Edixon Perea

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Edixon Perea
Informações pessoais
Nome completo Edixon Perea Valencia
Data de nasc. 20 de abril de 1984 (35 anos)
Local de nasc. Cáli, Colômbia
Altura 1,78 m
Destro
Apelido El Pitbull, El Ciclón
Não Tá Morto Quem Perea
Informações profissionais
Clube atual Aposentado
Posição atacante
Clubes de juventude
19982001 Atlético Huila
Clubes profissionais
Anos Clubes Jogos e gol(o)s
2001
2002
2002
20032005
20052007
20082009
20102011
20112012
20122013
2013
20132014
2016
Atlético Huila
Quindío
Deportivo Pasto
Atlético Nacional
Bordeaux
Grêmio
Las Palmas
Cruz Azul
Changchun Yatai
Deportivo Cali (emp.)
Budapest Honvéd
América de Cáli
00024 0000(6)
00018 0000(4)
00009 0000(1)
00086 000(38)
00042 0000(3)
00057 000(21)
00010 0000(0)
00029 000(10)
00012 0000(2)
00025 0000(4)
00008 0000(2)
00001 0000(0)
Seleção nacional
20012003
20042008
Colômbia Sub 20
Colômbia
00007 0000(1)
00026 0000(9)

Edixon Perea Valencia (Cáli, 20 de abril de 1984) foi um futebolista colombiano que atuava como atacante.

Carreira[editar | editar código-fonte]

Perea começou sua carreira em 2001, no Atlético Huila, da Colômbia. Em seguida, passou por Deportivo Pasto e logo depois se destacou pelo Atlético Nacional, de Medellín, onde foi o principal artilheiro, até ser contratado pelo Bordeaux, da França. Na Europa, teve muitas lesões, o que acabou prejudicando seu desempenho.

No final de 2007, Perea foi negociado com o Grêmio. Comprado por US$1,3 milhãoPredefinição:De fontes, o jogador passou a integrar o elenco em janeiro de 2008.

Marcou seu primeiro gol pelo Grêmio apenas na sua sexta partida [1], contra o Jaciara, pela Copa do Brasil. Nesse mesmo jogo, marcou mais três vezes [2], totalizando quatro tentos na partida, que acabou em 6 a 0. No jogo seguinte, Perea protagonizou um gol antológico, contra a Ulbra: Soares cruzou rasteiro e o jogador colombiano marcou um golaço de letra, no meio das pernas do goleiro Rafael Dal-Ri; Perea ainda balançou as redes mais um vez nesta partida.

Perea foi eleito para fazer parte da seleção do Campeonato Gaúcho de 2008. O atacante também marcou o gol de número 10 mil do Grêmio, no dia 24 de maio de 2008, em jogo contra o Náutico (o segundo gol do clube gaúcho na partida), válido pelo Campeonato Brasileiro.

Perea sofreu uma cirurgia no joelho esquerdo ainda na pré-temporada do Grêmio, e ficou 4 meses parado. E ainda com as chegadas de Alex Mineiro, Maxi López e Herrera especulou-se que ele fosse negociado com outro clube. Mas o próprio jogador admitiu não ter propostas e desejou continuar no tricolor gaúcho.

No dia 16 de agosto de 2009, Perea voltou a atuar como titular após 8 meses, recuperando-se de uma grave lesão ainda na pré-temporada da equipe. O jogo foi contra o Flamengo do Rio de Janeiro, válido pela 19ª rodada do Campeonato Brasileiro de 2009. Perea marcou o primeiro gol da equipe aos 15 minutos do primeiro tempo, após cruzamento de Jadílson pela esquerda.[3] A partida terminou 4-1 para o Grêmio. E Perea, ao final de jogo, deu a seguinte declaração aos repórteres: "Estou muito feliz. Todos me tratam bem aqui e espero ficar muito anos aqui no Grêmio".[4]

No dia 20 de janeiro de 2010, Perea acertou a sua rescisão de contrato com o Grêmio em troca de uma quantia de setecentos mil reais.[5]

Seleção[editar | editar código-fonte]

Perea integra, desde 2004, a Seleção Colombiana. Por ela, participou da Copa América de 2007.

Estatísticas[editar | editar código-fonte]

Clube Competição Jogos Gols
Grêmio Copa Sul-americana de 2008 1 1
Grêmio Copa Libertadores da América de 2009 1 0
Grêmio Campeonato Brasileiro de 2009 10 4

Atualizadas em 22 de janeiro de 2010

Referências

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Bandeira de ColômbiaSoccer icon Este artigo sobre um futebolista colombiano é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.