Patty Hearst

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Disambig grey.svg Nota: Para outros resultados, veja Patrícia (desambiguação).
Patty Hearst
Nascimento 20 de fevereiro de 1954 (65 anos)
São Francisco
Cidadania Estados Unidos
Alma mater Universidade da Califórnia em Berkeley, Menlo College
Ocupação atriz, roteirista, socialite, ator de televisão, atriz de cinema

Patricia Campbell Hearst (San Francisco, 20 de fevereiro de 1954), mais conhecida como Patty Hearst, agora também conhecida como Patricia Hearst Shaw, é uma norte-americana herdeira de um império jornalístico e atriz ocasional.

Patty é neta do magnata das comunicações William Randolph Hearst e tornou-se famosa em 1974, quando foi sequestrada por membros do Exército Simbionês de Libertação. Sofreu lavagem cerebral e passou a adotar o nome de Tania[1], juntando-se aos sequestradores num assalto a banco. Sua atitude é explicada pela Síndrome de Estocolmo, quando a vítima sente simpatia pelo algoz. Ela foi presa e cumpriu parte da pena, até receber um indulto do presidente Jimmy Carter.

Em abril de 1979 casou-se com Bernard Shaw, seu ex-guarda-costas, e tem duas filhas.

Atuou em alguns filmes, como Cry-Baby (1990), e alguns seriados de televisão.

Impacto cultural[editar | editar código-fonte]

Referências

  1. http://veja.abril.com.br/acervodigital/home.aspx Revista Veja Ed. 398 Abr/1976, página 91
Ícone de esboço Este artigo sobre os Estados Unidos é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.