Legio V Iovia

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Disambig grey.svg Nota: Para outros significados, veja Legio V.
Brasão da legião palatina dos Ioviani seniores, de acordo com a Notitia Dignitatum.

Legio V Iovia foi uma legião romana alistada por Diocleciano no final do século III e que ainda estava ativa no final do século V. O cognome da legião é uma referência a Júpiter, a quem o imperador romano Diocleciano (também conhecido como Iovianus - "tal qual Júpiter").

História[editar | editar código-fonte]

A V Iovia estava baseada, juntamente com a VI Herculia, na Panônia Secunda, uma nova província romana criada a partir do território da antiga Panônia. A legião recebeu o ordinal "Quinta" por que já havia outras quatro legiões na região. A principal missão da V Iovia, sediada em Bonônia e com um castelo avançado em Onagrino (Onagrinum), era proteger a residência imperial de Diocleciano em Sirmio, em Ilírico.

A Notitia Dignitatum atesta que a legião ainda estava na região no começo do século V[1].

É possível que alguns homens desta legião e da VI Herculia tenham feito parte dos jovianos e herculianos, a nova guarda pessoal de Diocleciano. Se fizeram parte e forem as mesmas pessoas, os soldados da V Iovia então eram chamados marciobárbulos (martiobarbuli), por serem especialistas em atirar pequenos dardos que levavam em grupos de cinco no interior de seus escudos[2].

Ver também[editar | editar código-fonte]

Referências

  1. Notitia Dignitatum, occ XXXII v. 44 "praefectus legionis quintae Ioviae cohorti(um) quinque partis superioris Bononiae", v. 46 "praefectus legionis quintae Ioviae Burgenas", v. 48 "praefectus legionis quintae Ioviae et sextae Herculeae in castello Onagrino".
  2. Vegécio, De Re Militari, livro i.

Bibliografia[editar | editar código-fonte]

  • Ritterling, Emil, "Legio - Legio V Iovia", Realencyclopädie of Klassischen Altertumswissenschaft, vol 12, 1925. Through [1]
  • livius.org account