Luiza Coppieters

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Luiza Coppieters
Nascimento 6 de julho de 1979 (39 anos)[1]
São Paulo
 São Paulo
Nacionalidade brasileira
Ocupação Professora de filosofia, militante LGBT, feminista

Luiza Coppieters (São Paulo, 6 de julho de 1979) é uma professora de Filosofia, militante LGBT e feminista brasileira.[2] É filiada ao PSOL, partido pelo qual foi candidata a vereadora de São Paulo,[3] alcançando 9 744 votos;[4] com o resultado, tornou-se suplente na câmara.[3] Reconheceu sua candidatura como um processo de "politização do movimento" LGBT, à medida que "a sociedade começou a discutir as questões das pessoas transexuais"; ela foi uma das 84 candidatas e candidatos transexuais, que concorreram a cargos nas eleições municipais de 2016.[5]

Coppieters mantém em seu canal no youtube um programa de discussão filosófica, "Café com Luiza", e outro de entrevistas, "Café com Bolacha".[6] Ela é formada em Filosofia pela Faculdade de Filosofia, Letras e Ciências Humanas da Universidade de São Paulo[7], onde participou da gestão do Cêntro Acadêmico de Filosofia (CAF), à época João Cruz Costa, hoje Luiz Roberto Salinas Fortes, pela chapa "Cicuta no CAFé" em 2000.

Professora de filosofia, Coppieters foi demitida do colégio particular em que lecionava em junho de 2015, meses depois de ter tornada pública sua transexualidade, em novembro de 2014.[7][8] No mesmo ano, a Defensoria Pública do Estado de São Paulo pediu esclarecimentos sobre a política de diversidade do colégio, no contexto de denúncia de transfobia na demissão da professora.[9]

Atualmente, Coppieters integra o Conselho Municipal de Políticas LGBT da cidade de São Paulo.[10] Foi considerada uma das dez personalidades LGBT mais influentes de São Paulo, em 2016.[11]

Prêmios[editar | editar código-fonte]

  • Prêmio Cidadania em Respeito à Diversidade, 16ª edição, categoria Educação.[12]

Referências

  1. Cadastro "Eleições 2016"
  2. «Luiza Coppieters». www.brasilpost.com.br. Consultado em 21 de dezembro de 2016. 
  3. a b «Professora Luiza Coppieters 50222 PSOL (Vereador) São Paulo - Guia Eleições 2016». Guia de Candidatos – Eleições 2016. Consultado em 21 de dezembro de 2016. 
  4. «São Paulo elege gay de direita e tem bissexual na 1ª suplência - Guia Gay São Paulo». Guia Gay São Paulo 
  5. «Candidaturas transexuais aumentam e ganham visibilidade Brasil afora - 20/09/2016 - Poder - Folha de S.Paulo». www1.folha.uol.com.br. Consultado em 21 de dezembro de 2016. 
  6. «Professora trans Luiza Coppieters lança novo canal em que dá aulas de Filosofia». NLUCON 
  7. a b «Como Luizão, deu aula no Anglo por 5 anos. Ao virar Luiza, foi demitida | Ponte Jornalismo». ponte.cartacapital.com.br. Consultado em 21 de dezembro de 2016. 
  8. «Em vídeo, professora alega ter sido demitida de escola por ser transexual». São Paulo. 24 de julho de 2015 
  9. «Defensoria Pública envia ofício a diretores de colégio em SP pedindo esclarecimentos sobre demissão de professora transexual». Jusbrasil 
  10. «Portal da Prefeitura da Cidade de São Paulo». www.prefeitura.sp.gov.br. Consultado em 21 de dezembro de 2016. 
  11. «Os 10 LGBT Mais Influentes de São Paulo em 2016 - Guia Gay São Paulo». Guia Gay São Paulo 
  12. «Premio Cidadania Em Respeito A Diversidade | Associação da Parada do Orgulho LGBT de São Paulo». paradasp.org.br. Consultado em 21 de dezembro de 2016.