LeYa

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
LeYa
LeYa SGPS, S.A.
Grupo LeYa.jpg
Tipo Sociedade Anónima
Indústria Livreira
Gênero Conglomerado livreiro
Fundação 7 de janeiro de 2008 (8 anos)
Sede Alfragide, Amadora
 Portugal
Locais Portugal, Brasil, Angola, Moçambique
Proprietário(s) Miguel Pais do Amaral (principal acionista)
Presidente Miguel Pais do Amaral
Pessoas-chave Isaías Gomes Teixeira (administrador-delegado)
Produtos Livros, manuais escolares, livros digitais
Sítio oficial http://www.leya.com/pt/

A LeYa é um grupo editorial multinacional português, presidido por Miguel Pais do Amaral.[1] Foi apresentado oficialmente em 7 de janeiro de 2008,[2] como uma empresa holding,[3] com o objetivo de se afirmar como maior grupo editorial de toda a área da língua portuguesa. Em Portugal, o Grupo é líder na área dos livros de edições gerais e o número dois na área dos livros escolares.[4] [nota 1]

No mesmo ano da sua inauguração, em 2008, foi instituído o Prémio LeYa, que visa premiar anualmente um romance ficcional inédito, escrito em português, com um montante de 100 000 euros, constituindo-se assim como o maior prémio literário da língua portuguesa.[5]

História[editar | editar código-fonte]

O Grupo LeYa foi constituído originalmente por oito editoras, sendo seis delas portuguesas — a Edições ASA, a Editorial Caminho, a Edições Gailivro, a Edições Nova Gaia e a Texto Editora —, uma moçambicana — Ndjira — e uma angolana — Nzila.[6]

O Grupo Oficina do Livro nasceu a 1999, e é um grupo editorial integrado hoje pelas editoras: Casa das Letras, Oficina do Livro, Teorema, Estrela Polar, Academia do Livro, Quinta Essência e Sebenta. Em 2006, ano em que a Oficina do Livro vence prémio no 2º Congresso de Editores, o grupo passou a fazer parte da Leya, conferindo ao mesmo editoras de grande prestígio nacional das quais fazem parte dos seus catálogos escritores como Margarida Rebelo Pinto, Miguel Sousa Tavares e Haruki Murakami.

Em maio de 2008 foi ainda anunciada a compra das editoras integrantes do grupo Explorer Investments: a Oficina do Livro, a Casa das Letras, a Editorial Teorema, a Estrela Polar e a Sebenta.[7]

O Grupo LeYa expandiu as suas atividades ao mercado brasileiro em setembro de 2009, com o lançamento de uma editora própria.[8]

Entre 2010 e 2012, a editora LeYa brasileira teve um selo dedicado à publicação de quadrinhos (BD) chamado Barba Negra. Ele foi criado a partir de acordo de parceria feito com a editora de mesmo nome, que fora criada por Sandro Lobo. Após o fim da parceria, Sandro optou por não dar continuidade à editora de forma independente. Os direitos dos livros lançados ficaram com a LeYa.[9] A Barba Negra foi indicada ao Troféu HQ Mix de editora do ano em 2011 e 2012, tendo ganho o prêmio em 2012.[10] [11]

Notas

  1. A Porto Editora é a atual líder na área dos livros escolares.[4]

Referências

  1. "Miguel Pais do Amaral é o administrador das 73 empresas". Diário de Notícias. 2 de agosto de 2012. Consult. 25 de março de 2014. 
  2. "Editoras/Concentração: Grupo LeYa projecta publicar mil títulos este ano". Expresso. 7 de janeiro de 2008. Consult. 25 de março de 2014. 
  3. "LeYa". ACP. Consult. 25 de março de 2014. 
  4. a b "Miguel Pais do Amaral satisfeito com a Leya". Público. 31 de julho de 2009. Consult. 25 de março de 2014. 
  5. "Grupo LeYa cria maior prémio para um romance inédito em língua portuguesa". Público. 7 de janeiro de 2008. Consult. 25 de março de 2014. 
  6. "Editoras/Concentração: Grupo LeYa, de Paes do Amaral, quer "pôr a ler o português universal"". Expresso. 7 de janeiro de 2008. Consult. 25 de março de 2014. 
  7. "Explorer Investments vende editoras ao grupo Leya de Pais do Amaral". Público. 13 de maio de 2008. Arquivado desde o original em 17 de julho de 2012. Consult. 25 de março de 2014. 
  8. "Potente mas em marcha lenta". Veja. 9 de setembro de 2009. Consult. 25 de março de 2014. 
  9. "Editora Barba Negra fecha as portas". HQ Maniacs. 22 de novembro de 2012. 
  10. "23º Troféu HQ Mix". Revista Trip. 9 de setembro de 2011. 
  11. "Divulgados os vencedores do prêmio HQ Mix 2012". Universo HQ. 19 de junho de 2012. 

Ligações externas[editar | editar código-fonte]