Passageiros (2016)

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Passengers
Passageiros (PT/BR)
 Estados Unidos
2016 •  cor •  116 min 
Direção Morten Tyldum
Produção Stephen Hamel
Michael Maher
Ori Marmur
Neal H. Moritz
Roteiro Jon Spaihts
Elenco Jennifer Lawrence
Chris Pratt
Michael Sheen
Laurence Fishburne
Andy García
Gênero Filme de fantasia
Thriller
Música Thomas Newman
Cinematografia Rodrigo Prieto
Edição Maryann Brandon
Companhia(s) produtora(s) LStar Capital
Village Roadshow Pictures
Original Film
Company Films
Start Motion Pictures
Distribuição Columbia Pictures
Lançamento Estados Unidos 21 de dezembro de 2016
Portugal 22 de dezembro de 2016
Brasil 5 de janeiro de 2017
Idioma Inglês
Orçamento US$ 110 milhões[1]
Receita US$ 269.6 milhões [1][2]
Página no IMDb (em inglês)

Passengers (ou Passageiros no Brasil e em Portugal) é um filme norte-americano romântico de ficção científica de thriller dirigido por Morten Tyldum produzido por Stephen Hamel, Michael Maher, Ori Marmur e Neal H. Moritz com roteiro de Jon Spaihts. É protagonizado por Jennifer Lawrence e Chris Pratt. O filme foi lançado em 21 de dezembro de 2016 nos Estados Unidos, 22 de dezembro de 2016 em Portugal e 5 de janeiro de 2017 no Brasil.[3][4][5]

Enredo[editar | editar código-fonte]

Gtk-paste.svg Aviso: Este artigo ou se(c)ção contém revelações sobre o enredo.

A nave Avalon transporta mais de 5000 viajantes para o planeta Homestead II, uma viagem que leva 120 anos. Os passageiros e toda a tripulação estão em compartimentos de hibernação, mas quando a nave passa por um grande campo de asteroides, o escudo fica muito tenso, causando um mau funcionamento que desperta um passageiro, o engenheiro mecânico Jim Preston (Pratt). Depois de um ano de isolamento, sem companhia, exceto Arthur (Sheen), um bartender androide, Jim contempla o suicídio. Um dia, ele avista a bela Aurora Lane (Lawrence) em sua vagem. Seu perfil de vídeo revela que ela é uma escritora com uma personalidade bem-humorada. Depois de lutar com a moralidade de revitalizar Aurora manualmente para o companheirismo, ele a desperta, alegando que era devido a um mau funcionamento que o ocorreu com o compartimento, como o dele. Aurora, devastada que ela provavelmente vai envelhecer e morrer antes que a nave atinja Homestead II, tenta num esforço infrutífero voltar a entrar em hibernação, assim como Jim tinha tentado. Eventualmente, ela aceita sua situação e começa a escrever um livro sobre suas experiências. Jim e Aurora se aproximam, tornando-se amantes.

Um ano mais tarde, Jim inadvertidamente permite que Arthur revele a verdade a Aurora. Ela está perturbada, alternadamente repreendendo, evitando, e atacando fisicamente Jim. Pouco depois, porém, outra falha no compartimento desperta Gus (Fishburne). Os três descobrem falhas múltiplas nos sistemas da nave. Gus tenta reparar com a ajuda de Jim e Aurora, enquanto Aurora ainda culpa Jim por roubar sua vida, alegando que é equivalente a assassinato. O corpo de Gus começa a falhar; Testes médicos no Autodoc, um diagnóstico médico automatizado e tratamento, mostram que o mau funcionamento de sua hibernação tem fisicamente danificado seu corpo, e ele tem horas para viver. Antes de morrer, Gus dá a Jim e Aurora seu crachá de identificação para acessar as áreas da tripulação e reparar a nave.

Os dois encontram e rastreiam um caminho de asteroide colidindo através do casco da nave de dois anos mais cedo que danificou o computador que administra o reator. As tentativas de reparar o computador levam a mais danos ao mesmo. Jim percebe que um reator de fusão deve ser ventilado abrindo uma escotilha de ventilação externa. Aurora assiste Jim enquanto admite que está apavorada de perdê-lo e viver sozinha na nave. Aurora, do interior da nave, e Jim, fora dela, com êxito ventila o reator. No entanto, o traje espacial de Jim é danificado e começa a perder oxigênio. Aurora recupera Jim e o ressuscita no Autodoc. Jim descobre mais tarde que o Autodoc pode agir como um compartimento improvisado de hibernação para Aurora. Ela percebe que isso significaria nunca mais ver Jim novamente. Após 88 anos, os passageiros da nave e tripulação despertam pouco antes da chegada em Homestead II. Eles descobrem uma vegetação exuberante e uma pequena casa na área da nave. O livro de Aurora revela que ela escolheu ficar acordada com Jim e terminar de escrever sua história.

Gtk-paste.svg Aviso: Terminam aqui as revelações sobre o enredo.

Elenco[editar | editar código-fonte]

O elenco de Passageiros, de acordo com o TV Guide:[6]

Recepção[editar | editar código-fonte]

No Rotten Tomatoes, o filme tem um índice de aprovação "podre" de 31% com base em 215 comentários; A avaliação média é 4.9/10. O consenso crítico do site diz: "'Passengers' prova que Chris Pratt e Jennifer Lawrence trabalham bem juntos - e que até mesmo sua química não é suficiente para superar uma história fatalmente falha".[7] No Metacritic, o filme tem uma pontuaçãode 41 de 100, com base em 48 críticos, indicando "avaliações mistas ou média".[8] Vários revisores criticaram a ética do ponto central da trama, onde Jim decide despertar um dos viajantes hibernando para companhia. Rebecca Hawkes, do The Telegraph, descreveu o filme não como um romance, mas algo assustador "à manipulação", descrevendo a ação como um "ato central de violência" que é suavizado e justificado e comparado a um ato moralmente semelhante no Interstellar onde o agressor é mostrado como um antagonista.[9]

Referências

  1. a b «Passengers (2016)». Box Office Mojo (em inglês). Consultado em 24 de janeiro de 2017 
  2. «Jennifer Lawrence and Chris Pratt's Sci-Fi 'Passengers' Nears Green Light After Sony Behind-the-Scenes Drama» 
  3. "Passengers (2016)" (em inglês). Box Office Mojo. Consultado em 17 de Janeiro de 2017.
  4. "Passageiros". SAPO Mag. Consultado em 17 de Janeiro de 2017.
  5. "Passageiros". AdoroCinema. Consultado em 17 de Janeiro de 2017.
  6. "Passengers Cast & Crew" (em inglês). TV Guide. Consultado em 17 de Janeiro de 2017.
  7. «Passengers (2016)». Rotten Tomatoes (em inglês). Consultado em 24 de janeiro de 2017 
  8. «Passengers Reviews». Metacritic (em inglês). Consultado em 24 de janeiro de 2017 
  9. «Chris Pratt and Jennifer Lawrence's Passengers isn't a romance: it's a creepy ode to manipulation» (em inglês). Consultado em 24 de janeiro de 2017 

Ligações externas[editar | editar código-fonte]