Parque Ecológico Guapituba

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Parque Ecológico Guapituba
Localização Avenida Capitão João, 3220 (Jardim Guapituba), Mauá, SP
Tipo Público
Área 536.8 mil m²
Inauguração 1996 (25 anos)
Administração Governo do Estado de São Paulo

O Parque Ecológico Guapituba é um parque do estado de São Paulo.

Situa-se junto à Estação Guapituba. Sua frente de 550 metros estende-se ao longo do leito da estrada de ferro, que vai de São Paulo a Rio Grande da Serra.

Sua área total é de 536.760 metros quadrados, composta de jardins, avenidas, estradas e caminhos, pomares, pedreiras, represas e moradias.[1] Seu reflorestamento foi executado na década de 30. As árvores são, em sua maioria, pinheiros, eucaliptos e araucárias, que medem até 20 metros de altura.[2]

O antigo dono da área era o alemão Alfredo Klinkert que possuía outros bens, como casas, prédios, fazendas e moinhos.

História[editar | editar código-fonte]

O Parque Ecológico do Guapituba, formalmente conhecido como Parque Ecológico Alfredo Klinkert Junior, foi inaugurado em autos dos anos 90, precisamente em 1996[3], tendo no inicio um gestão aberta e clara, mantinha em seu interior alguns dos antigos funcionários do antigo dono que ali residiam com suas famílias, possuía diversas atrações até que em 1998 a mudança de gestão da cidade causou o abandono do mesmo. Por mais de seis anos, o parque perdeu seu brilho e foi palco do abandono, tornou-se ponto frequente de usuários de droga e casais afoitos, mas em 2003 com apoio da Petrobras houve uma grande reforma com ampliação da área de lazer, segurança e infraestrutura, as famílias que lá residiam foram deslocadas, e o parque ganhou nova face.

Atualmente[editar | editar código-fonte]

Hoje o parque se tornou um dos lugares mais belos e calmos da cidade de Mauá, possui jardins, rotas para caminhadas, passeios monitorados, lagoas, teatros abertos, playground, bosques, área para recreação e exercícios, museu e centro ecológico.

  • Jardins (Jardim da Lagoa, Jardim de Pedra, Jardim Francês, Jardim Aquático, Outros Jardins Comuns);
  • Rotas para Caminhadas (Caminho tradicional, Avenida de Coqueiros, Caminho do Casarão, Caminho Parque estacionamento);
  • Passeios Monitorados (Caminhos pela Mata Atlântica, Mata de Araucárias, todos monitorados para preservar a mata e pelos riscos naturais);
  • Lagoas (Lagoa principal, Lagoa das carpas, bica mineral, nascente);
  • Teatros Abertos (Teatro de Verduras {bosque}, Teatro de Arena {área central}, Teatro suspenso {lagoa principal});
  • Playground (Possui 2 escorregadores, 2 gangorras, 1 ponte suspensa, 4 balanços, 1 labirinto);
  • Bosques (Bosque Alfredo Klinkert Junior, Bosque da Nascente);
  • Área para Exercícios (Praça das Barras, possui 4 barras de exercícios, 3 Gondolas, 2 barras para aquecimento, 1 esteira suspensa);
  • Área para Recreação (Praça do Museu e Jardim da Lagoa);
  • Museu (Casa Central, exposição de objetos antigos da casa, fotografias, quadros, mobília antiga e prédio onde reside a administração);
  • Centro Ecológico (Casa na parte frontal do parque, onde reside a casa de preservação ecológica);
  • Atividades (passeios e caminhadas, Shiatsu informações no local);
  • Acessos (Estação Guapituba, linha 10 da CPTM).

Referências

  1. Comunicação, Grupo Mauá e Região de. «Parque Guapituba é opção de lazer». Portal Mauá e Região. Consultado em 12 de abril de 2017. Arquivado do original em 12 de abril de 2017 
  2. «Parque Guapituba oferece opções de lazer em Mauá». Diário do Grande ABC. 18 de novembro de 2004 
  3. Varella, Claudia (16 de dezembro de 1995). «Mauá ganha novo parque amanhã». Folha de S. Paulo