Palácios

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
"Palácios"
Canção de Rebanhão
do álbum Princípio
Lançamento Junho de 1990
Formato(s) Vinil
Gênero(s) Rock progressivo, folk rock, pop rock
Duração 4:50
Gravadora(s) Gospel Records
Composição Pedro Braconnot[1]
Produção Rebanhão

"Palácios" é uma canção da banda brasileira de rock cristão Rebanhão, contida em seu quinto álbum de estúdio, Princípio, lançado em junho de 1990.[2]

Escrita pelo tecladista e vocalista Pedro Braconnot, a canção possui influências do folk rock, pop rock e do rock progressivo, sendo uma das faixas de maior notoriedade na carreira da banda[3] e foi executada em praticamente todos os shows até o final da década de 90, quando o grupo encerrou as atividades.[4]

Com uma letra de reflexão e crítica social,[5] a faixa esteve dentre as canções mais executadas nas rádios de nicho protestante de sua época,[6] sendo posteriormente regravada e parafraseada por vários artistas.[7]

História[editar | editar código-fonte]

Segundo a banda, "Palácios" foi escrita por Pedro Braconnot em meados de 1987, quando a banda produzia o álbum Novo Dia. A faixa não foi utilizada no álbum, devido ao receio de Pedro em relação à sua letra, que critica a influência do poder político, financeiro e de drogas na sociedade. Por isso, a canção acabou sendo guardada para o disco seguinte, Princípio.[8]

Na opinião de Braconnot, "Palácios" é uma das composições mais importantes de sua carreira musical,[9] e é um dos exemplos pelos quais acredita que os músicos cristãos também devem abordar problemas sociais em suas canções.[10]

Performances ao vivo[editar | editar código-fonte]

"Palácios" continuou a ser tocada durante muitos anos nos shows do Rebanhão. Após a saída do baterista Fernando Augusto, a banda a executava com o músico Sérgio Batera,[8] e após a saída de Carlinhos Felix, Braconnot, juntamente com Paulo Marotta tocou em alguns eventos.[4] Após a reformulação de integrantes, Pedro Braconnot a manteve no repertório de eventos do Rebanhão.[11]

Ficha técnica[editar | editar código-fonte]

Créditos adaptados do encarte do álbum:[12]

Banda
Equipe técnica

Versões cover[editar | editar código-fonte]

"Palácios"
Canção de Fernanda Brum
do álbum Glória in Rio
Lançamento Agosto de 2011
Formato(s) CD, download digital
Gênero(s) Pop rock
Duração 6:13
Gravadora(s) MK Music
Composição Pedro Braconnot
Produção Emerson Pinheiro

"Palácios" foi a música do Rebanhão que mais recebeu regravações. A primeira foi do cantor Paulinho Makuko, no qual a interpretou no álbum A lei do Rei, lançado em meados de 1993.[13]

Em 1996 o ex-vocalista e guitarrista do Rebanhão, Carlinhos Felix a gravou em carreira solo, em seu álbum Ao Vivo, mantendo praticamente intacto o seu arranjo.[14]

O cantor João Alexandre utilizou-se de um dos trechos da música em sua composição "Tudo é Vaidade", registrada no álbum O Melhor de João Alexandre, de 2000.[15] Em 2006, a banda Promises a registra no disco Uma Nova Direção, com arranjos distintos à versão original.[7]

No entanto, o cover de maior notoriedade é o de Fernanda Brum, em 2011, para seu álbum ao vivo Glória in Rio. Na ocasião, a canção foi gravada em homenagem ao Rebanhão e Pedro Braconnot, que mantém um contato de muitos anos com Brum e seu marido, o tecladista Emerson Pinheiro.[16]

Em 2017, o cantor Paulo César Baruk e o pianista Leandro Rodrigues regravaram "Palácios" para o álbum Piano e Voz, Amigos e Pertences 2. Baruk é notório por ser fã do Rebanhão.[17][18]

Referências

  1. «Carlinhos Félix reúne seus maiores sucessos na coletânea "Primeiro Amor"». Gospel+. Consultado em 17 de fevereiro de 2015 
  2. «Rebanhão - Discografia». Rebanhão. Consultado em 17 de fevereiro de 2015 
  3. «Rebanhão: discografia e obra». O Propagador. 6 de janeiro de 2015. Consultado em 17 de fevereiro de 2015 
  4. a b «Palácios - Rebanhão (II SOS da Vida 1992)». Gospel+. Consultado em 17 de fevereiro de 2015 
  5. «Palácios (Rebanhão) - Cifra». Consultado em 17 de fevereiro de 2015 publicado=Super Gospel  Verifique data em: |acessodata= (ajuda)
  6. «Flash-Back Gospel - As mais tocadas nos anos 90». Portal Nova Vida. Consultado em 16 de março de 2014 
  7. a b «Promises: Uma Nova Direção». Casa Gospel. Consultado em 17 de fevereiro de 2015 
  8. a b «Rocklogia - Princípio». O Propagador. Consultado em 17 de fevereiro de 2015 
  9. «Entrevista com Pedro Braconnot». Revista Marca Cristã. Consultado em 29 de novembro de 2013. Arquivado do original em 3 de dezembro de 2013 
  10. a b «Entrevista: Pedro Braconnot». O Propagador. Consultado em 17 de fevereiro de 2015 
  11. «Rocklogia - SOS da Vida e as bandas de rock». O Propagador. Consultado em 17 de fevereiro de 2015 
  12. Luz, Érica de Campos Visentini da (2008). A produção musical evangélica no Brasil (PDF). (Tese, Doutorado em História). São Paulo: USP - Biblioteca Digital. p. 1301-1302. 1559 páginas 
  13. «Paulinho Makuko-discografia». Super Gospel. Consultado em 6 de agosto de 2012 
  14. «Carlinhos Félix/Ao Vivo». Terra Sonora. Consultado em 12 de outubro de 2012 
  15. «João Alexandre: Discografia». Portal Super Gospel. Consultado em 1 de novembro de 2012 
  16. Jhonata Cardoso. «DVD Glória In Rio (Fernanda Brum) - Análise». Super Gospel. Consultado em 20 de março de 2012 
  17. «Confira nossa conversa com Paulo César Baruk sobre novo álbum - Piano e Voz, Amigos e Pertences 2». Super Gospel. Consultado em 8 de maio de 2017 
  18. «Paulo César Baruk e Leandro Rodrigues lançam disco pela Musile Records». Gospel Prime. Consultado em 8 de maio de 2017 
Ícone de esboço Este artigo sobre uma canção é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.