Ongoing Strategy Investments

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Ongoing Strategy Investments, SGPS, SA.
Ongoing.jpg
Tipo privado
Indústria telecomunicações, media e tecnologia; imobiliário; serviços
Fundação 2005
Sede Lisboa,  Portugal
Pessoas-chave Nuno Vasconcellos, Presidente do Conselho de Administração; Rafael Mora
Empregados 1500 (1989)[1]
Lucro Falida
Website oficial www.ongoing.com

Ongoing Strategy Investments é um grupo empresarial português com operações nas áreas de telecomunicações, media e tecnologia, especialmente em Portugal e no Brasil.[2]

Esta empresa, que era cabeça do grupo liderado por Nuno Vasconcelos, no dia 26 de Agosto de 2016 foi declarada insolvente com uma gigantesca dívida[3].

História[editar | editar código-fonte]

O Grupo Ongoing é a expressão dos investimentos da família Rocha dos Santos.

O percurso empresarial da família Rocha dos Santos iniciou-se no final do século XIX e inclui a criação da Sociedade Nacional de Sabões (SNS), conglomerado industrial que, após 1974, chegou a ser o maior grupo privado português.

A decisão tomada pela família Rocha dos Santos de desinvestir no grupo SNS e de diversificar as suas aplicações através do mercado de capitais, culminou com a criação, em 2004, da "Ongoing Strategy Investments", presidida por Nuno Vasconcellos.[4] A Ongoing incorporou o objectivo de racionalizar e profissionalizar a gestão dos investimentos da família, com um foco estratégico em Portugal e no mercado da lusofonia. Foram então identificados como prioritários os sectores de telecomunicações, media e tecnologia, serviços financeiros, energia, infra-estruturas, imobiliário e serviços.

O principal investimento do grupo Ongoing foi feito na Portugal Telecom, empresa líder do mercado português de telecomunicações e que tem uma posição relevante de 25,6% no capital da brasileira Oi, na qual detém uma participação de 10,05% [5]. Ainda no sector das telecomunicações, detém uma posição qualificada de 3,29% na Zon Multimédia [6].

No sector da comunicação social, a Ongoing é proprietária do jornal Diário Económico e do canal de televisão de economia e negócios Económico.tv (Etv), afirmando-se como líder do segmento de informação económica em Portugal [7].

No sector da tecnologia, os interesses do grupo estão concentrados na holding BRZ tech, que integra as empresas IBT [8] - que desenvolveu uma tecnologia pioneira de Real Time para a Internet -, HIS e Mobbit Systems.

No Brasil, a Ongoing tem 29,9% do grupo EJESA, empresa que publica o jornal Brasil Econômico[9] e os jornais Meia Hora e O Dia.[10].

Em Abril de 2012, o grupo comprou o portal IG. A Ongoing detinha também participações no Banco Espírito Santo e no Espírito Santo Financial Group.

Em 2016, o grupo reestruturou e transferiu os seus negócios de Portugal, onde se encontravam em situação de insolvência, para o Brasil.[11] A 26 de Outubro de 2016, a Assembleia de Credores decidiu a liquidação da empresa e o encerramento imediato de toda a sua actividade.[12]

Caso Ongoing / SIS[editar | editar código-fonte]

Wiki letter w.svg
Por favor, melhore este artigo ou secção, expandindo-o(a). Mais informações podem ser encontradas na página de discussão. Considere também a possibilidade de traduzir o texto das interwikis.

Referências

  1. Historia da Ongoing
  2. João Marcelino - Entrevista com Rafael Mora, vice-presidente da Ongoing Ongoing é um grupo empresarial muito mais do que uma empresa de media - Diário de Notícias. Página visitada em 31 de Janeiro de 2011
  3. Ongoing declarada insolvente, por Sara Ribeiro, Jornal de Negócios, 29 Agosto 2016
  4. Biografia Nuno Vasconcellos recuperado 11 de julho 2011
  5. | Ongoing passa a maior accionista portuguesa da pt após investimento de 250 milhões recuperado a 23 de Março de 2013
  6. [1] recuperado a 23 de Março de 2013
  7. «Grupo Ongoing confirma a compra do portal IG». Época Negócios. 9 de Agosto de 2012 
  8. [2] recuperado 23 de Março de 2013
  9. Empresa do Brasil Econômico reforça investimento com aquisição do Grupo O DIA
  10. [3] Site da EJESA
  11. Ana Taborda e Joana Carvalho Fernandes (29 de Agosto de 2015). «A queda da Ongoing e da família Rocha dos Santos». Consultado em 1 de Setembro de 2016 
  12. Negócios (26 de Outubro de 2016). «Ongoing vai ser liquidada». Consultado em 26 de Outubro de 2016