Cerquilho

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Cerquilho
  Município do Brasil  
Símbolos
Bandeira de Cerquilho
Bandeira
Brasão de armas de Cerquilho
Brasão de armas
Hino
Lema Hic Labor Vincit
"Aqui o trabalho vence"
Apelido(s) "Cidade das Rosas"
Gentílico cerquilhense
Localização
Localização de Cerquilho em São Paulo
Localização de Cerquilho em São Paulo
Cerquilho está localizado em: Brasil
Cerquilho
Localização de Cerquilho no Brasil
Mapa de Cerquilho
Coordenadas 23° 09' 54" S 47° 44' 38" O
País Brasil
Unidade federativa São Paulo
Região intermediária[1] Sorocaba
Região imediata[1] Sorocaba
Região metropolitana Sorocaba
Municípios limítrofes Tietê, Boituva, Tatuí, Cesário Lange, Laranjal Paulista, Jumirim
Distância até a capital 143 km
História
Fundação 3 de abril de 1949 (70 anos)
Aniversário 03/04/1949
Administração
Prefeito(a) Aldomir José Sanson (PSDB, 2017 – 2020)
Características geográficas
Área total [2] 127,803 km²
População total (estimativa IBGE/2018[3]) 48 074 hab.
Densidade 376,16 hab./km²
Clima temperado (Cfa)
Altitude 595 m
Fuso horário Hora de Brasília (UTC−3)
Indicadores
IDH (PNUD/2010 [4]) 0,782 alto
PIB (IBGE/2015[5]) R$ 1 595 235.37 mil
PIB per capita (IBGE/2015[5]) R$ 35 338,16
www.cerquilho.sp.gov.br (Prefeitura)

Cerquilho é um município brasileiro do estado de São Paulo. Localizada na Região Metropolitana de Sorocaba, na Mesorregião de Itapetininga e na Microrregião de Tatuí.

História[editar | editar código-fonte]

A palavra "Cerquilho" (cerquillo, de origem espanhola) quer dizer cercado, cerquinho.

A ocupação da região que viria a se tornar o município começou por volta de 1811, como um cercado de pau a pique que usado como pousada aos tropeiros que iam a feira no município de Sorocaba.

Seus primeiros habitantes foram pioneiros do município de Itu e Porto Feliz, quando o município ainda pertencia ao município de Vila de Pirapora (hoje Tietê.). Até então, a região era composta apenas de fazendas, pois o centro comercial do município ficava na atual Tietê.

Em 1882, a Sorocabana construiu uma pequena estação a poucos metros do antigo "Cerquinho", que nessa ocasião ganhou o nome de Cerquilho. No fim do mesmo ano, o imperador Dom Pedro II passou pelo município, para inaugurar a ponte da ferrovia entre Cerquilho e Laranjal Paulista. Com a inauguração, surgiram novos fazendeiros que ali fizeram um pequeno vilarejo.

Com o ciclo de café, o vilarejo cresceu, passando a reunir 250 famílias em 1900. Em 1914, o povoado passou a se chamar Vila da Freguesia de São José do Cerquilho, sendo elevado à condição de distrito de Tietê no ano seguinte.

Em 1948, os moradores começaram com uma campanha de emancipação do distrito. Em 3 de abril de 1949 foi promulgada a lei que tornou Cerquilho um município autônomo.

Cerquilho é considerado um dos municípios com melhor qualidade de vida do interior, por conta do oferecimento de rede de água e esgoto para 100% de seus habitantes, tendo quase esse mesmo percentual de asfalto pavimentado.[6].

A base da economia local é a indústria (correspondente a 80% da economia[6]) e a agricultura, onde predomina o plantio e usinas de cana-de-açúcar. Também se destaca o setor têxtil: o município é conhecido nacionalmente como um polo de confecção infantil. O polo é composto em sua maioria de micro e pequenas empresas.

Geografia[editar | editar código-fonte]

Localiza-se a uma latitude 23º09'54" Sul e a uma longitude 47º44'37" Oeste, estando a uma altitude de 595 metros. Possui área de 127,803 km², dos quais 13,118 km² estão em zona urbana e sua população, conforme estimativas do IBGE de 2018, era de 48 074[3] habitantes. Está situada a 143 km de São Paulo (acesso pela Rodovia Castelo Branco), e a 70 km do município de Sorocaba.

