Miguel Calero

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Miguel Calero
Miguel Calero
Informações pessoais
Nome completo Miguel Ángel Calero Rodríguez
Data de nasc. 14 de abril de 1972
Local de nasc. Ginebra,  Colômbia
Falecido em 4 de dezembro de 2012 (41 anos)
Local da morte Cidade do México,  México
Altura 1,91 m[1]
Apelido Cóndor, Show Calero
Informações profissionais
Posição (ex-Goleiro)
Clubes de juventude
19861988 Colômbia Deportivo Cali
Clubes profissionais1
Anos Clubes Jogos e gol(o)s
19881997
19871992
19982000
20002011
Colômbia Deportivo Cali
Colômbia Barranquilla (emp.)
Colômbia Atlético Nacional
México Pachuca
0094 0000(2)
0086 0000(0)
0091 0000(0)
0395 0000(2)
Seleção nacional3
19952009 Flag of Colombia.svg Colômbia 0050 0000(0)


1 Partidas e gols pelo clube profissional
contam apenas partidas das ligas nacionais,
atualizados até 3 de Abril de 2011.


3 Partidas e gols da seleção nacional estão atualizados
até 1 de Maio de 2009.

Miguel Angel Calero (Ginebra, Valle del Cauca, 14 de abril de 1971 - Cidade do México, 4 de dezembro de 2012[2]) foi um goleiro colombiano de futebol. Ele era conhecido por usar um boné de beisebol e uma bandana, além de ter um par de asas nas costas de sua camisa em torno de seu número, 1. Estas asas simbolizam seu apelido, "El Condor", que lhe dá a coragem de jogar um bom jogo.

O colombiano defendeu o time mexicano em 23 competições ao longo de 11 anos, atuando em 395 partidas e conquistando dez títulos no total. O mais importante deles foi a Copa Sul-Americana de 2006.

Carreira[editar | editar código-fonte]

Pachuca[editar | editar código-fonte]

Ele jogou pelo Deportivo Cali e ganhou a Copa Mustang de 1996 na Divisão Mayor: Primera A título de campeão e Atlético Nacional da Colômbia e depois passando para o CF Pachuca no México, que ele era o capitão da equipe. Com Pachuca, que conseguiu quatro campeonatos nacionais, três CONCACAF Champions Cup, uma Copa Sul-Americana e um título SuperLiga. Ele marcou um gol contra o Chiapas em 11 de agosto de 2002.

Em 23 de outubro de 2011, Miguel Calero jogou seu último jogo com Pachuca e se aposentou do futebol.[3]

Morte[editar | editar código-fonte]

O ex-goleiro colombiano já havia sido internado no dia 26 de novembro, devido a uma trombose no braço esquerdo.[4] Procedimentos em sequência não tiveram sucesso. Na terça, dia 3 de dezembro, ele sofreu uma trombose cerebral.[2][5][6][7][8][9][10][11]

Ao seu velório, ocorrido em 5 de dezembro de 2012, compareceram cerca de 2.500 pessoas; além do mais, vários fãs homenagearam o ex-goleiro via twitter.[12][13][14]

Seleção Nacional[editar | editar código-fonte]

Ele jogou para a equipa nacional de futebol da Colômbia e era um participante no Verão de 1992 Jogos Olímpicos e no Mundial de 1998. Em 2001, ele fez parte da equipe da Colômbia, que venceu sua primeira Copa América.[15]

Depois de um mau desempenho na Copa América de 2007, que incluiu uma derrota por 5 a 0 para o Paraguai, Calero anunciou sua aposentadoria da seleção colombiana.[16]

Títulos[editar | editar código-fonte]

Seleção da Colômbia[editar | editar código-fonte]

Referências

  1. «Perfil de Miguel Ángel Calero Rodríguez». Consultado em 5 de Dezembro de 2012 
  2. a b «Ex-goleiro colombiano Miguel Angel Calero tem morte cerebral». UOL - Esporte. 04 de dezembro de 2012. Consultado em 04 de dezembro de 2012  Verifique data em: |acessodata=, |data= (ajuda)
  3. «"Me voy del fútbol lleno de felicidad": Miguel Calero». Consultado em 23 de Outubro de 2011 
  4. «Miguel Calero hospitalized». Consultado em 26 de Novembro de 2012 
  5. «Pachuca reports Calero is brain dead». Consultado em 27 de Novembro de 2012 
  6. «Muere el portero Miguel Calero». Consultado em 28 de Novembro de 2012 
  7. «Pachuca confirma falecimento de Miguel Calero». Consultado em 1 de Dezembro de 2012 
  8. «Former Colombian international Miguel Calero is brain dead». Consultado em 2 de Dezembro de 2012 
  9. «Former Pachuca goalkeeper Miguel Calero dies at 41». Consultado em 3 de Dezembro de 2012 
  10. «México: Miguel Calero, considerado um dos melhores goleiros da história, tem morte cerebral». Consultado em 4 de Dezembro de 2012 
  11. «Clube mexicano confirma morte cerebral de ex-goleiro colombiano». Consultado em 6 de Dezembro de 2012 
  12. Ex-goleiro colombiano morre e cerca de 25 mil pessoas vão ao velório
  13. Cenizas de Miguel Calero serán divididas entre familiares y Tuzos
  14. La afición le da el adiós a su ídolo
  15. «rsssf: Copa América 2001 esquadrões». Consultado em 11 de Julho de 2001 
  16. «Anuncia Miguel Calero Que se retirará en junio». Consultado em 15 de Julho de 2007. Arquivado do original em 21 de dezembro de 2008 

Ligações externas[editar | editar código-fonte]