Kripta

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Kripta
Imagem ilustrativa padrão; esse artigo não possui imagem.
Editora(s) RGE[1]
Formato de publicação 1 a 26 Formato americano (17 x 24 cm)
27 a 50 Formatinho (13,5 x 20,5 cm)
51 até 60
Formatinho (13,5 x 19 cm)[1]
Primeira publicação 17 de setembro de 1976[1]


Kripta foi uma revista em quadrinhos de terror publicado entre 17 de setembro de 1976[1] a junho de 1981 pela editora RGE (Rio Gráfica e Editora).

Foram ao todo 60 edições de Kripta. A totalidade das histórias e do material publicado provinham do exterior, na revista foram publicadas histórias oriundas das revistas americanas Creepy e Eerie Warren Publishing, ao contrário da Spektro e da Calafrio, entre outras[2].

A Exemplo de revistas como a Mad da EC Comics, as revistas Creepy e Eerie para não sofrer a censura do Comics Code Authority eram publicadas no formato magazine (formato usado em revistas como a Veja) impressa em preto e branco.[3][4].

Normalmente de autores consagrados, como José Ortiz, Esteban Maroto, Frank Miller, Rafael Auraleon, Tom Sutton, Vicente Alcazar, Gonzalo Mayo, Alex Toth, Neal Adams, Bruce Jones, entre tantos outros.[1] Gerou outras revistas "irmãs", como Shock, Fetiche,3ª Geração.

Veio também a concorrência, Spektro pela Editora Vecchi, algumas revistas (especialmente com o célebre sêlo "Capitão Mistério") pela Bloch Editores e depois pela D-Arte, Mestres do Terror e Calafrio. Cabe ressaltar que o gênero terror em hqs fez bastante sucesso no passado, especialmente nas décadas de 1960, 1970 e 1980, daí o grande número de publicações.

Em 1991, a Editora Record publicou a revista "Cripta do Terror", uma revista no formato magazine que trazia histórias da EC Comics.[5]

Em Janeiro de 2011, a Mythos Editora lançou um encadernado de histórias da Eerie baseado em uma publicação da Dark Horse Comics intitulado Eerie Archives, o título usado na edição brasileira foi "Cripta - Os clássicos de Horros da revista Eerie"[6].

A Devir Livraria havia anunciado em Janeiro de 2010 que lançaria um encadernado da revista "Creepy", também lançado originalmente para Dark Horse[7].

Referências[editar | editar código-fonte]

Notas


  1. a b c d e Sidney Gusman (18 de setembro de 2006). «Gibihouse comemora os 30 anos de Kripta». Universo HQ 
  2. Marcelo Naranjo (2008). «Kripta #1 (RGE)». Universo HQ 
  3. «Quando a nomenclatura faz a diferença». Universo HQ. 8 de maio de 2008. Consultado em 16 de maio de 2010  |coautores= requer |autor= (ajuda)
  4. Roberto Guedes (6 de outubro de 2004). «Warren - O melhor terror do mundo!». HQManiacs 
  5. A trajetória das HQs de terror no Brasil
  6. Sidney Gusman (26 de janeiro de 2011). «Mythos lança o primeiro volume de Cripta». Universo HQ 
  7. Érico Assis (22 de Janeiro de 2010). «Devir anuncia lista de lançamentos para 2010, incluindo The Boys e Will Eisner inédito». Omelete 
Bibliografia

Levi Trindade (2008). «Todo o Terror da Kripta». Panini Comics. Wizmania (em português brasileiro): 68 a 69. ISSN 1679-5598 

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Ícone de esboço Este artigo sobre editoras ou revistas de banda desenhada é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.