Língua neo-aramaica assíria

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa


Neo Aramaico Assírio (ܐܬܘܪܝܐ ܣܘܪܝܝܐ ;Ātûrāyâ, ܣܘܪܝܬ ܣܘܪܝܝܐ;Sûret-Ashuri)
Falado em: Irã, Iraque, Turquia, Síria (diáspora assíria)
Região: Hakkari (província) - Turquia, Urmia -Urmia
Total de falantes: 220 mil
Família: Afro-asiática
 Semítica
  Semítica Central
   Aramaica
    Aramaica Oriental
     Aramaica do Nordeste
      Neo Aramaico Assírio
Escrita: Siríaca (Madenhaya)
Códigos de língua
ISO 639-1: --
ISO 639-2: ---
ISO 639-3: aii
Sureth.png Surata em Siríaco (Madnkhaya)

A língua Neo-Aramaica Assíria (ou Aššuri, Assuri, Ashuri, Aturi, Assyriano, Aisorski, Assyrianci, Assyriski, Lishana Aturaya, Neo-Siríaco, Sooreth, Suret, Sureth, Suryaya Swadaya) é um dialeto da língua Neo Aramaica falado por cerca de 220 mil pessoas (1994 conf. Estimativa SIL, antigamente numa área próxima ao lago de Urmia no noroeste do Irão, norte do Iraque, nordeste da Síria e Siirt (sudoeste da Turquia), porém, hoje mais dispersa na diáspora Assíria-Caldeia-Siríaca pelo mundo.

História[editar | editar código-fonte]

As línguas neo- aramaicas evoluíram a partir do Aramaico Oriental por volta do século XIII. A separação dos assírios foi uma consequência do Cisma religioso de 1552, o qual levou à formação da Igreja caldéia.Todos Caldeus eram originalmente assírios antes desse cisma, fazendo com que se separassem do povo assírio, formando um povo afiliado à Igreja Católica Romana. O Assírio Neo-Aramaico é um de uma série de modernos dialetos Aramaicos do Oriente falados na região entre o lago Úrmia no Azerbaijão iraniano e em Mosul no norte do Iraque .

Todos dialetos Siríaco-Cristão do aramaico foram fortemente influenciados pela língua siríaca, um dialeto do aramaico do Oriente Médio, que se tornou a língua literária e litúrgica de muitas igrejas na Crescente Fértil. Portanto o Cristão Neo- aramaico tem uma dupla herança: siríaco literário e aramaico coloqual oriental. Os dialetos cristãos são freqüentemente chamados de Suret,sírio' , ou Suryaya Swādāya (coloquial sírio) .

Lingüistas russos estudaram Assírio Neo- aramaico falado por falantes de imigrantes da Geórgia e Armênia no final do século XIX. Eles chamaram a linguagem Айсорский , Aysorskiy , a partir de Ասորի Asori . No entanto, na década de 1930 , o nome oficial do idioma em russo se tornou Ассирийский , Assiriyskiy (Assírio).

Falantes[editar | editar código-fonte]

Ethnologue estimou que em meados dos anos 90 cerca de 80 mil falantes do assírio viviam na chamada "Pátria Assíria", no Oriente Médio, área vizinha à região dos curdos. Porém, a maioria dos assírios vivia nas diásporas dos Estados Unidos e Europa. A maioria desses falantes é da Igreja Assíria do Oriente e da Antiga Igreja Oriental. O Neo-Aramaico Assírio é considerado como bastante inteligível com a língua neo-aramaica caldeia e menos inteligível com a língua turoyo (sudeste da Turquia).

Escrita[editar | editar código-fonte]

O Neo-aramaico assírio é escrito numa versão da escrita Siríaca, Madenhaya, que também é usada para a língua siríaca clássica. Nps anps 1930, seguindo os estatutos das línguas minoritárias da União Soviética, uma alfabeto latino modificado para a língua foi desenvolvido e algo foi publicado. Porém, não chegou a substituir a escrita Siríaca.

