Línguas cananitas

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
NoFonti.svg
Esta página ou secção cita fontes confiáveis e independentes, mas que não cobrem todo o conteúdo (desde abril de 2017).
Por favor, adicione mais referências inserindo-as no texto ou no rodapé. Material sem fontes poderá ser removido.—Encontre fontes: Google (notícias, livros e acadêmico)
Canaanita, cananeu
Distribuição
geográfica:
Classificação
genética
:
Afro-asiática
 Semita
  Semita central
   Semita do noroeste
    Canaanita, cananeu
Subdivisões:


As línguas canaanitas ou cananeias são uma subfamília das línguas semitas faladas pelos antigos povos da região de Canaã, incluindo os canaanitas, os israelitas e os fenícios. Todas se extinguiram como línguas nativas durante o primeiro milênio d.C., embora o hebraico tenha permanecido continuamente em uso religioso e literário entre os judeus, sendo posteriormente ressucitado como o idioma falado cotidianamente durante o século XIX por Eliezer Ben Yehuda. A expansão fenícia (e, posteriormente, cartaginesa) espalhou os idiomas canaanitas para o Mediterrâneo Ocidental por algum tempo, porém ele eventualmente se extinguiu também na região, embora tenha sobrevivido por algum tempo depois da própria Fenícia.

Subdivisões[editar | editar código-fonte]

Fontes[editar | editar código-fonte]

As principais fontes para o estudo das línguas canaanitas são a Bíblia hebraica (Tanakh') e inscrições como:

As inscrições canaanitas extra-bíblicas foram reunidas juntamente com inscrições em aramaico no livro Kanaanäische und Aramäische Inschriften, e podem ser referenciadas como KAI n (onde n é um número; a Estela de Meshe, por exemplo, é "KAI 181").

Características[editar | editar código-fonte]

As línguas canaanitas, juntamente com as línguas aramaicas e ugaríticas, formam o subgrupo semita do noroeste. Algumas características que distinguem o canaanita do aramaico são:

Referências

Bibliografia[editar | editar código-fonte]

  • The Semitic Languages. Routledge Language Family Descriptions. Robert Hetzron (ed.). Nova York: Routledge, 1997.

Ligações externas[editar | editar código-fonte]