Lina Magaia

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Lina Magaia
Nome completo Lina Júlia Francisco Magaia
Nascimento 1945
Lourenço Marques, Moçambique
Morte 27 de junho de 2011 (66 anos)
Maputo, Moçambique
Ocupação Escritora, jornalista e política

Lina Júlia Francisco Magaia (Lourenço Marques, 1945Maputo, 27 de junho de 2011) foi uma escritora, jornalista e política moçambicana.[1][2]

Fez parte do Núcleo dos Estudantes Secundários Africanos. Ganhou uma bolsa para estudar economia em Portugal, em 1974.[3] Ao saber, porém, da morte do seu irmão, retornou para a África, juntando-se à Frente de Libertação de Moçambique na Tanzânia, onde ajudou a organizar o Destacamento Feminino na luta pela independência.[4]

Após a independência de Moçambique, elegeu-se deputada e lutou pelo desenvolvimento da agricultura, assim como pelos direitos humanos. Defendia uma "revolução verde", com uma reforma agrária e a substituição da lavoura de cana-de-açúcar pela produção de alimentos. Ao mesmo tempo, escreveu livros que retrataram sua experiência na Guerra Civil Moçambicana.

Foi colunista do jornal Notícias e da revista Tempo.[5] Morreu aos sessenta e seis anos, depois de sofrer um acidente vascular cerebral.[6]

Obras[editar | editar código-fonte]

  • 1987 - Dumba-Nengue: Histórias trágicas do Banditismo
  • 1989 - Duplo Massacre em Moçambique: Histórias trágicas do Banditismo II
  • 1994 - Delehta: Pulos na Vida
  • 1994 - A Cobra dos Olhos Verdes[7]
  • 2011 - Recordações da Vovó Marta

Referências

  1. «Lina Magaia». Portal da Literatura. Consultado em 4 de outubro de 2016. 
  2. Teixeira, Ana Luísa (Maio–agosto de 2011). «Ficcionar a história : Género em contexto de guerra na novelística de Lina Magaia» (PDF). Nilópolis: Instituto Superior de Línguas e Administração de Lisboa, Laureate International Universities. e-scrita: Revista do Curso de Letras da UNIABEU. 2 (5). ISSN 2177-6288 
  3. Finnegan, William (1993). A Complicated War: The Harrowing of Mozambique (em inglês). Berkeley: University of California Press. p. 207. ISBN 9780520082663 
  4. Almada, João Vaz de (30 de junho de 2011). «Morreu a escritora solidária». A Verdade 
  5. Akyeampong, Emmanuel Kwaku; Gates, Henry Louis (2012). Dictionary of African Biography (em inglês). 6. Nova Iorque: Oxford University Press. p. 26. ISBN 9780195382075 
  6. «A mágoa que marcou Lina Magaia». O País. 29 de junho de 2011 
  7. «Lina Magaia» (em espanhol). Ikuska.com. Consultado em 4 de outubro de 2016. 


Ícone de esboço Este artigo sobre um(a) escritor(a) é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.