaram o Grupo Elo, que obteve notoriedade em todo o país.[2][3]

Jayro chegou a gravar um disco solo em 1980, de título Um Dia.[4] No ano seguinte, o intérprete morreu em um acidente automobilístico, juntamente com sua esposa e um dos filhos.[5] Algumas gravações do intérprete foram lançadas postumamente de 2008 a 2014, pela editora Elo.[6]

Biografia[editar | editar código-fonte]

Jayro Trench Gonçalves, conhecido no meio evangélico como Jayrinho - para diferenciar do Dr. Jairo Gonçalves, seu pai - foi um jovem talento musical das décadas de 70 e 80. Era o único filho homem em meio a quatro meninas. Morou num bairro nobre da cidade de São Paulo. Seu pai, Dr. Jairo Gonçalves, filho de portugueses, era nas décadas de 70/80 um próspero empresário. Homem inteligente e muito crente, Dr. Jairo desde cedo, ele e sua esposa davam testemunho aos filhos de uma fé firme e inabalável.

Pelos idos de 1970, Jairinho conheceu a Cristo, entregando sua vida a Ele e tomando a decisão de servir a Deus de forma exclusiva. Partiu então para o Instituto Bíblico Palavra da Vida em Atibaia, para preparar-se nos estudos teológicos. Completou os estudos em 1974. Ali, conheceu Hélia, com quem foi casar-se no início de 1975, em São Paulo, na Igreja dos Irmãos Unidos. Foi uma bela cerimônia, embalada por lindas melodias escolhidas a dedo por ele, inclusive com uma das mais belas canções evangélicas para casamento composta pelo Jayro, Sublime Amor: "Deus de Amor fica conosco, agora e para sempre amém. Dá-nos a bênção de sermos para sempre fiéis a Ti".

Na década de 1970 o grupo de oito pessoas escolhidas pelo maestro Dick Torrans, missionário da Organização Palavra da Vida, recém chegado dos Estados Unidos, causou grande impacto, pois cantavam músicas próprias. Jayrinho compôs: "Nos montes eu vou, com Cristo eu estou, nos vales campinas, com meu Salvador...", e outras, na sua maioria, com melodias lindas e arranjos vocais muito bom. Este grupo apresentava-se nas praças, nos ginásios de esporte, em pequenas ou grandes igrejas, sempre com sorriso nos lábios e muita espiritualidade. Em 1975, depois do seu casamento Jayro tornou-se missionário. Sua intenção era prover a Palavra da Vida de mais música, abrir espaços, ter novos horizontes. Jayro era uma pessoa sensível, de grande musicalidade, capaz de formular idéias, compor poesias simples, sem ser comum, ingênua ou mesmo fútil. Passava horas com seu violão, ou mesmo diante do piano, cantarolando até que a melodia viesse. Jayro também era um perfeccionista. Utilizou todos os recursos que possuía, para munir-se de instrumentos musicais e outros equipamentos para produzir música de qualidade. Naquela época os Vencedores por Cristo já haviam introduzidos vários instrumentos ainda não bem aceitos pela comunidade evangélica brasileira. Jairo era cuidadoso. E o primeiro disco lançado por ele, Calmo, Sereno e Tranqüilo, tinha apenas violão e, quando muito, um contrabaixo. Aquele primeiro disco teve boa repercussão no meio evangélico. Era um disco de arranjos simples, letras simples, escrito sobre um pergaminho, incentivando a meditação. Depois disto, Jayrinho investiu tudo num pequeno grupo de vozes para ajudar os missionários em suas viagens evangelísticas.

Ao final do ano de 1976, Jayro queria mais liberdade para compor e acompanhar a evolução musical da época e desta forma, para fazer isto, viu que seu espaço era muito restrito na Organização. Paulo Cézar da Silva (o Paulão), e o Jayrinho, formaram, então o Grupo Elo, juntamente com Nilma, esposa de Paulo, e Nancy, esposa do maestro Dick Torrans, que era quem provia o grupo de arranjos vocais e instrumentais, participando, inclusive da execução destas músicas ao piano. A partir daí o Jayro foi para São Paulo, montou todo um aparato para gravação e impressão, que funcionava no mesmo prédio do Mapa Fiscal Editora, de propriedade de seu pai. Ali Jayro gravou vários discos. O primeiro foi Nova Jerusalém. Um deles, inclusive, com mixagem nos Estados Unidos. Saiu em campanhas evangelísticas, tendo seu pai por pregador. Participou do mega evento Geração-79 como monitor e conferencista.

Estava à pleno vapor, quando em 14 de abril de 1981 veio a falecer em um desastre de automóvel na estrada vicinal que dá acesso à Estância Palavra da Vida, em Atibaia. Morreu jovem. Ele, sua esposa Helia e seu filho mais novo, ainda bebê, André. O Senhor sabe o porque. Dr. Jairo e sua esposa criam até hoje os outros dois filhos de Jayrinho. O mais velho também chama-se Jayro, e uma menina chamada Melissa.

Discografia[editar | editar código-fonte]

Álbuns de Estúdio:
Álbuns com o Grupo Elo
Ver artigo principal: Grupo Elo
Singles

Referências

  1. «O legado musical de Jayrinho». Arte de Chocar. Consultado em 16 de agosto de 2015. 
  2. Cunha, Magali do Nascimento (2007). A explosão gospel. um olhar das ciências humanas sobre o cenário evangélico. Rio de Janeiro: Mauad. p. 74. ISBN 8574782289. Consultado em 17 de agosto de 2015. 
  3. Marinoni, Renato (2010). Mergulhando na Adoração. Rio de Janeiro: [s.n.] p. 74. ISBN 8591113004. Consultado em 17 de agosto de 2015. 
  4. «Um Dia de Jayrinho». iTunes. Consultado em 16 de agosto de 2015. 
  5. «Vocalista do Grupo Logos é internada para cirurgia». Efrata Music. Consultado em 16 de agosto de 2015. 
  6. «Deus Cuidará de Ti - Single de Jayrinho & Grupo Elo». iTunes. Consultado em 16 de agosto de 2015.