M1903 Springfield

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Springfield M1903

Fuzil Springfield M1903
Tipo Fuzil de ação por ferrolho
Local de origem  Estados Unidos
História operacional
Em serviço 1903-1974
Guerras Guerra Filipino-Americana
Guerras das Bananas
Revolução Mexicana
Primeira Guerra Mundial
Segunda Guerra Mundial
Segunda Guerra Sino-Japonesa
Guerra da Coreia
Revolução Cubana
Guerra da Argélia (uso limitado)
Guerra do Vietnã (uso limitado)
Invasão da Baía dos Porcos
Guerra Civil do Camboja
Histórico de produção
Criador Springfield Armory (Arsenal Springfield)
Data de criação 1903 (121 anos)
Período de
produção
1907-1949
Quantidade
produzida
+1.300.000 unidades
Especificações
Peso 3,94 kg (8,69 lb)
Comprimento 1,097 m (1 100 mm)
Comprimento 
do cano
da lâmina
610 mm (24 in)
Cartucho .30-03 Springfield
.30-06 Springfield
Ação Ação de ferrolho
Cadência de tiro 10-15 disparos/minuto
Velocidade de saída 854 metros/segundo
Alcance efetivo 914 m (1 000 yd)
Alcance máximo 5 029 m (5 500 yd)
Sistema de suprimento Pente de 5 munições, carregador interno fixo
Tipo de lâmina Baioneta (opcional)

O M1903 Springfield , oficialmente United States Rifle, Caliber .30-06, Model 1903 (Fuzil dos Estados Unidos, Calibre .30-06, Modelo 1903), é um fuzil de ação por ferrolho americano que possui um carregador fixo interno que é alimentado por um pente de 5 munições. Foi usado principalmente durante a primeira metade do século XX.

O M1903 foi usado pela primeira vez em combate durante a Guerra Filipino-Americana,  e foi oficialmente adotado pelos Estados Unidos como o rifle de infantaria padrão em 19 de junho de 1903, onde prestou serviço na Primeira Guerra Mundial , e foi substituído por o M1 Garand semiautomático de disparo mais rápido a partir de 1936. No entanto, o M1903 permaneceu em serviço como um rifle de infantaria padrão durante a Segunda Guerra Mundial , desde que os EUA entraram na guerra sem rifles M1 suficientes para armar todas as tropas. Ele também permaneceu em serviço como rifle de precisão durante a Segunda Guerra Mundial, a Guerra da Coréia e a Guerra do Vietnã. Permanece popular como arma de fogo civil, peça histórica de colecionador, rifle de tiro competitivo e rifle de treinamento militar.

Visão geral[editar | editar código-fonte]

O nome Springfield vem do fato de que os seus antecessores da Guerra Civil Americana (1861-1865) foram criados na cidade de Springfield. Uma cópia fiel do fuzil Mauser, utilizava-se de um ferrolho giratório manual e com a alça curva, e calçava o cartucho .30-06 americano. O diâmetro do anel receptor dianteiro do M1903 é de 1,305 pol. (33,15 mm), ligeiramente acima do diâmetro do anel de 33 mm (1,30 pol.) Dos modelos Mauser de "anel estreito" mais antigo e menor do que o do "anel largo" 35,8 mm (1,41 pol.) Gewehr 98 Os militares dos EUA licenciaram muitas das patentes da Mauser Company e de outras patentes alemãs, incluindo a bala Spitzer, mais tarde modificada para Springfield .30-06.[1]

Na Segunda Guerra Mundial, serviu aos EUA como arma de precisão pelos franco-atiradores americanos. Sua eficácia era indiscutível, tanto que a FEB, durante a campanha na Itália, equipou todos os soldados com o Springfield, à exceção dos sargentos, que eram equipados com o M1 Garand.[2]

Apesar da sua idade, esta arma foi amplamente utilizada pelas tropas americanas junto com o M1 Garand, o Fuzil Automático Johnson e a Carabina M1, durante a Segunda Guerra Mundial.[3] Também muito utilizado nas campanhas no pacífico,[4] o springfield foi um dos mais precisos para sua época.

Ver também[editar | editar código-fonte]

Referências

  1. Projectile for hand firearms, Arthur gleinich
  2. «Springfield vs. M1 Garand na Força Expedicionária Brasileira». cobrafumando.wordpress.com. Consultado em 22 de junho de 2021 
  3. George, John (Lt Col), Shots Fired In Anger, NRA Press (1981), p. 391: "Nearly every one [Marine] I talked to [on Guadalcanal] who used the Springfield in combat-without a scope-would have much rather been using a Garand."
  4. George, John (Lt Col), Shots Fired In Anger, NRA Press (1981), p. 391

Leitura adicional[editar | editar código-fonte]

  • Ball, Robert W. D., Springfield Armory Shoulder Weapons 1795–1968. Norfolk, VA: Antique Trader Books, 1997. ISBN 0-930625-74-9 OCLC 39273050
  • Canfield, Bruce N. (Fevereiro de 2008). «'Low Number' M1903 Springfields». American Rifleman 
  • Hatcher, Julian S. (1962). Hatcher's Notebook (em inglês). [S.l.]: Stackpole Books. ISBN 978-0-8117-0795-4 
  • Engineer Field Manual, War Department, Document No. 355, 1909.
  • Manual for Noncommissioned Officers and Privates of Infantry of the Army of the United States, War Department, Document No. 574, 1917.
  • "Bushmaster '03 Carbine", American Rifle magazine, April 2005, p. 40.
  • U.S. Infantry Weapons of World War II. Bruce N. Canfield, Andrew Mowbray Publishers, 1994.

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

O Commons possui uma categoria com imagens e outros ficheiros sobre M1903 Springfield
Este artigo relativo a armas de fogo é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.