Naceradim Coja

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
(Redirecionado de Nasrudin)
Disambig grey.svg Nota: Para outros significados, veja Naceradim.
Naceradim

Naceradim[1] ou Nasrudim Coja[2] (em turco: Nasreddin Hoca, em turco otomano: نصر الدين خواجه, em farsi: خواجه نصرالدین, em árabe: نصرالدین جحا / ALA-LC: Naṣraddīn Juḥā, em urdu: ملا نصرالدین , em usbeque: Nosiriddin Xo'ja, Nasreddīn Hodja, bósnio: Nasrudin Hodža) foi um seljúcida satírico sufi, acredita-se que viveu e morreu durante o século XIII em Akshehir, perto de Cônia, capital do Sultanato de Rum, na atual Turquia. Ele é considerado um filósofo e sábio populista, lembrado por suas histórias engraçadas e anedotas.[3]Ele aparece em milhares de histórias, às vezes espirituoso, às vezes sábio, mas muitas vezes, também, um tolo ou o alvo de uma piada. Uma história Nasreddin geralmente tem um humor sutil e uma natureza pedagógica.[4] A festa internacional de Nasreddin Hodja é celebrada entre 05-10 julho em sua cidade natal a cada ano.[5]

Contos[editar | editar código-fonte]

As histórias de Naceradim são conhecidas em todo o Oriente Médio e tocaram as culturas ao redor do mundo. Superficialmente, a maioria das histórias de Naceradim podem ser ditas como piadas ou anedotas de humor. Eles são contadas e recontadas eternamente em casas de chá e caravançarás da Ásia e podem ser ouvidos nas casas e nos rádios. Mas é inerente a uma história de Naceradim que possa ser entendida a vários níveis. Não é a piada, seguido por uma moral e, geralmente, o pequeno extra que traz a consciência do potencial místico um pouco mais sobre a forma de realização.[6]

Referências

  1. Alves 2014, p. 675.
  2. Sepulveda 1901, p. 32-33.
  3. «The outrageous Wisdom of Nasruddin». Mullah Nasruddin 
  4. Javadi, Hasan. «MOLLA NASREDDIN i. THE PERSON» (em inglês). Encyclopaedia Iranica 
  5. «Nasreddin Hoca Şenliği». Aksehir. 8 de junho de 2010. Consultado em 23 de março de 2013. Arquivado do original em 17 de agosto de 2011 
  6. Idries Shah (1964), The Sufis, London: W. H. Allen ISBN 0-385-07966-4.

Bibliografia[editar | editar código-fonte]

  • Alves, Adalberto (2014). Dicionário de Arabismos da Língua Portuguesa. Lisboa: Leya. ISBN 9722721798 
  • Sepulveda, Cristóvão Ayres de Magalhães (1901). Organização militar dos árabes na Peninsula. Lisboa: Imprensa Nacional 

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

O Commons possui uma categoria com imagens e outros ficheiros sobre Naceradim Coja
Ícone de esboço Este artigo sobre literatura é um esboço relacionado ao Projeto Literatura. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.