Paulo Thiago

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Disambig grey.svg Nota: Se procura o lutador brasileiro, veja Paulo Thiago (lutador).
Paulo Thiago
Nome completo Paulo Thiago Ferreira Paes de Oliveira
Nascimento 8 de outubro de 1945
Aimorés, Minas Gerais
Nacionalidade brasileiro
Morte 5 de junho de 2021 (75 anos)
Rio de Janeiro
Ocupação cineasta

Paulo Thiago Ferreira Paes de Oliveira ORB (Aimorés, 8 de outubro de 1945Rio de Janeiro, 5 de junho de 2021) foi um cineasta brasileiro.[1]

Biografia[editar | editar código-fonte]

Radicado desde os cinco anos de idade no Rio de Janeiro, na adolescência teve aulas de violão com Roberto Menescal e aproximou-se do grupo da bossa nova, chegando a tirar terceiro lugar no Festival da Canção da TV Record em 1965, com a música “Queixa”, composta em parceria com Zé Keti e Sidney Miller.

Graduado em Economia e Sociologia Política pela Pontifícia Universidade Católica do Rio de Janeiro (PUC), chegou a trabalhar no Instituto Econômico de Pesquisas Aplicadas e no Instituto de Pesquisas Cândido Mendes. Mas, frequentador das sessões da Cinemateca do Museu de Arte Moderna do Rio de Janeiro (MAM) e do Cine Paissandu, começou a realizar curtas-metragens ainda no período da faculdade, vindo a optar mais adiante pela carreira cinematográfica.

Seu primeiro documentário em 35mm, A Criação Literária de Guimarães Rosa, foi premiado no Festival de Santarém, em Portugal. Em sua terra natal, Aimorés, rodou seu primeiro longa-metragem, Os Senhores da Terra, uma alegoria sobre o coronelismo que conquistou o Prêmio da Crítica no Festival de Karlovy Vary.

Em 1981, fundou a Encontro Produções Cinematográficas, passando também a produzir filmes de outros realizadores, como Haroldo Marinho Barbosa (Engraçadinha), Oswaldo Caldeira (Muda, Brasil) e David Neves (Fulaninha).

Foi um dos fundadores da Associação Brasileira de Cineastas e presidiu, de 1985 a 1987, a Associação Brasileira de Produtores Cinematográficos.

Em 2006, foi agraciado pelo então presidente Luiz Inácio Lula da Silva à Ordem de Rio Branco no grau de Oficial suplementar por méritos cinematográficos.[2]

Morreu na madrugada de 5 de Junho de 2021, no Rio de Janeiro, aos 75 anos, vitimado por uma parada cardíaca em consequência de uma doença hematológica.[3][4]

Filmografia[editar | editar código-fonte]

Referências

  1. a b c d e f g h i «Perfis: Paulo Thiago». CinePlayers. Consultado em 21 de agosto de 2019 
  2. BRASIL, Decreto de 12 de abril de 2006.
  3. Morre, aos 75 anos, o cineasta Paulo Thiago
  4. Morre o cineasta mineiro Paulo Thiago
  5. a b c d «Paulo Thiago: filmografia». AdoroCinema. Consultado em 21 de agosto de 2019 
  6. «Águia na Cabeça». Cinemateca Brasileira. Consultado em 6 de junho de 2021 
Ícone de esboço Este artigo sobre um(a) cineasta é um esboço relacionado ao Projeto Entretenimento. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.