Mundo Livre

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa

O Mundo Livre é um termo da Era da Guerra Fria muitas vezes usado para descrever os Estados que não estavam sob o domínio da União Soviética, seus aliados do Leste Europeu, China, Vietnã, Cuba e outras nações comunistas. O termo geralmente se refere aos Estados Unidos, Canadá, Europa Ocidental, como Reino Unido, França e Alemanha Ocidental (todos membros da OTAN). Além disso, foram incluídos Estados anticomunistas da Commonwealth britânica, Japão, Israel, Índia e Estados antidemocráticos e anticomunistas como a Espanha sob o governo de Francisco Franco, África do Sul sob o Apartheid, a Grécia sob uma junta militar entre 1967-1974 e Taiwan sob o regime de Chiang Kai-Shek. Mas em muitas vezes se refere aos países do Primeiro Mundo.

"Líder do Mundo Livre"[editar | editar código-fonte]

O Líder do Mundo Livre é um coloquialismo, originalmente usado durante a Guerra Fria, para descrever tanto os Estados Unidos quanto seu presidente. O termo implica que os Estados Unidos são a principal superpotência democrática da época, e seu presidente por extensão é o líder de todos os Estados democráticos do mundo, ou seja, do "mundo livre". Essa ideia começou entre 1947 e 1950. Foi muito usado na política externa dos Estados Unidos até a dissolução da União Soviética em 1991.[1]

Durante a Segunda Guerra Mundial, os Estados Unidos realmente se viam como líder de fato dos Aliados. Depois da guerra, os Estados Unidos, conceberam o termo implicitamente apenas aos grandes países capitalistas, particularmente nações livres anticomunistas. As pessoas em algumas nações não alinhadas com os Estados Unidos viram esta afirmação de liderança como grandiosa e ilegítima.[2]

Embora tenha origem na Guerra Fria, a frase ainda é por vezes utilizada para descrever o presidente dos EUA hoje.[3] A frase também é usada por aqueles que não aprovam a política externa dos Estados Unidos, especificamente como uma crítica ao imperialismo americano.

Outros usos ocidentais[editar | editar código-fonte]

"Mundo Livre" é muitas vezes o nome dado aos grupos envolvidos com o crime, através dos Estados Unidos e do Reino Unido. Foi iniciado pelos seguidores do artista rapper Eminem, e seu filme 8 Mile, que mostrava um grupo apelidado de "Free World" (Mundo Livre), como os antagonistas principais.

Referências

  1. John Fousek (2000). To lead the free world. UNC Press Books. p. 130. ISBN 0807825255 
  2. Wills, Garry (Março–Abril de 1999). «Bully of the free world». Foreign Affairs. 78 (2): 50–59 
  3. «It's time». The Economist. 30 de outubro de 2008. Consultado em 17 de dezembro de 2011. America should take a chance and make Barack Obama the next leader of the free world 

Ver também[editar | editar código-fonte]