Capela do Alto

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Capela do Alto
  Município do Brasil  
Símbolos
Brasão de armas de Capela do Alto
Brasão de armas
Hino
Lema Unitas et fides
"União e fé"
Gentílico capelense
Localização
Localização de Capela do Alto em São Paulo
Localização de Capela do Alto em São Paulo
Capela do Alto está localizado em: Brasil
Capela do Alto
Localização de Capela do Alto no Brasil
Mapa de Capela do Alto
Coordenadas 23° 28' 15" S 47° 44' 06" O
País Brasil
Unidade federativa São Paulo
Região intermediária[1] Sorocaba
Região imediata[1] Sorocaba
Região metropolitana Sorocaba
Municípios limítrofes Araçoiaba da Serra, Tatuí, Itapetininga, Iperó, Alambari e Sarapuí
Distância até a capital 112 km
História
Fundação 28 de fevereiro de 1965 (54 anos)
Aniversário 26 de março
Administração
Prefeito(a) Pericles Gonçalves (Kéke) (PPS, 2017 – 2020)
Características geográficas
Área total [2] 169,981 km²
População total (Censo IBGE/2019[3][4]) 20,706 hab.
Densidade 0,12 hab./km²
Clima Subtropical (Cfa)
Altitude 625 m
Fuso horário Hora de Brasília (UTC−3)
Indicadores
IDH (PNUD/2000[5]) 0,748 alto
PIB (IBGE/2008[6]) R$ 250 338,679 mil
PIB per capita (IBGE/2008[6]) R$ 8 683,32
www.capeladoalto.sp.gov.br (Prefeitura)

Capela do Alto é um município brasileiro do estado de São Paulo situada na Região Metropolitana de Sorocaba, na Mesorregião Macro Metropolitana Paulista e na Microrregião de Sorocaba. Localiza-se a uma latitude 23º28'14" sul e a uma longitude 47º44'05" oeste, estando a uma altitude de 625 metros. Sua população estimada em 2019 era de 20,706 habitantes. O município é formado pela sede e pelo distrito de Porto[7][8].

Foi criado pela Lei Estadual 8.050, de 31 de dezembro de 1963, com redação final dada pela Lei 8.092, de 28 de fevereiro de 1.964, tendo sido instalado em 26 de março de 1.965, em Sessão Solene Presidida pelo MM. Juiz Eleitoral da Comarca de Sorocaba.

Geografia[editar | editar código-fonte]

Hidrografia[editar | editar código-fonte]

Rodovias[editar | editar código-fonte]

Comunicações[editar | editar código-fonte]

A cidade foi atendida pela Companhia de Telecomunicações do Estado de São Paulo (COTESP) até 1975, quando passou a ser atendida pela Telecomunicações de São Paulo (TELESP)[9], que construiu em 1977 a central telefônica utilizada até os dias atuais. Em 1998 esta empresa foi privatizada e vendida para a Telefônica, sendo que em 2012 a empresa adotou a marca Vivo para suas operações de telefonia fixa[10][11][12].

Administração[editar | editar código-fonte]

Histórico[editar | editar código-fonte]

A formação de Capela do Alto, de origem relativamente recente, foi impulsionada pela chegada de imigrantes alemães, principalmente após a Segunda Guerra Mundial, mas contou também com famílias que já se encontravam fixadas na região. O povoado era local de passagem de tropeiros procedentes do Sul do país. Tornou-se distrito em 30 de dezembro de 1953, do município de Araçoiaba da Serra, conquistando sua autonomia municipal em 28 de fevereiro de 1964. 

Dados históricos (Prefeitura)[editar | editar código-fonte]

Não temos dados exatos dos fundadores de Capela do Alto, sendo portanto lendária sua história e segundo se sabe, Capela do Alto foi fundada pelas famílias Menck, Wincler, Plens, Popst e outros que vieram da Europa para trabalhar na exploração e fundição de ferro na fábrica do morro do Ipanema.

Portanto, há muitas controvérsias, contos e lendas sobre a verdadeira história de fundação de Capela do Alto. Contudo, sabe-se de concreto que o início da cidade está intimamente ligada à atividade tropeira e também aos trabalhos de evangelização dos Padres Jesuítas.

Oficialmente se conhece que as terras onde surgiria Capela do Alto, eram utilizadas como pouso dos tropeiros que vinham do sul do País para comercializar seus muares, nas famosas feiras de Sorocaba. Nesta época, conta-se que ocorreram um tríplice crime, erguendo-se no local três cruz. Posteriormente, um monge vindo das terras do Ipanema, ergueu no local mais onze cruz, totalizando assim 14 cruz que serviram até 1.960, para a realização da Via Sacra durante a Quaresma. Esse local foi denominado por Cruzeiro, situando-se defronte à antiga Igreja Nossa Senhora das Dores. Surgimento do Povoado de Capela do Alto

Conta-se que esse monge vindo das terras do Ipanema possuía poderes extraordinários, tanto é que o local onde este morava, a pedra sob a qual dormia, foi visitado por inúmeros capelenses. Conta-se também que os alemães vieram explorar ferro, ouro e prata nas fraldas do Ipanema. Constatada no entanto a quase inexistência destes metais, embrenharam-se pelo sertão, estabelecendo-se onde hoje é Capela do Alto, que já contava com um pouso de tropeiros.

