Saltar para o conteúdo

O. Henry

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
O. Henry
O. Henry
Nome completo William Sidney Porter
Pseudónimo(s) O. Henry, Olivier Henry
Nascimento 11 de setembro de 1862
Greensboro, Carolina do Norte, Estados Unidos da América
Morte 5 de junho de 1910 (47 anos)
Nova Iorque
Nacionalidade americano
Profissão Escritor
Magnum opus Os caminhos que tomamos

O. Henry (1862 - 1910) era o pseudônimo de William Sydney Porter, um dos maiores contistas americanos do século XIX e um dos autores mais populares do seu tempo. Em seu conto "The Caballero's Way", publicado em 1907 na coletânea Heart of the West, criou o personagem Cisco Kid, descrito como um bandido no livro, tornou-se um herói em adaptações para o cinema.[1][2]

Biografia[editar | editar código-fonte]

Nasceu na Carolina do Norte numa família culta e abastada. Aos três anos de idade e após a morte da mãe por tuberculose, o pai, médico, decidiu que se deviam mudar para a casa da avó paterna. William começou por frequentar a escola de uma tia e aos 15 anos foi frequentar o Liceu que concluiu tendo a tia por tutora. Em 1879 empregou-se com aprendiz de farmacêutico/boticário na drogaria do seu tio tendo aos 19 anos obtido a licença de farmacêutico.

Em 1882 foi para o Texas, pois alguma sintomatologia de tuberculose e a ideia que uma mudança de clima seria benéfica contribuíram para essa decisão. Casou e empregou-se como caixa num banco, começando também a escrever. Comprou um jornal, The Rolling Stone, que encerrou pouco depois. Porter foi acusado de desfalque no banco e fugiu para as Honduras, de onde regressou passados três anos devido ao estado terminal da sua esposa que continuou a viver no Texas. Julgado e sentenciado, cumpriu pena durante quatro anos numa prisão do Ohio, tendo começado a escrever sob o pseudônimo de O. Henry. Após cumprir a sentença, mudou-se para Nova Iorque onde viveu em estado de reclusão quase absoluta, embora fosse extremamente popular, com o terror de ser reconhecido como William Sydney Porter, devido aos anos passados na prisão.
Acabou por morrer alcoólico e na miséria. Está enterrado no Cemitério Riverside, Asheville, Carolina do Norte.
O. Henry foi um autor original e fecundo, com um ritmo de escrita tal que lhe é atribuído praticamente um novo conto por semana.

Obras[editar | editar código-fonte]

  • O presente dos Reis Magos - no original Cabbages and Kings (1904);
  • Contos policiais;
  • Os caminhos que tomamos - no original Roads of Destiny (1909);
  • Palmeiras e presidentes;
  • Contos de O. Henry;
  • Contos de Natal;
  • A teoria e o cão;
  • Polícias e ladrões;
  • A decisão de Georgia.

Referências

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Commons
Commons
O Commons possui imagens e outros ficheiros sobre O. Henry
Wikisource
Wikisource
O Wikisource possui obras de
O. Henry
Ícone de esboço Este artigo sobre um(a) escritor(a) é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.