Iván Córdoba

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Iván Córdoba
Iván Córdoba
Informações pessoais
Nome completo Iván Ramiro Córdoba Sepúlveda
Data de nasc. 11 de agosto de 1976 (45 anos)
Local de nasc. Rionegro,  Colômbia
Altura 1,73 m
Destro
Informações profissionais
Clube atual Aposentado
Posição Zagueiro
Clubes profissionais
Anos Clubes
19931996
19971998
19981999
20002012
Deportivo Rionegro
Atlético Nacional
San Lorenzo
Internazionale
Seleção nacional
19972009 Colômbia

Iván Ramiro Córdoba Sepúlveda (Medellín, 11 de agosto de 1976), mais conhecido como Ivan Córdoba é um ex-futebolista colombiano que atuava como zagueiro. Atualmente, é diretor desportivo da Venezia FC.

Jogou 13 temporadas e se aposentou do futebol na Internazionale, clube onde é ídolo.[1]Era conhecido por ser um zagueiro muito veloz, embora não muito técnico, e baixo. Tinha um excelente preparo físico que lhe permitia se sobressair sobre jogadores muito mais altos do que ele. É considerado um dos maiores futebolistas da história do futebol colombiano.[2]

Carreira[editar | editar código-fonte]

Início[editar | editar código-fonte]

Córdoba fez sua estreia no Deportivo Rionegro, time colombiano da Série B, em 1993. Suas atuações subsequentes valeram-lhe a transferência para o Atlético Nacional, um dos pesos pesados ​​colombiano, em 1996, fazendo sua estréia pelo clube em 14 de março deste ano.[3]

San Lorenzo[editar | editar código-fonte]

Em 1998, foi vendido ao San Lorenzo por 1,8 milhões de dólares.[4] Ficou somente ano, mas o suficiente para se destacar e despertar o interesse da Internazionale, se transferindo na janela de transferência do inverno, em janeiro de 2000, custando ao clube € 16 milhões, onde chegou a negar uma oferta do Real Madrid para ir para a Inter.[5]

Internazionale[editar | editar código-fonte]

Se tornou um dos pilares da defesa da Internazionale por vários anos, formando uma parceria altamente eficaz na defesa central com Marco Materazzi.

Sua longa carreira no Inter o levou a ser nomeado vice-capitão do clube, atrás de Javier Zanetti; por isso, teve a honra de erguer a Coppa Itália em 2005, quando Zanetti estava ausente por conta de sua participação na Copa das Confederações com a Argentina.

Em 19 de fevereiro de 2008, Córdoba lesionou o ligamento cruzado anterior esquerdo durante a partida das oitavas de final da Liga dos Campeões contra o Liverpool, o que resultou em ficar de fora o resto da temporada, já que o Inter conquistou o título da liga pelo terceiro ano consecutivo. Em 9 de junho de 2008 renovou o seu contrato até 30 de junho de 2012 com o Inter, garantindo que terminaria efetivamente a sua carreira no Inter.

Em 5 de maio de 2012, Córdoba anunciou que deixaria o Inter no final da temporada.[6] Ainda em maio, viajou com outros 18 jogadores do Inter para a Indonésia em uma turnê amistosa, antes de encerrar sua carreira.[4]

Fez seu último como jogador no Derby della Madonnina pela penúltima rodada do Campeonato Italiano, no dia 6 de maio de 2021. A Inter venceu o jogo por 4 a 2, com hat-trick de Milito e Maicon. Ibrahimovic fez os 2 do Milan. Foi homenageado com placas e honrarias do clube, além de os terem usado o número 2 de sua camisa no aquecimento da partida.[7] Foi saudado pelos jogadores e o então técnico da Inter, Andrea Stramaccioni. Em 13 anos no clube, Córdoba atuou em 455 jogos e marcou 19 gols, e ganhou 15 títulos pela Inter: 5 da Série A, 4 da Coppa Itália, 4 Supercopa Italiana, 1 Liga dos Campeões da UEFA e 1 Copa do Mundo de Clubes da FIFA.[8]

