Opilioacarida

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Como ler uma infocaixa de taxonomiaOpilioacarida
Ocorrência: Eocene–Recent
Erro de expressão: Operador < inesperadoErro de expressão: Operador < inesperado
Taxocaixa sem imagem
Classificação científica
Reino: Animalia
Filo: Arthropoda
Subfilo: Chelicerata
Classe: Arachnida
Subclasse: Acarina
Superordem: Parasitiformes
Ordem: Opilioacarida
With, 1902
Familias
1, ver texto
Sinónimos [1]

Opilioacarida, frequentemente referida como Opilioacariformes, é uma ordem de ácaros do grupo Parasitiformes, sendo a mais pequena das ordens (ou superordens[2]) de ácaros. Contém uma única família e cerca de 10 géneros.[3] São de ocorrência pouco frequente, com corpos comparativamente grandes e considerados primitivos, pois retêm seis pares de olhos e segmentação abdominal.[4] Os Opilioacariformes podem ser considerados estreitamente aparentados (grupo irmão) dos Parasitiformes.[5]

Taxonomia[editar | editar código-fonte]

O primeiro membro dos Opilioacarida a ser descoberto foi a espécie argelina Opilioacarus segmentatus, descrita por Carl Johannes With em 1902, seguida da espécie siciliana Eucarus italicus e por Eucarus arabicus de Aden, ambas em 1904.[3] Conhece-se um único espécime fóssil, encontrado em âmbar báltico datado do Eoceno.[6]

Em classificações mais antigas o grupo constituía um grupo próprio, os "Opilioacariformes", mas análises moleculares demonstraram ser um grupo-irmão do complexo Ixodida + Holothyrida.[7]

A família Opilioacaridae With, 1902, a única incluída nesta ordem, contém os seguintes géneros:

Referências[editar | editar código-fonte]

  1. Joel Hallan (24 de março de 2008). «Subclass Acari». Biology Catalog. Texas A&M University 
  2. «Acari». Tree of Life Web Project. Consultado em 8 de junho de 2010 
  3. a b Mark S. Harvey (2002). «The neglected cousins: what do we know about the smaller arachnid orders?» (PDF). Journal of Arachnology. 30: 357–372. doi:10.1636/0161-8202(2002)030[0357:TNCWDW]2.0.CO;2. Consultado em 27 de outubro de 2012. Arquivado do original (PDF) em 13 de dezembro de 2010 
  4. J. A. Dunlop & G. Alberti (2008). «The affinities of mites and ticks: a review» (PDF). Journal of Zoological Systematics and Evolutionary Research. 46 (1): 1–18. doi:10.1111/j.1439-0469.2007.00429.x 
  5. Jonathan A. Coddington, Gonzalo Giribet, Mark S. Harvey, Lorenzo Prendini & David E. Walter (2004). «Arachnida». In: Joel Cracraft & Michael J. Donoghue. Assembling the tree of life. [S.l.]: Oxford University Press. pp. 296–318. ISBN 978-0-19-517234-8 
  6. Jason A. Dunlop, Jörg Wunderlich & George O. Poinar, Jr. (2003). «The first fossil opilioacariform mite (Acari: Opilioacariformes) and the first Baltic amber camel spider (Solifugae)». Transactions of the Royal Society of Edinburgh: Earth Sciences. 94: 261–273. doi:10.1017/S0263593300000663 
  7. Murrell, A.; Dobson, S.J.; Walter, D.E.; Campbell, N.J.H.; Shao, R.F.; Barker, S.C. (2005). «Relationships among the three major lineages of the Acari (Arthropoda : Arachnida) inferred from small subunit rRNA: paraphyly of the parasitiformes with respect to the opilioacariformes and relative rates of nucleotide substitution». Invertebrate Systematics. 19 (5): 383-389 

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Wikispecies
O Wikispecies tem informações sobre: Opilioacarida