Monte Salak

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Monte Salak
Gunung Salak • Gunung Satak
Monte Salak está localizado em: Java
Monte Salak
Localização do monte Salak em Java
Coordenadas 6° 43' S 106° 44' E
Altitude 2 211 m
Proeminência 1 678 m
Listas ultra
Tipo estratovulcão
Ilha Java
País Indonésia
Província Java Ocidental
Regências BogorSukabumi
Cidade mais próxima Bogor
Última erupção janeiro de 1938

O monte Salak (em indonésio e sundanês: Gunung Salak) ou monte Satak é um estratovulcão erodido ativo[1] situado na parte ocidental da ilha indonésia de Java, 15 km em linha reta a sudoeste da cidade de Bogor, com 2 211 metros de altitude e 1 678 m de proeminência topográfica.[2] Pertence às regências de Bogor e de Sukabumi da província de Java Ocidental.[nt 1] Juntamente com o vizinho monte Halimun, integra o Parque Nacional de Gunung Halimun Salak.[3]

Segundo as crenças populares, o nome Salak deriva do fruto tropical homónimo com pele escamosa da planta Salacca zalacca. No entanto, na tradição sundanesa, o nome deriva do sânscrito Salaka, que significa "prata", pelo que Gunung Salak pode ser traduzido como "Monte Prata".[nt 2][carece de fontes?]

Descrição e história[editar | editar código-fonte]

O vulcão tem a forma de uma montanha cónica com encostas erodidas, com dois vales profundos que vão desde o cume mais alto, situado no lado sul, até às partes sudoeste e norte-nordeste do sopé. Tem vários cones secundários na encosta sudeste e no sopé norte, além de duas crateras no cume.[1][nt 1]

As suas erupções são essencialmente freáticas, de pouca potência e ocorrem nas crateras de Kawah Ratu e de Kawah Cikaluwung Putri. A atividade atual ocorre numa solfatara (fumarola de enxofre situada a 1 400 m de altitude na encosta ocidental. O calor do solo é usado por uma central geotérmica. São conhecidas historicamente seis erupções do Salak, a primeira em 1699 e a última em janeiro de 1938.[1][nt 1]

A montanha foi chamada "cemitério de aviões" em 2012, na sequência do despenhamento de um Sukhoi Superjet 100 no vulcão durante um voo de demonstração em 9 de maio de 2012, provocando 45 mortos.[4][5] Entre 2002 e 2012 ocorreram sete acidentes aéreos na área do monte Salak. Em outubro de 2002, uma pequena aeronave despenhou-se, provocando um morto. Em outubro de 2003, outro acidente provocou sete mortos; em abril de 2004, morreram duas pessoas e em junho de 2004 morreram cinco pessoas. Em 2008, a queda de um avião militar indonésio provocou 18 vítimas mortais.[4] Em 2012, pouco antes da queda do Sukhoi Superjet 100, morreram três pessoas na queda de uma avião de treino.[4][nt 2]

Notas

  1. a b c Trechos baseados no artigo «Salak (volcan)» na Wikipédia em francês (acessado nesta versão).
  2. a b Trechos baseados no artigo «Mount Salak» na Wikipédia em inglês (acessado nesta versão).

Referências

  1. a b c «Salak». Programa Global de Vulcanismo. Smithsonian Institution. Consultado em 10 de junho de 2017. 
  2. «Indonesia Mountains Ultra-Prominence» (em inglês). peaklist.org. Consultado em 10 de junho de 2017. 
  3. Whitten, Tony; Whitten, Jane (1992), Wild Indonesia: The Wildlife and Scenery of the Indonesian Archipelago, ISBN 9781853681288 (em inglês), New Holland, pp. 128-131 
  4. a b c «Mt. Salak: An airplane graveyard». The Jakarta Post. 10 de maio de 2012 [ligação inativa] 
  5. «'No sign of survivors' at Sukhoi SuperJet-100 wreck site» (em inglês). www.rt.com. 10 de maio de 2012. Consultado em 10 de junho de 2017. 
O Commons possui uma categoria contendo imagens e outros ficheiros sobre Monte Salak
Ícone de esboço Este artigo sobre Geografia da Indonésia é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.
Ícone de esboço Este artigo sobre vulcões é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.