O. Henry

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
O. Henry
Data de nascimento 11 de Setembro de 1862
Local de nascimento Greensboro, Carolina do Norte, Estados Unidos da América
Nacionalidade Americana
Data de morte 5 de junho de 1910 (47 anos)
Local de morte Nova Iorque
Pseudónimo(s) O. Henry, Olivier Henry

O. Henry (1862-1910) era o pseudônimo de William Sydney Porter, um dos maiores contistas americanos do século XIX e um dos autores mais populares do seu tempo.

Biografia[editar | editar código-fonte]

Nasceu na Carolina do Norte numa família culta e abastada. Aos três anos de idade e após a morte da mãe por tuberculose, o pai, médico, decidiu que se deviam mudar para a casa da avó paterna. William começou por frequentar a escola de uma tia e aos 15 anos foi frequentar o Liceu que concluiu tendo a tia por tutora. Em 1879 empregou-se com aprendiz de farmacêutico/boticário na drogaria do seu tio tendo aos 19 anos obtido a licença de farmacêutico.

Em 1882 foi para o Texas, pois alguma sintomatologia de tuberculose e a ideia que uma mudança de clima seria benéfica contribuíram para essa decisão. Casou e empregou-se como caixa num banco, começando também a escrever. Comprou um jornal, The Rolling Stone, que encerrou pouco depois. Porter foi acusado de desfalque no banco e fugiu para as Honduras, de onde regressou passados três anos devido ao estado terminal da sua esposa que continuou a viver no Texas. Julgado e sentenciado, cumpriu pena durante quatro anos numa prisão do Ohio, tendo começado a escrever sob o pseudônimo de O. Henry. Após cumprir a sentença, mudou-se para Nova Iorque onde viveu em estado de reclusão quase absoluta, embora fosse extremamente popular, com o terror de ser reconhecido como William Sydney Porter, devido aos anos passados na prisão. Acabou por morrer alcoólico e na miséria. O. Henry foi um autor original e fecundo, com um ritmo de escrita tal que lhe é atribuído praticamente um novo conto por semana.

Obras[editar | editar código-fonte]

  • O presente dos Reis Magos - no original Cabbages and Kings (1904);
  • Contos policiais;
  • Os caminhos que tomamos - no original Roads of Destiny (1909);
  • Palmeiras e presidentes;
  • Contos de O. Henry;
  • Contos de Natal;
  • A teoria e o cão;
  • Polícias e ladrões;
  • A decisão de Georgia.

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Commons
O Commons possui imagens e outras mídias sobre O. Henry
Ícone de esboço Este artigo sobre a biografia de um(a) escritor(a), poeta ou poetisa é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.