Manual para se Defender de Aliens, Ninjas e Zumbis

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Manual para se Defender de Aliens, Ninjas e Zumbis
Informação geral
Formato Série
Gênero
Duração 20 minutos
País de origem  Brasil
Idioma original português
Produção
Diretor(es) André Moraes
Elenco Daphne Bozaski
Michel Joelsas
Thalles Cabral
Empresa(s) de produção Contente[1]
Localização São Paulo
Exibição
Emissora de televisão original Warner Brasil[1]
Transmissão original 12 de março de 2017[3] – 4 de junho de 2017
N.º de temporadas 1
N.º de episódios 13[2]

Manual para se Defender de Aliens, Ninjas e Zumbis é uma série brasileira da Warner e a primeira de grande orçamento do canal,[2] cerca de 3,7 milhões de reais.[1] Logo após a exibição no canal da Warner, os episódios são disponibilizados gratuitamente no YouTube.[4][5]

Produção[editar | editar código-fonte]

Segundo o diretor, a ideia surgiu em uma viagem à Nova Iorque: "Eu estava na masterização de meu disco solo e tive essa ideia junto com Adriano Nascimento, que inclusive é do Recife: fazer um curta em que aliens, ninjas e zumbis dominassem o planeta. Depois disso, o curta virou série (...) O processo de juntar gêneros diferentes é delicioso. Você pode conviver com universos tão distantes que, exatamente por isso, se aproximam e trazem a diversidade. São universos que fazem parte do mundo geek e muitas vezes dos gêneros ação e horror".[6] As filmagens ocorreram em São Paulo entre maio e julho de 2016.[7] Durante a produção, o material captado foi apreendido pelo Sindcine (Sindicato dos Trabalhadores na Indústria Cinematográfica e do Audiovisual), devido à falta de pagamento da produtora Contente.[1] Para gravar uma sequência de cenas de cinco minutos foram necessárias cinco horas de trabalho.[8] Marcos Mion faria uma participação dando apoio aos protagonistas, mas foi substituído por André Bankoff devido a conflitos com a agenda.[9] Para ajudar na construção dos personagens, Daphne Bozaski assistiu os filmes de Bruce Lee, Matrix e Kill Bill. Michel Joelsas e Thalles Cabral assistiram Harry Poter.[4]

Sobre os personagens, Thalles Cabral declarou: "'E é legal que a série tem uma crítica em relação a esses personagens, que é assim: os zumbis são um tipo de pessoa, que tem um tipo de trabalho na sociedade. Aquelas pessoas que estão sempre fazendo a mesma coisa. Os aliens ocupam um outro cargo, entendeu? Então é muito legal você ver as diferenças."[4]. Sobre a trama central do seriado, Michel Joelsas disse: "É totalmente inusitada. Esse tema nunca foi feito no Brasil e dessa maneira acho que nem nunca foi feito no mundo. Porque tem grandes metáforas por trás. Quem for assistir pode pegar tanto o superficial, mas tem algumas críticas profundas na série. Dá para fazer grandes metáforas com isso. Quer dizer estão feitas, é só você pegar. Em relação à sociedade."[4] A apresentadora da Warner, Carol Moreira, a atriz Daphne Bozaski e o diretor André Moraes conversaram sobre o seriado na Comic Con Experience (CCXP) em dezembro de 2016.[10]

Elenco[editar | editar código-fonte]

Ator/Atriz Personagem
Daphne Bozaski Tina
Michel Joelsas Sput
Thalles Cabral Wes

Participações especiais[editar | editar código-fonte]

Ator/Atriz Personagem
André Abujamra Juarez
Jandira Martini Margô
Branco Mello Garcia
Ana Carolina Machado Vanessa
André Bankoff Davi
José Celso Martinez Corrêa Bartolomeu Boaventura
Juan Manuel Tellategui Nikola Tesla
Rodrigo Garcia Camelô
Thogun Teixeira Vitamina
Rodrigo Fernandes
Hugo Moura Guilherme
Arthur Kohl Velho Cego
Jorge Cerruti Idoso
Rita Lee[2] Grão Mestre / Chanceller
Tonico Pereira
Lúcio Mauro Filho
André Arteche[11]
Nicolas Trevijano Alex
Evandro Santo Fred

Recepção[editar | editar código-fonte]

João da Paz, em sua crítica para o Notícias da Tv publicou uma nota negativa para o seriado: "[A] Warner mira em Stranger Things, mas erra o alvo com série de zumbis (...) A missão da galera de Manual é proteger a Terra de alienígenas, zumbis e ninjas. A trama um tanto confusa e mirabolante deixa o telespectador perdido. Tenta cobrir muitos temas (ambiente, economia, astronomia, música), atira para todos os lados, mistura ninjas com zumbis e ETs, e não dá conta de nada satisfatoriamente."[12]

Referências

  1. a b c d «Inadimplência de produtora ameaça programas da TBS e Warner». telepadi.com.br. 26 de outubro de 2016. Consultado em 6 de dezembro de 2016 
  2. a b c «Rita Lee será vilã alienígena em nova série brasileira da Warner». tvefamosos.uol.com.br. 11 de agosto de 2016. Consultado em 6 de dezembro de 2016 
  3. Gabriel Perline (6 de fevereiro de 2017). «'Manual para se Defender de Aliens, Ninjas e Zumbis' tem estreia definida». Estadão. Consultado em 13 de fevereiro de 2017 
  4. a b c d «Manual para se Defender de Aliens, Ninjas e Zumbis - Conversamos com o elenco». 12 de março de 2017. Consultado em 13 de março de 2017 
  5. Gabriel Vaquer (22 de maio de 2016). «Marcos Mion participará de série de ficção da Warner». natelinha.uol.com.br. Consultado em 10 de dezembro de 2016 
  6. Hugo Viana (10 de março de 2017). «"Manual para se Defender de Aliens, Ninjas e Zumbis" mescla referências pop e nerd». Folhape. Consultado em 20 de março de 2016 
  7. «Rita Lee participou das gravações da nova produção nacional da WARNER CHANNEL, Manual para se Defender de Aliens, Ninjas e Zumbis». geeksaw.com.br. 12 de agosto de 2016. Consultado em 6 de dezembro de 2016 
  8. Marco Victor (10 de agosto de 2016). «MANUAL PARA SE DEFENDER DE ALIENS, NINJAS E ZUMBIS - Um dia no set da nova série da Warner Channel». Jornal da Geek. www.jornadageek.com.br. Consultado em 7 de dezembro de 2016. Arquivado do original em 20 de dezembro de 2016 
  9. «André Bankoff substitui Marcos Mion em série». Famoso na Web. famososnaweb.com. 3 de junho de 2016. Consultado em 7 de dezembro de 2016 
  10. Everton Duarte (1 de dezembro de 2016). «Super-heróis da Warner invadem a CCXP 2016». Blah Cultural. www.blahcultural.com. Consultado em 8 de dezembro de 2016 
  11. Thiago Stivaletti (15 de julho de 2015). «O cineasta heavy metal». Revista de Cinema. revistadecinema.uol.com.br. Consultado em 10 de dezembro de 2016 
  12. João da Paz (12 de março de 2017). «Warner mira em Stranger Things, mas erra o alvo com série de zumbis». Notícias da TV. Consultado em 20 de março de 2016 

Ligações externas[editar | editar código-fonte]