MTV (Espanha)

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa


MTV España
Tipo Canal de televisão por cabo
Fundação 10 de setembro de 2000
Pertence a Viacom International Media Networks Europe
Proprietário Viacom
Sede Londres, Reino Unido
Slogan Sigue la música, sigue MTV
Formato de vídeo Ecrã: 16:9
Resolução: 576i (SD) e 1080i (HD)
Canais irmãos Comedy Central
Paramount Network
Nickelodeon
Nick Jr.
Cobertura Flag of Spain.svg Espanha
 Andorra
Página oficial http://www.mtv.es/

MTV España é um canal de televisão espanhol por assinatura de origem americana. Está focada no entretenimento, com a emissão de séries estrangeiras, reality TV de produção original e música. Foi lançado em 10 de setembro de 2000[1] e é operado pela ViacomCBS Networks EMEAA, que é propriedade da ViacomCBS. O canal esteve disponível na televisão digital terrestre entre 16 de setembro de 2010 e 7 de fevereiro de 2014, altura em que regressou à televisão paga devido à sua baixa quota de audiência.

O canal emite a partir do Reino Unido, uma vez que tem a sua sede em Londres, através do organismo regulador OFCOM.

História[editar | editar código-fonte]

Passo para a TDT espanhola[editar | editar código-fonte]

Graças a um acordo entre a Viacom e a Vocento[2], em 3 de agosto de 2010, a MTV España começou a emitir como sinal de teste no âmbito da televisão digital terrestre nacional, com a emissão de pára-choques, promoções de canais e vídeos musicais sem interrupção até que, em 16 de setembro do mesmo ano, iniciou as suas emissões regulares na TDT, às 21h00, com a retransmissão dos MTV Video Music Awards. Deixou de transmitir música ininterruptamente e a sua programação baseou-se em reality shows, séries de comédia e programas importados, deixando de lado a música como principal fonte de conteúdo[3] No mesmo dia, o canal foi retirado do operador de televisão por satélite Canal+.5 No final, o canal regressou à plataforma no telefone 85. Em 1 de julho de 2011, a MTV España adaptou a sua imagem corporativa, retirando o nome "Music Television" sob o logótipo e cortando-o ao meio.

Regresso à televisão por subscrição[editar | editar código-fonte]

Em 31 de janeiro de 2014, foi anunciado que a MTV deixaria de emitir na TDT em 7 de fevereiro do mesmo ano. Enquanto o canal regressava exclusivamente ao Canal+[4], no resto dos operadores pagos, o canal era substituído por outro da empresa ou totalmente suprimido da sua oferta de programação[5].

Em 7 de abril de 2014, a frequência de emissão da MTV desapareceu devido à decisão do Supremo Tribunal de Justiça, promovida pelo Partido Popular, de anular as concessões de radiodifusão gratuita para nove canais, por estas terem sido concedidas sem as devidas licenças[6][7][8].

Em 20 de fevereiro de 2015, o operador Movistar TV incorporou o canal na sua grelha de programação.

Apesar de ter relegado a música para segundo plano, a MTV continua a emitir música diariamente, com blocos de programação como 100% MTV, compostos inteiramente por vídeos musicais de géneros como R&B, Hip-Hop, EDM, Rock, Indie, entre outros. No início de junho de 2016, este bloco foi rebaptizado MTV Insomnia. Além disso, o canal transmite música num bloco chamado #MañanasMusicalesMTV, de manhã à tarde, aos fins-de-semana. Pouco depois do seu regresso ao Canal+, a MTV recomeçou a transmitir concertos em horário nobre.

Após quase um ano de exclusividade no Canal+, o canal aderiu à Telecable em 7 de janeiro de 2015, e à Movistar TV em 20 de fevereiro. Assim, continuou a fazer parte da Movistar+ após a fusão do Canal+ e da Movistar TV.

Em 1 de dezembro de 2015, o canal voltou a entrar no canal Vodafone TV, após quase dois anos de abandono da sua oferta de canais.

Em 7 de setembro de 2016, o sinal de alta definição da MTV España é lançado exclusivamente para os assinantes da Vodafone TV e Telecable[9].

Antigos apresentadores do canal[editar | editar código-fonte]

  • Claudia González (Select MTV)
  • Miguel Such (Select MTV)
  • Artur Palomo Ramos (Select MTV)
  • Deborah Ombres (MTV Hot)
  • Guillem Caballé (MTV Kabuki, MTV Top 20 España)
  • Johann Wald (MTV Top 20 España)
  • Laura Hayden (MTV Top 20 España, Festivaleros MTV)
  • Duo Kie (MTV Tunning España)
  • Mario Vaquerizo e Olvido Gara (MTV El vídeo del año)

Audiencias na TDT[editar | editar código-fonte]

Janeiro Fevereiro Março Abril Maio Junho Julho Agosto Setembro Outubro Novembro Decembro Média anual
2010 - - - - - - - - - - - - -
2011 - - - - - - - - - - - - -
2012 0,6% 0,6% 0,6% 0,8% 0,7% 0,7% 0,8% 0,8% 0,7% 0,7% 0,7% 0,8% 0,7%
2013 0,7% 0,5% 0,6% 0,6% 0,6% 0,7% 0,7% 0,7% 0,6% 0,5% 0,6% 0,5% 0,6%
2014 0,5% 0,1% - - - - - - - - - - 0,05%
2015 - - - - - - - - - - - - -
2016 - - - - - - - - - - - - -
2017 - - - - - - - - - - - - -
2018 - - - - - - - - - - - - -

Ver também[editar | editar código-fonte]

Referências[editar | editar código-fonte]

  1. vertele.eldiario.es (9 de junho de 2003). «"La filosofía de MTV es hacer las cosas con irreverencia pero con inteligencia"» (em espanhol) 
  2. redaccionpr. «Vocento completa su multiplex de TDT con La 10 y MTV» (em espanhol) 
  3. Manuls (11 de fevereiro de 2010). «MTV se aleja definitivamente de la música» (em espanhol) 
  4. «MTV deja de emitir en abierto el 7 de febrero y se pasa al pago en Canal+» (em espanhol) 
  5. «Inicio» (em espanhol) 
  6. 20minutos (18 de dezembro de 2013). «El Supremo ordena el cierre de nueve canales de TDT» (em espanhol) 
  7. «¿Por qué van a desaparecer 9 canales de su televisor?» (em espanhol). 7 de abril de 2014 
  8. Gómez, Rosario G. (9 de abril de 2014). «La Sexta 3, Xplora, Nitro, Nueve y La Siete echarán el cierre». Madrid. El País (em espanhol). ISSN 1134-6582 
  9. «Inicio» (em espanhol)