Carreira como diretor esportivo[editar | editar código-fonte]

Internazionale[editar | editar código-fonte]

Anunciou no dia 8 de março de 2021, anunciou que assumiria o cargo diretor esportivo da Internazionale,[9] cargo que deixou dia 25 de setembro, após 2 anos.[10]

Venezia[editar | editar código-fonte]

Após um tempo, foi anunciado pelo Venezia FC em 10 de fevereiro de 2021, como novo sócio e diretor geral esportivo, assumindo o cargo de imediato.[11]

Seleção Colombiana[editar | editar código-fonte]

Córdoba fez parte da Seleção Colombiana entre os anos de 1997 e 2009. Foi o fundador do projeto social " Colombia te quiere ver ", trabalho que o fez ser nomeado como " amigo do Fundo das Nações Unidas para a Infância e Adolescência (UNICEF) ", em novembro de 2004, coordenando iniciativas como leilões beneficentes de camisas de jogadores famosos.[3]

Fez parte da maior glória da seleção Colombiana, ao erguer a taça como capitão da conquista da Copa América de 2001, além de ter marcado o gol do título.[3][12]

Ao todo, fez 73 jogos pela seleção e marcou 5 gols.[2] Aposentou-se da seleção em 2007 por problemas internos, mas retornou em 2009 numa vitória da Colômbia sobre o Equador por 2 a 0. Depois, aposentou-se de vez da seleção.[13]

Títulos[editar | editar código-fonte]

Internazionale[editar | editar código-fonte]

Seleção Colombiana[editar | editar código-fonte]

Referências

  1. Superesportes; Superesportes (8 de julho de 2012). «Após 13 anos como jogador, Córdoba assume cargo de diretor esportivo na Inter». Superesportes. Consultado em 12 de março de 2021 
  2. a b «Os 10 maiores colombianos da história do futebol italiano - Calciopédia». calciopedia.com.br. Consultado em 12 de março de 2021 
  3. a b c «Iván Córdoba, o autor do gol da maior conquista da Colômbia no futebol - 22/06/2007 - UOL Últimas Notícias». noticias.uol.com.br. Consultado em 12 de março de 2021 
  4. a b «Inter's Ivan Cordoba happy to end career in Indonesia | Goal.com». www.goal.com. Consultado em 12 de março de 2021 
  5. «Inter Legend Ivan Cordoba: "I Rejected Real Madrid Whilst At Inter"». SempreInter.com (em inglês). 25 de março de 2020. Consultado em 12 de março de 2021 
  6. «Ivan: "My last game in San Siro"». Inter Official Site. Consultado em 12 de março de 2021 
  7. «Internazionale v Milan Live Commentary & Result, 06/05/2012, Serie A | Goal.com». www.goal.com. Consultado em 12 de março de 2021 
  8. «Colombia - I. Córdoba - Profile with news, career statistics and history - Soccerway». int.soccerway.com. Consultado em 12 de março de 2021 
  9. «Aposentado dos gramados, Córdoba será diretor na Inter». Extra Online. Consultado em 12 de março de 2021 
  10. «Serie A: Ivan Cordoba departs Inter Milan role by mutual consent». Sky Sports (em inglês). Consultado em 12 de março de 2021 
  11. «Ivan Ramiro Córdoba, nuevo socio y directivo del Venezia». AS Colombia (em espanhol). 10 de fevereiro de 2021. Consultado em 12 de março de 2021 
  12. Leandro Stein (11 de agosto de 2016). «Os 40 anos de Iván Córdoba, um símbolo da raça com as camisas de Inter e Colômbia». Trivela. Consultado em 12 de março de 2021 
  13. «Elenco COL'99». Consultado em 20 de janeiro de 2017 [ligação inativa]

Ligações externas[editar | editar código-fonte]