Os Amores de Carmen

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
The Loves of Carmen
Os Amores de Carmen (PRT/BRA)
Rita Hayworth e Joseph Buloff no trailer do filme.
 Estados Unidos
1948 •  technicolor •  99 min 
Direção Charles Vidor
Produção Charles Vidor
Roteiro Helen Deutsch
Prosper Mérimée
(novela)
Elenco Rita Hayworth
Glenn Ford
Ron Randell
Gênero aventura
Música Mario Castelnuovo-Tedesco
Direção de fotografia William E. Snyder
Direção de arte Stephen Goosson
Cary Odell
Figurino Jean Louis
Edição Charles Nelson
Companhia(s) produtora(s) The Beckworth Corporation
Columbia Pictures
Distribuição Columbia Pictures
Lançamento Estados Unidos 23 de agosto de 1948
Portugal 18 de novembro de 1950
Idioma língua inglesa

Os Amores de Carmen[1][2] (em inglês: The Loves of Carmen) é um filme norte-americano de 1948, do gênero aventura, dirigido por Charles Vidor e estrelado por Rita Hayworth e Glenn Ford.

Notas sobre a produção[editar | editar código-fonte]

The Loves of Carmen é baseado na novela "Carmen" (1845), de Prosper Mérimée. Essa obra é sempre associada à ópera homônima, de Georges Bizet; o filme, porém, não traz a música desse compositor, pois a trilha sonora é assinada pelo italiano Mario Castelnuovo-Tedesco.

A produção é da Beckworth Corporation, empresa da estrela Rita Hayworth, o que explica a participação de vários de seus parentes: seu pai, Eduardo Cansino, foi assistente na coreografia de dois sensuais números de dança; seu tio José apareceu como um dançarino e o irmão Vernon surgiu como extra.[3]

A escalação de Glenn Ford tem sido vista como um equívoco,[3][4][5]pois ele estaria fora de seu elemento.[4] O autor de "The Columbia Story" foi mais incisivo: segundo ele, a presença de Ford foi "um erro monumental, de que o filme nunca se recuperou".[3]

O roteiro, também criticado por falta de inspiração[3] e de novos ângulos,[4] em determinada altura faz, estranhamente, uma referência ao personagem de Glenn Ford já ter feito parte de uma certa "Gay Police"...[4]

A "gloriosa"[4], "deslumbrante"[6] fotografia em Technicolor recebeu uma indicação ao Oscar.

Esta seria a vigésima adaptação cinematográfica da tragédia de Mérimée, a primeira tendo sido uma versão espanhola de 1910. Até a data de publicação de "The Columbia Story", o autor anotou outras cinco, inclusive uma de Jean-Luc Godard, Prénom Carmen (1983).[3]

Sinopse[editar | editar código-fonte]

Carmen é uma cigana que trabalha em uma fábrica de cigarros. Sensual e desinibida, ela exerce um tremendo fascínio nos homens que cruzam seu caminho, levando-os à ruína. Certo dia, depois de uma altercação nas ruas, o belo oficial Don José recebe a missão de prendê-la, mas cai em sua teia. Apaixonado, ele renuncia a tudo para seguir Carmen e seu bando de contrabandistas. Só muito tarde ele percebe que ela está condenada a destruir a si mesma e a seus amantes.[6]

Premiações[editar | editar código-fonte]

Patrocinador Prêmio Categoria Situação
Academia de Artes e Ciências Cinematográficas Oscar Melhor Fotografia
(em cores)
Indicado

Elenco[editar | editar código-fonte]

Ator/Atriz Personagem
Rita Hayworth Carmen
Glenn Ford Don José
Ron Randell Andrés
Victor Jory Garcia
Luther Adler Dancaire
Arnold Moss Coronel
Joseph Buloff Remendado
Margaret Wycherly Velhota
Bernard Nedell Pablo
John Baragrey Lucas


Portal A Wikipédia tem os portais:

Referências

  1. Os Amores de Carmen no CinePlayers (Brasil)
  2. Os Amores de Carmen no DVDPT (Portugal)
  3. a b c d e Hirschhorn, Clive (1989). The Columbia Story (em inglês). Londres: Pyramid Books. ISBN 1871307872 
  4. a b c d e Butler, Craig. «The Loves of Carmen» (em inglês). AllMovie. Consultado em 16 de maio de 2017 
  5. Overbey, David (1984). ”Lovely Rita” in Movies of the Forties (em inglês). Londres: Orbis. ISBN 9780856136610 
  6. a b Erickson, Hal. «The Loves of Carmen» (em inglês). AllMovie. Consultado em 16 de maio de 2017 
Ícone de esboço Este artigo sobre um filme estadunidense é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.