Luigi Sturzo

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa

Dom Luigi Sturzo (Caltagirone, 26 de novembro de 1871Roma, 8 de agosto de 1959) foi um sacerdote católico e político italiano. Fundou o Partido Popular Italiano. Foi nomeado senador vitalício por decreto presidencial em 17 de dezembro de 1952[1].

Foi ordenado sacerdote em 19 de maio 1894 pelo bispo de Caltagirone Saverio Gerbino e em 1896 obteve a graduação em Teologia na Pontifícia Universidade Gregoriana de Roma ottenne la laurea in teologia.

Sturzo foi precursor da criação da Democracia Cristã e foi obstinado oponente do Fascismo de Benito Mussolini, tendo declarado no Congresso do Partido Popular Italiano de 1923 a incompatibilidade da concepção de "popular" com o fascismo totalitário[2]. Sua oposição ao regime fascista fez com que tivesse de se exilar de 1924 a 1946, tendo se estabelecido primeiramente em Londres, Paris e finalmente Nova Iorque. Após o fim da Segunda Guerra Mundial, Sturzo retornou à Itália e foi um importante incentivador da autonomia especial para a Sicília, sua terra natal.

Anticomunista convicto, Sturzo foi um severo opositor das ideias marxistas que se ganharam força após o fim da Segunda Guerra. Finalmente, foi nomeado pelo então presidente da República Luigi Einaudi senador vitalício[3]. Sturzo aceitou a nomeação somente após ter recebido o nihil obstat do papa Pio XII. Morreu em Roma aos 87 anos e foi sepultado na Igreja do Santíssimo Salvador em Caltagirone, Sicília[4].

Referências

  1. Gabriella Fanello Marcucci (2004). Luigi Sturzo. Vita e battaglie per la libertà del fondatore del Partito popolare italiano. [S.l.]: Mondadori. ISBN 88-04-52655-6 
  2. DE ROSA, Gabriele. Luigi Sturzo, Enciclopedia Europea Garzanti, Torino, UTET, 1977
  3. www.senato.it - Scheda di attività di Luigi STURZO - I Legislatura
  4. Eugenio Guccione (2010). Luigi Sturzo. [S.l.]: Flaccovio, Palermo. ISBN 978-88-7804-472-2 


Ligações externas[editar | editar código-fonte]