Demografia[editar | editar código-fonte]

Dados Censo IBGE-2010 [7][editar | editar código-fonte]

  • População masculina: 19.635 habitantes
  • População feminina: 19.982
  • População urbana: 37.567 habitantes
  • População rural: 2.050 habitantes

Rodovias[editar | editar código-fonte]

  • SP-127 - Rodovia Antônio Romano Schincariol

Outras próximas ao município[editar | editar código-fonte]

Comunicações[editar | editar código-fonte]

A cidade foi atendida pela Companhia Telefônica Brasileira (CTB) até 1973[8], quando passou a ser atendida pela Telecomunicações de São Paulo (TELESP), que construiu a central telefônica utilizada até os dias atuais. Em 1998 esta empresa foi privatizada e vendida para a Telefônica[9], sendo que em 2012 a empresa adotou a marca Vivo[10] para suas operações de telefonia fixa.

Galeria de fotos[editar | editar código-fonte]

As fotografias abaixo foram tiradas em 2005, do único prédio residencial da cidade.

Turismo[editar | editar código-fonte]

  • Os principais pontos turísticos do município são o rio Sorocaba, a sua Usina Hidrelétrica desativada, o Ginásio dos Esportes municipal (que recebe competições esportivas regionais), o novo Teatro Municipal (inaugurado em 23 de dezembro de 2008), os jardins e Praças do município (O município tem o apelido de "Cidade das rosas" por causa da existência de belos jardins de rosas na casa do Sr. Victaliano Gaiotto e estendida em seguida para a Praça José Orestes Corradi (praça da prefeitura).
  • Algumas festas do município são bastante tradicionais e conhecidas na região, trazendo turistas de diversas partes do estado. Festas como: Festa Anual do Peão de Boiadeiro (Circuito Nacional de Rodeio), festival do chopp, Motofest (festival com encontro de motociclistas e moto clubes, shows de rock n´roll), Carnaval de Cerquilho, baile do Hawaii, festa das Nações entre outras.

Administração[editar | editar código-fonte]

Sérgio Luís Bueno (2019)/2020)

Antonio Gabriel Luvizotto,Cleiton da Luz Scudeler,Clodoaldo João Martins,Cleuza da Silva Belino,Daniele Peev,José Carlos Medeiros,Silvio Santos Mello,Soneide Gomes Nunes Pissinatti,Tércio Levi Dias,Luciano Gava Mauro André Frare e Rodrigo Modanez.

Prefeitos[editar | editar código-fonte]

Referências

  1. a b Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) (2017). «Base de dados por municípios das Regiões Geográficas Imediatas e Intermediárias do Brasil». Consultado em 10 de fevereiro de 2018 
  2. IBGE (10 de outubro de 2002). «Território e ambiente. Área da unidade territorial». Área da unidade territorial: Área territorial brasileira. Rio de Janeiro: IBGE, 2018. Consultado em 14 de setembro de 2018 
  3. a b «Estimativa populacional 2018 IBGE». Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). 29 de agosto de 2018. Consultado em 7 de dezembro de 2018 
  4. «Ranking IDHM Municípios 2010». Atlas do Desenvolvimento Humano no Brasil 2013. Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento (PNUD). 2010. Consultado em 14 de setembro de 2018 
  5. a b «Produto Interno Bruto dos Municípios 2015». Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística. Consultado em 14 de setembro de 2018 
  6. a b «Localização e dados - "Aspectos gerais da cidade", Prefeitura Municipal de Cerquilho.». Consultado em 23 de março de 2011 
  7. «IBGE, Censo Demográfico 2010». IBGE. Consultado em 24 de setembro de 2018 
  8. «Relação do patrimônio da CTB incorporado pela Telesp» (PDF). Diário Oficial do Estado de São Paulo 
  9. «Nossa História». Telefônica / VIVO 
  10. GASPARIN, Gabriela (12 de abril de 2012). «Telefônica conclui troca da marca por Vivo». G1 

Ligações externas[editar | editar código-fonte]