Pedro Fré

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Pedro Fré, CSsR
Bispo da Igreja Católica
Bispo Emérito da Diocese de Barretos

Título

Bispo Emérito de Barretos
Ordenação e nomeação
Ordenação presbiteral 27 de dezembro de 1950
Ordenação episcopal 5 de janeiro de 1986
Lema episcopal SANARE CONTRITOS CORDE
Curar os corações feridos
Dados pessoais
Nascimento BrasilCerquilho, 30 de agosto de 1924
Morte BrasilAparecida, 3 de abril de 2014 (89 anos)
dados em catholic-hierarchy.org
Bispos
Categoria:Hierarquia católica
Projeto Catolicismo

Dom Pedro Fré, CSsR (Cerquilho, 30 de agosto de 1924Aparecida, 3 de abril de 2014) foi um bispo católico brasileiro, e Bispo Emérito de Barretos.

Biografia[editar | editar código-fonte]

Nasceu em Cerquilho, São Paulo, quando esta ainda era distrito do município de Tietê, filho de Anna Luvizotto e Andrea Fré.

Em 7 de abril de 1938, aos treze anos, entrou para o Seminário Redentorista Santo Afonso, em Aparecida, São Paulo. Fez seu noviciado em Pindamonhangaba, durante o ano de 1945, e fez sua profissão religiosa na Congregação do Santíssimo Redentor em 2 de fevereiro de 1946.

Estudou Filosofia e Teologia no Seminário Santa Teresinha em Tietê, e nesta mesma cidade foi ordenado presbítero pelas mãos de Dom José Carlos de Aguirre, bispo de Sorocaba.

Depois de lecionar por um breve espaço de tempo nos seminários menores de Aparecida e de Pinheiro Machado, no Rio Grande do Sul, veio trabalhar na Paróquia de Aparecida de 1953 a 1970, onde foi pároco.

Foi superior da Comunidade Religiosa do Santuário Nacional, de 1965 a 1967 e de 1979 a 1984. De 1970 a 1972 foi reitor da Igreja Nossa Senhora do Perpétuo Socorro e superior da Comunidade Religiosa, em São João da Boa Vista. De 1971 a 1979, exerceu seu ministério no exercício da pregação das Missões Populares, percorrendo diversos estados brasileiros e residindo nas comunidades redentoristas de São João Boa Vista, Tietê e Araraquara.

No dia 28 de outubro de 1985, o Papa João Paulo II o nomeou bispo de Corumbá, Mato Grosso do Sul, substituindo a Dom Vitório Pavanello, SDB, que fora nomeado arcebispo coadjutor da Arquidiocese de Campo Grande. Sua ordenação episcopal ocorreu em 5 de janeiro de 1986, na Basílica de Aparecida, por Dom Carlo Furno, então núncio apostólico, auxiliado por Dom Geraldo Maria de Morais Penido, arcebispo de Aparecida, e por Dom Ladislau Paz, SDB, bispo-emérito de Corumbá. Três anos depois, foi transferido para a Diocese de Barretos, onde substituiu a Dom Antônio Maria Mucciolo, nomeado arcebispo de Botucatu.

Permaneceu à frente daquela diocese por onze anos. Em 20 de dezembro de 2000, o papa João Paulo II aceitou sua renúncia por atingir a idade limite recomendada. A partir daí, residiu nas comunidades redentoristas de Santa Teresinha, em Tietê, e no Convento do Santuário Nacional, em Aparecida.

Em 2010, dom Pedro passou por cirurgia de hérnia. Padecendo de problemas cardíacos, Dom Pedro Fré faleceu aos 89 anos, na madrugada do dia 3 de abril de 2014, em Aparecida[1].

Ordenações episcopais[editar | editar código-fonte]

Dom Pedro foi co-consagrante na ordenação episcopal de dois colegas redentoristas:

Referências

  1. «Dom Pedro Fré morre aos 89 anos e é velado em Aparecida (SP)». Redentoristas. 3 de abril de 2014. Consultado em 19 de outubro de 2017 

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Ícone de esboço Este artigo sobre Episcopado (bispos, arcebispos, cardeais) é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.


Precedido por
Antônio Maria Mucciolo
Bispo de Barretos
1989 - 2000
Sucedido por
Antônio Gaspar
Precedido por
Vitório Pavanello, SDB
Bispo de Corumbá
1985 - 1989
Sucedido por
José Alves da Costa, DC