Otniel

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Moeda antiga com rosto de Otniel

Otniel ou Otoniel ( /ˈɔːθniəl/ ou /ˈɒθniəl/; em hebraico עָתְנִיאֵל בֶּן קְנַז Otniel Ben Knaz / ʻOṯnîʼēl Ben Qənáz, "Leão / poder de Deus") é o primeiro dos juízes bíblicos.

Família[editar | editar código-fonte]

Era filho de Quenaz, o irmão mais novo de Calebe, da Tribo de Judá. Ou seja, Otniel era sobrinho de Calebe. (Juízes 1:13; 3:9; Livro de Josué 15:17). Otniel, o qual, depois da morte de Josué, livrou os israelitas da opressão de Cusã-Risataim, nascido em cerca de 1438 a.C., segundo o Chronicon (Jerônimo)) significa "Leão de Deus". Quando Calebe promete a mão de sua filha Acsa para aquele que conquistar a terra de Debir,[1]é Otniel que sobe para o desafio, tornando-se assim, genro de Calebe (Josué 15:16,17; Juízes 1:13).[2]

Campanha como juiz[editar | editar código-fonte]

Algum tempo depois da morte de Josué, os israelitas, mais uma vez voltaram-se para o pecado e caíram sob a sujeição de Cusã-Risataim, rei de Aram-Naharaim na Mesopotâmia, por causa das transgressões contra Deus. Ele os oprimiu durante oito anos; quando eles, "gritaram" a Deus, Otniel foi levantado para ser o libertador. Ele era o filho de Quenaz, que era o irmão mais novo de Calebe de acordo com traduções da Bíblia, como em (Juízes 3:8). Ele é o único juiz mencionado conectado com a Tribo de Judá. Sob o juízo de Otniel a paz durou quarenta anos[3]

Após estes quarenta anos, Israel caiu sob a sujeição de Eglom, um rei de Moabe que derrotou Israel com a ajuda de Amon e Amaleque (Juízes 3:12-13).

Túmulo[editar | editar código-fonte]

O túmulo de Otniel Ben Knaz está localizado em Hebron em uma tradicional caverna de enterro.[4]Localizado a cerca de 200 metros a oeste do edifício Beit Hadassah, tem sido reverenciado como um local de orações para as gerações.[5]A estrutura do túmulo corresponde a cemitérios judeus que foram feitos nos tempos da Mishná, como uma caverna de enterro da família com compartimentos nas laterais.[6]Menachem Mendel de Kamenitz, o primeiro hoteleiro na Terra de Israel,[7] faz referência à sua visita ao Túmulo de Otniel em seu livro de 1839 "Sefer Korot Ha-Itim". Ele afirma: "fora da cidade de Hebron, fui até a sepultura de Othniel ben Quenaz e, ao lado dele, estão colocados 9 estudantes em nichos para descansar, na parede em direção a um abrigo em um vinhedo.[8] O autor e viajante J. J. Benjamin mencionou ter visitado o túmulo em seu livro de 1859 "'"Eight Years in Asia and Africa". Ele afirma: "Da mesma forma, fora da cidade, em direção ao sul, na vinha, que foi comprada pelos judeus, estão os túmulos do pai do rei Davi e do primeiro juiz, Otniel, filho de Kinah".[9]Nos últimos anos, serviços de oração foram organizados para o feriado de Lag Ba'Omer [10] and for Tisha B'Av. «קינות במערת עתניאל בן קנז. תיעוד מצולם». ערוץ 7. Consultado em 11 de janeiro de 2016 

Ver também[editar | editar código-fonte]

Precedido por
Josué
Juiz de Israel Sucedido por
Eúde

Links Externos[editar | editar código-fonte]

Referências

  1. TEXTO: Juízes 1:1-2:5, Grace Baptist Church
  2. «Joshua 15 /Hebreu - Bíblia em Inglês/Mechon-Mamre». www.mechon-mamre.org. Consultado em 11 de janeiro de 2016 
  3. «Shoftim - Capítulo 3». www.chabad.org  Parâmetro desconhecido |. Url= ignorado (ajuda);
  4. https://www.jewishvirtuallibrary.org/jsource/History/hebron.html
  5. «The Cave of Othniel Ben Knaz - First Judge of Israel». Comunidade judaica de Hebron. Consultado em 11 de janeiro de 2016 
  6. «REVACH L'DAF - BAVA BASRA 101». www.dafyomi.co.il. Consultado em 11 de janeiro de 2016 
  7. «The first Holy Land hotelier - Local Israel - Jerusalem Post». www.jpost.com. Consultado em 11 de janeiro de 2016 
  8. «"Book of the Occurrences of the Times to Jeshurun in the Land of Israel" by David G. Cook and Sol P. Cohen». repository.upenn.edu. Consultado em 11 de janeiro de 2016 
  9. «Eight years in Asia and Africa from 1846-1855 : Israel Joseph Benjamin : Free Download & Streaming». Internet Archive. Consultado em 11 de janeiro de 2016 
  10. «ביקור בל"ג בעומר – במערת עתניאל בן קנז». ערוץ 7. Consultado em 11 de janeiro de 2016