De lenda e lenda, de história em história, aos poucos foi se formando a cidadezinha, beneficiada pela estrada São Paulo-Paraná, que ligava Sorocaba à Itapetininga, que se tornou a rua principal da cidade. No ano de 1.950, criou-se o Distrito Policial de Capela do Alto e em 1.954, foi criado o Distrito de Paz, sendo seu primeiro titular o Sr. Heleno Lopes Plens, que viria a ser mais tarde o primeiro Prefeito Municipal. Data bastante significativa na história capelense é 

o dia 20 de junho de 1.954, quando se inaugurava, na gestão do Prefeito de Araçoiaba da Serra, 

Sr. Francisco Pássaro, a energia elétrica no então Distrito de Capela do Alto. 

Origem do nome "Capela do Alto" 

Justificando o nome da cidade, sabe-se que os habitantes das margens do rio Sarapuí, usavam da 

expressão "vamos à capela do alto", quando desejavam ir até a "capelinha" erguida defronte à 

Rua Santa Cruz (hoje Rua do Cruzeiro) parte mais alta do povoado. Esta expressão generalizouse para finalmente denominar de vez a identidade do povoado que surgia. Segundo se sabe, 

houve uma eleição para a escolha desse nome, que teria também as seguintes opções: 

"Cruz do Monge" "Capelândia" "Guarapiranga" "Duartinópolis" "Itarassú" "Ipanemápolis" 

"Minerápolis" "Menklândia" "Capanema". 

Após a realização dessa eleição, sabe-se que o nome escolhido Capela do Alto, venceu por uma diferença de cinco votos entre os votantes, que não eram em grande quantidade. 

Caracterização Política do Município

O município de Capela do Alto foi criada pela Lei Estadual 8.050, de 31 de dezembro de 1963, com redação final dada pela Lei 8.092, de 28 de fevereiro de 1964, tendo sido instalado em 26 de março de 1.965, em Sessão Solene Presidida pelo MM. Juiz Eleitoral da Comarca de Sorocaba. 

Gentílico: capelense 

Formação Administrativa[editar | editar código-fonte]

Distrito criado com a denominação de Capela do Alto, por lei estadual no 2456, de 30-121953, subordinado ao município de Araçoiaba da Serra. 

Em divisão territorial datada de 1-VII-1950, o distrito de Capela do Alto figura no município de Araçoiaba da Serra.

Assim permenecendo em divisão territorial datda de 1-VII-1960. 

Elevado à categoria de município com a denominação de Capela do Alto, por lei estadual nº 8092, de 28 de fevereiro de 1964, desmembrado de Araçoiaba da Serra. Sede no antigo distrito de Capela do Alto. Constituído de 2 distritos: Capela do Alto e Porto, desmembrado de Aracoiaba da Serra. Instalado em 26 de março de 1965.

Em divisão territorial datada de 31-XII-1968, o município é constituído de 2 distritos: Capela do Alto e Porto.

Assim permanecendo em divisão territorial datada de 14-V-2001.

Fonte[editar | editar código-fonte]

  • IBGE

Referências

  1. a b Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) (2017). «Base de dados por municípios das Regiões Geográficas Imediatas e Intermediárias do Brasil». Consultado em 10 de fevereiro de 2018 
  2. IBGE (10 de outubro de 2002). «Área territorial oficial». Resolução da Presidência do IBGE de n° 5 (R.PR-5/02). Consultado em 5 de dezembro de 2010 
  3. «Estimativas de população para 1º de julho de 2012» (PDF). Censo Populacional 2010. Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística. 31 de janeiro 2013. Consultado em 24 de maio de 2013 
  4. «Censo Populacional 2011» (PDF). Censo Populacional 2010. Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística. Consultado em 20 de dezembro de 2011 
  5. «Ranking decrescente do IDH-M dos municípios do Brasil». Atlas do Desenvolvimento Humano. Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento (PNUD). 2000. Consultado em 11 de outubro de 2008 
  6. a b «Produto Interno Bruto dos Municípios 2004-2008». Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística. Consultado em 11 de dezembro de 2010 
  7. «Municípios e Distritos do Estado de São Paulo» (PDF). IGC - Instituto Geográfico e Cartográfico 
  8. «Divisão Territorial do Brasil». IBGE - Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística 
  9. «Área de atuação da Telesp em São Paulo». Página Oficial da Telesp (arquivada) 
  10. «Telesp vai servir mais 86 cidades do estado». Acervo Folha de S.Paulo 
  11. «Nossa História». Telefônica / VIVO 
  12. GASPARIN, Gabriela (12 de abril de 2012). «Telefônica conclui troca da marca por Vivo». G1 

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Ícone de esboço Este artigo sobre municípios do estado de São Paulo é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.