Divisiões[editar | editar código-fonte]

SIL Ethnologue distingue cinco grupos dialetais: Urmiano, Norte, Central, Ocidental e Sapna, cada um com sub-dialetos O Assírio Standard literário se baseia no dialeto urmiano, conhecido como "Urmian Geral " (desde os anos 1830), havendo um segundo dialeto padrão derivado desse que surgiu no século XX, chamado "Koine Iraquiano".

O Neo-aramaico do Nordeste é um continuum dialetal devido à grande inteligibilidade mútua entre os dialetos e ao alto nível de exposição com os não standards aos dialetos Urmiano Geral e Koine Iraquiano.

Urmiano[editar | editar código-fonte]

O dialeto de Úrmia se tornou aquele de maior prestígio da língua Neo-aramaica Assíria depois de 1836, quando foi escolhido missionário americano Justin Perkins da Igreja Presbiteriana para criação da língua padrão literário assírio. Em 1852, a tradução de Perkins para a Bíblia em Urmiano Geral foi publicada pela “American Bible Society” com texto paralelo em Siríaco Clássico “Peshitta”.

Durante a Primeira Grande Guerra, muitos assírios que viviam na Turquia Otomana foram forçados a sair de suas casas e muitos de seus descendentes vivem hoje no Iraque. Essa separação forçada fez com que surgisse um novo dialeto, o Koine Iraquiano, o qual é uma mistura dos dialetos de Ashiret como o Urminano Geral. O Koine Iraquiano não constitui realmente um novo dialeto, mas uma mistura incompleta de dialetos. . Elementos originais dos dialetos Ashiret podem ser observados no Koine, especialmente entre falantes mais idosos..

Ashiret[editar | editar código-fonte]

Os grupos Central e Oeste são geralmente classificados juntos como dialetos Ashiret. Esses, em especial o Oeste , têm muito mais em comum . com a língua neo-aramaica caldeia do que com o Urmiano Geral. Os dialetos Ashiret geralmente se caracterizam pela presença das fricativas θ (th) e ð (dh), onde outros dialetos as têm como oclusivas (t e d) ou, no caso do grupo Norte, muita vendo não as pronunciando.

Exemplos de palavras[editar | editar código-fonte]

Português Assírio
Olá (Como vai?) Shlama (dakhit?)
Estou bem Spy een
Como é seu nome? Muyleh Shimakh (mulher)/Muyleh Shimookh (Homem)
Meu nome é ___ Shimee eeleh ____
Amor Khuba
Bom dia Qedamtakh brikhta (mulher)/Qedamtookh brikhta (homem)
Deus te abeçoe Alah natirakh (mulher)/Alah natirookh (homem)
Eu quero água Bayyan miya (mulher)/Bayyin miya (homem)
Beijo N'shaqta
Muito obrigado Basimta (mulher)/Basima (homem)
Crianças Yala soora
Estudantes Eskoolayeh
Sentar Too
Parar em pé Klee/Basa
Fome Kipna
Pai Baba
Mãe Yima
Deus Alaha
Tio Khaloowa (Materno) / Mammoonah (Paterno)
Socorro Hayarta
Homem Nasha/Oorza
Mulher Bakhta
Rapaz Yaalah
Moça Brata
Livro Ktawa
Juventude Suroota
Caneta Qalama
Calças Tumbaahna
Mesa Mees/Mes
Placa Mana
Trazer Mayi
Ir Khoosh
Nascer Brita
Vir Ta
Correr R'khut
Caminhar Jooj
Pular Shwoor
Chuva Mitra
Sol Shimsha
Lua Saahra
Peixe Noonta
Estrela Kikhwa
Avô Sawoona
Avó Nanoonta
Mão Ida
Boca Pumma
Carro Atmabil
Vaca/ Touro Tawirrta / tora
Canção Zmerta
Casamento Gwerta
Amanhã Qudmeh
Hoje Idyoom
Morte Mowta
Dinheiro Zoozeh
Arma Dubanja / qoorma
Coração Liba
Respiração Na-pas
Cabeça Reesha
Dente Kika
Sonho Khulma
Vila Maata
Cavar Kh'parta
Voando Prakha
Espelho Nora
Rio Nahra
Encosta Shaqita
Oceano Yama

Notas[editar | editar código-fonte]

Bibliografia[editar | editar código-fonte]

Ligações externas[editar | editar código-fonte]