Luís Portela

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Luís Portela
Nascimento 28 de julho de 1951 (69 anos)
Porto
Cidadania Portugal
Ocupação empresário
Prêmios Grã-Cruz da Ordem do Mérito, Comendador da Ordem do Mérito, Grã-Cruz da Ordem da Instrução Pública

Luís António Silva Duarte Portela ComMGCMGCIP (Maia, Águas Santas, 28 de Julho de 1951) é um antigo médico e professor universitário e empresário farmacêutico português.

Biografia[editar | editar código-fonte]

É licenciado em Medicina pela Faculdade de Medicina da Universidade do Porto, tendo feito algumas ações de formação em Gestão.

Exerceu atividade clínica no Hospital Universitário de São João durante três anos e foi docente da Universidade do Porto[1] durante seis anos, onde lecionou a cadeira de Psicofisiologia.

Desligou-se da carreira médica e universitária para se dedicar à gestão da empresa de sua família - Bial[2].

Iniciou a atividade empresarial com vinte e um anos e aos vinte e sete assumiu a presidência executiva da empresa, cargo que exerceu até janeiro de 2011, tendo nessa altura passado a presidente não executivo[3][4].

Sob a sua presidência, em cerca de quarenta anos, Bial tornou-se a primeira empresa farmacêutica internacional de inovação de origem portuguesa, operando atualmente em 58 países.[5][6] No Grupo Bial criou e desenvolveu um Centro de Investigação[7], onde trabalham atualmente mais de 150 pessoas, das quais 64 são doutoradas. Nesse centro foram criados o primeiro e o segundo medicamentos de investigação portuguesa a serem lançados no mercado global, a partir de 2009 - um antiepilético - e de 2016 - um medicamento para a Doença de Parkinson.

Em 1994 criou conjuntamente com Bial e o Conselho de Reitores das Universidades Portuguesas a Fundação Bial[8], tendo como objetivo incentivar a investigação centrada sobre o ser humano, tanto sob os aspetos físicos como sob o ponto de vista espiritual. A Fundação teve desde então cerca de 1.500 bolseiros em investigação científica na área das Neurociências, de 25 países. Também atribui dois prémios - o Prémio Bial de Medicina Clínica e o Bial Award in Biomedicine[9].

Foi presidente do Health Cluster Portugal e do Conselho Geral da Universidade do Porto, vice-presidente da Fundação de Serralves e membro da Direção da Cotec.

O seu prazer pela leitura e pela reflexão levou-o à escrita, tendo-o feito com caráter permanente em alguns órgãos de comunicação social. Publicou nove livros, dos quais se mantêm nas livrarias Serenamente, O Prazer de Ser, o best-seller Ser Espiritual - Da Evidência à Ciência, em 29ª edição, e o mais recente Da Ciência ao Amor - pelo esclarecimento espiritual, em 12ª edição[10][11].

A 10 de Junho de 1992 foi condecorado pelo Presidente da República como Comendador da Ordem do Mérito e a 28 de Janeiro de 2002 com a Grã-Cruz da Ordem do Mérito. A 3 de Março de 2020 foi agraciado com a Grã-Cruz da Ordem da Instrução Pública.[12]

Foi distinguido como Doutor Honoris Causa pela Faculdade de Medicina da Universidade de Cádis, Espanha, pela Universidade do Porto[13] e pela Faculdade de Farmácia da Universidade de Coimbra[14], Portugal.

Em 1998 foi distinguido com o Prémio de Neurociências da Louisiana State University, nos E.U.A. Em 2007 foi distinguido com a Medalha Municipal de Mérito - Grau Ouro - pela Câmara Municipal do Porto e em 2014 com a Medalha de Honra - Grau Ouro - pelo Concelho da Trofa. Em 2008 foi distinguido como “Empresário do Ano” pelo Rotary International. Em 2009 foi eleito Académico Correspondente pela Academia Portuguesa de Medicina. Em 2013 foi distinguido com o Prémio Excellens Oeconomia, promovido pelo Jornal de Negócios[15] e pela PwC, na vertente “Personalidade do Ano“. Em 2016 foi distinguido com a Medalha de Ouro de Serviços Distintos do Ministério da Saúde. Em 2017 foi distinguido com o Prémio Carreira pela Associação Nacional de Jovens Empresários - ANJE[16]. Em 2019 foi distinguido com a Medalha de Mérito da Ordem dos Médicos.

Referências

  1. «U.PORTO GENERATIONS – Família Portela». Notícias UP. 29 de março de 2017. Consultado em 31 de janeiro de 2019 
  2. «BIAL». www.bial.com. Consultado em 31 de janeiro de 2019 
  3. «Luís Portela». anabelamotaribeiro.pt. Consultado em 31 de janeiro de 2019 
  4. Portugal, Rádio e Televisão de. «Luís Portela - Bial - Construtores de Impérios - Documentários - RTP». www.rtp.pt. Consultado em 31 de janeiro de 2019 
  5. «Luís Portela: "Tem de haver um projeto que faça sentido e condições atraentes"». www.portaldalideranca.pt. Consultado em 31 de janeiro de 2019 
  6. «Expresso | O exemplo da Bial e de Luís Portela». Jornal Expresso. Consultado em 31 de janeiro de 2019 
  7. «Missão». www.bial.com. Consultado em 4 de fevereiro de 2019 
  8. «A Fundação». www.bial.com. Consultado em 4 de fevereiro de 2019 
  9. «Prémios». www.bial.com. Consultado em 4 de fevereiro de 2019 
  10. «Catálogo». Gradiva. Consultado em 4 de fevereiro de 2019 
  11. «Luís Portela: "É obrigação da Ciência investigar e esclarecer a Humanidade"». 25 de junho de 2018. Consultado em 31 de janeiro de 2019 
  12. «Cidadãos Nacionais Agraciados com Ordens Portuguesas». Resultado da busca de "Luís António Silva Duarte Portela". Presidência da República Portuguesa. Consultado em 9 de março de 2020 
  13. «U.PORTO GENERATIONS – Família Portela». Notícias UP. 29 de março de 2017. Consultado em 31 de janeiro de 2019 
  14. «Universidade de Coimbra atribui Doutoramento Honoris Causa a Luís Portela | Notícias UC | A UC como nunca a viu.». Notícias UC. Consultado em 31 de janeiro de 2019 
  15. «Luís Portela: escalou a mais alta montanha farmacêutica». www.jornaldenegocios.pt. Consultado em 31 de janeiro de 2019 
  16. «Anje - ANJE atribui Prémio Carreira 2017 a Luís Portela». www.anje.pt. Consultado em 31 de janeiro de 2019