Nacionalismo irlandês

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Mural nacionalista irlandês em Belfast, mostrando solidariedade com o nacionalismo basco. Pode apreciar-se, no mesmo, um mapa de Euskal Herria.

O nacionalismo irlandês é um movimento político nacionalista que, em seu sentido mais amplo, afirma que o povo da Irlanda deve governar a Irlanda como um estado soberano.[1][2][3][4]  Desde meados do século XIX, o nacionalismo irlandês assumiu a forma de nacionalismo cultural baseado nos princípios de autodeterminação nacional e soberania popular.[5][6][7][2] Nacionalistas irlandeses durante os séculos 18, 19 e 20, como os Irlandeses Unidos na década de 1790, Jovem Irlanda na década de 1840, A Fraternidade Feniana durante a década de 1880, o Fianna Fáil na década de 1920 e o Sinn Féin se denominaram de várias maneiras após o radicalismo de esquerda francês e o republicanismo.[8][9] O nacionalismo irlandês celebra a cultura da Irlanda, especialmente a língua irlandesa, literatura, música e esportes. Tornou-se mais potente durante o período em que toda a Irlanda fazia parte do Reino Unido, o que levou a maior parte da ilha a se tornar independente do Reino Unido em 1922.

Prédios do governo em Dublin

Os nacionalistas irlandeses acreditam que o domínio estrangeiro tem sido prejudicial aos interesses irlandeses. Na época da divisão da Irlanda, a maior parte da ilha era católica romana e em grande parte indígena, enquanto uma parte considerável do país, particularmente no norte, era protestante e principalmente descendente de pessoas da Grã-Bretanha que colonizaram a terra como colonos durante o reinado do rei Jaime I. A partição foi ao longo dessas linhas etno-religiosas, com a maior parte da Irlanda conquistando a independência, enquanto seis condados do norte permaneceram parte do Reino Unido. Os nacionalistas irlandeses agora apóiam a reunificação irlandesa com um estado laico unificado.

Referências

  1. Regan, John. «Review of Irish Freedom: the History of Nationalism in Ireland». Reviews in History. Consultado em 14 de junho de 2021. Cópia arquivada em 16 de agosto de 2021 
  2. a b Murray, Peter (1 de janeiro de 1993). «Irish cultural nationalism in the United Kingdom state: Politics and the Gaelic League 1900–18». Irish Political Studies. 8 (1): 55–72. doi:10.1080/07907189308406508 – via Taylor and Francis+NEJM 
  3. CAIN: Politics – An Outline of the Main Political 'Solutions' to the Conflict Arquivado 9 julho 2011 no Wayback Machine, United Ireland Definition.
  4. Tonge, Jonathan (2013). Northern Ireland: Conflict and Change. [S.l.]: Routledge. p. 201. ISBN 978-1317875185. Consultado em 12 de abril de 2017. Cópia arquivada em 12 de abril de 2017 
  5. Sa'adah 2003, 17–20.
  6. Smith 1999, 30.
  7. Delanty, Gerard; Kumar, Krishan. The SAGE handbook of nations and nationalism. London, England, UK; Thousand Oaks, California, USA; New Delhi, India: Sage Publications, Ltd, 2006, 542.
  8. Metscher, Thomas (25 de novembro de 1989). «Between 1789 and 1798: the "Revolution in the Form of Thought" in Ireland». Études irlandaises. 14 (1): 139–146. doi:10.3406/irlan.1989.2517. Consultado em 25 de novembro de 2020. Cópia arquivada em 13 de dezembro de 2020 – via persee.fr 
  9. Murray, Peter (1993). «Irish cultural nationalism in the United Kingdom state: Politics and the Gaelic League 1900–18». Irish Political Studies. 8: 55–72. doi:10.1080/07907189308406508. Consultado em 25 de novembro de 2020. Cópia arquivada em 17 de agosto de 2021 
Commons
O Commons possui imagens e outros ficheiros sobre Nacionalismo irlandês
Ícone de esboço Este artigo sobre a República da Irlanda é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.