Mary Shaw

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Mary Shaw
Nascimento 1943 (74 anos)
Pensilvânia
Nacionalidade Estados Unidos Estadunidense
Prêmios Outstanding Research Award (2011), Medalha Nacional de Tecnologia e Inovação (2014)
Instituições Universidade Carnegie Mellon
Campo(s) Ciência da computação

Mary Shaw (Pensilvânia, 1943) é uma engenheira de software estadunidense. É professora da cátedra Alan J. Perlis de ciência da computação da Carnegie Mellon School of Computer Science da Universidade Carnegie Mellon, conhecida por seu trabalho no campo da arquitetura de software.[1][2]

Biografia[editar | editar código-fonte]

Nascida em 1943, Shaw obteve um BA na Universidade Rice c. 1965, e um PhD em ciência da computação na Universidade Carnegie Mellon em 1972.[3]

Após a graduação na Universidade Rice Shaw começou sua carreira na indústria, trabalhando como programadora de sistemas na Research Analysis Corporation. Também continuou a pesquisar na Universidade Rice. Em 1972 passou a fazer parte da faculdade da Universidade Carnegie Mellon, onde foi indicada professora de ciências da computação. De 1984 a 1987 foi também cientista chefe de seu Instituto de Engenharia do Software, de 1992 a 1999 foi decana associada para educação profissional, e de 2001 a 2006 co-diretora do Sloan Software Industry Center.[3]

Em 2011 Shaw e David Garlan receberam o Outstanding Research Award da ACM SIGSOFT (Association of Computing Machinery's Special Interest Group on Software Engineering), por suas "contribuições significativas e duradouras à pesquisa de engenharia de software através do desenvolvimento e promoção da arquitetura de software."[4][5]

Em 3 de outubro de 2014 o presidente dos Estados Unidos Barack Obama anunciou que Shaw foi agraciada com a Medalha Nacional de Tecnologia e Inovação.[6]

Obra[editar | editar código-fonte]

A principal área de pesquisa de Shaw é engenharia de software, incluindo aspectos arquiteturais, educacionais e históricos. Shaw é autora de trabalhos fundamentais na área de arquitetura de software, juntamente com David Garlan.[7]

Arquitetura de software, 1996[editar | editar código-fonte]

O trabalho mais citado de Shaw é Software Architecture: Perspectives on an Emerging Discipline, em co-autoria com David Garlan, examinando o conceito de "arquiteturas para sistemas de software bem como melhores maneiras de suportar o desenvolvimento de softwares."[8]

Publicações selecionadas[editar | editar código-fonte]

  • Mary Shaw e Frank Hole. Computer analysis of chronological seriation, 1967.
  • Mary Shaw, Alan Perlis e Frederick Sayward (Eds.) Software metrics: an analysis and evaluation, 1981.
  • Mary Shaw (Ed.) Carnegie-Mellon curriculum for undergraduate computer science, 1985.
  • Mary Shaw e David Garlan. Software Architecture: Perspectives on an Emerging Discipline, Prentice Hall, 1996.

Referências

  1. Bass, Len. Software architecture in practice. Pearson Education India, 2007.
  2. Fielding, Roy Thomas. Architectural styles and the design of network-based software architectures. Diss. University of California, Irvine, 2000.
  3. a b Mary Shaw: Biography, ieeeghn.org/wiki, 2013. Acessado em 13 de setembro de 2015.
  4. ACM SIGSOFT, Outstanding Research Award winners, sigsoft.org. Acessado em 13 de setembro de 2015.
  5. Carnegie Mellon University, "Carnegie Mellon's Shaw and Garlan Honored For Pioneering Research in Software Architecture," cmu.edu/news. Press release, May 2, 2011. Acessado em 13 de setembro de 2015.
  6. The White House, Office of the Press Secretary,President Obama Honors Nation's Top Scientists and Innovators, 3 de outubro de 2014.
  7. Lista de publicações do Digital Bibliography & Library Project.
  8. Shaw & Garlan (1996, summary)

Ligações externas[editar | editar código-fonte]