Lauro Morhy

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa

Lauro Morhy (Guajará-Mirim, 15 de agosto de 1940 - 17 de julho de 2016) foi um biólogo pesquisador brasileiro, e reitor da Universidade de Brasília.[1] Atuou na área da Química de Proteínas, onde ganhou reconhecimento por ter determinado pela primeira vez no Brasil, a estrutura sequencial completa de uma proteína.

Lauro iniciou sua formação acadêmica em 1965, quando se tornou bacharel em química pela Universidade Federal do Pará (UFPA). Em 1976 tornou-se mestre em biologia molecular pela Universidade de Brasília (UnB), e em 1985, obteve o título de doutor em biologia molecular pela Escola Paulista de Medicina (UNIFESP). Em 1970, o acadêmico começou a lecionar várias disciplinas nas áreas de química e biologia na Universidade de Brasília.[2]

Se tornou Decano de Pesquisa e Pós-Graduação da UnB, cargo que ocupou antes de assumir a reitoria da universidade, em 1997.

Dentre os seus feitos como reitor da UnB, podemos destacar a fundação da Diretoria de Acesso ao Ensino Superior (DAE), atual Centro de Seleção e de Promoção de Eventos (Cespe). Como diretor-geral, propôs um novo sistema de seleção de alunos, posteriormente denominado Programa de Avaliação Seriada (PAS). Fundou o Centro Brasileiro de Serviços e Pesquisas em Proteínas, no ano de 1981.

Prestou consultorias científicas a diversos órgãos públicos, empresas, e fundações. Dentre eles, o Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico (CNPq), a Financiadora de Estudos e Projetos (Finep), e a Fundação Banco do Brasil (FBB). Foi membro do Conselho da Sociedade Brasileira para o Progresso da Ciência (SBPC), e presidente da Associação Brasileira de Química (ABQ). Se tornou membro da Sociedade Brasileira de Química, Sociedade Brasileira de Bioquímica e Biologia Molecular, e da New York Academy of Sciences.[3]

O pesquisador coleciona condecorações, e homenagens. Dentre elas, a Medalha Mérito Alvorada, e a Medalha Mérito de Pioneiro (Brasília). É cidadão honorário de Brasília, e professor emérito da UnB.[4] O principal auditório do Instituto de Química da Universidade de Brasília foi batizado em sua homenagem.

Referências

  1. «Ex-reitor da UnB que criou cotas e PAS morre de câncer aos 76 anos». Distrito Federal. 18 de julho de 2016 
  2. Nakatani, Fábio. «Morre Lauro Morhy, ex-reitor da UnB». www.capes.gov.br. Consultado em 7 de março de 2017 
  3. «UnB - Universidade de Brasília». www.unb2.unb.br. Consultado em 7 de março de 2017. Arquivado do original em 3 de março de 2017 
  4. «Currículo Lattes» 

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Ícone de esboço Este artigo sobre uma pessoa é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.